Arquivo da tag: sem lactose

Padaria Pra Lá de Bom lança salgados sem glúten e lactose

Pra Lá de Bom Delícias Sem Glúten, conhecida por seus pães, bolos, doces e produtos personalizados para quem tem alergias e intolerâncias alimentares, lançou uma linha de salgados sem glúten.

Para os intolerantes e alérgicos aos lácteos e a ovos, a chef Paula Rosignoli preparou uma receita saborosa e diferenciada de coxinha de galinha – um dos salgados mais tradicionais do país assada e saudável : com massa de abóbora, linhaça dourada e caldo caseiro de galinha. “Para preparar o caldo, são longas horas de cozimento lento de frangos caipiras com vegetais e ervas frescos e orgânicos. No recheio, peito suculento desfiado, salteado no azeite com um bom refogado caseiro ”, revela a chef.

Além da coxinha, também integram o novo cardápio os pães de queijo, a empada de palmito sem leite nem lactose, a miniquiche de alho-poró e a miniquiche Lorraine (massa com recheio de queijo gruyere e pedacinhos de bacon).

COXINHA.jpg

Os salgados custam R$12,00, e o pão de queijo R$ 5,00.

Pra lá de Bom – Rua D. Luiza Tolle, 678 – Santana

Anúncios

do bem lança leites vegetais, ideais para quem tem restrições alimentares

A carioca do bem começa 2018 com o lançamento de uma linha de bebidas com leite vegetal. Desenvolvidos durante um ano, os leites do bem são verdadeiros aliados da nutrição, com cálcio, baixa caloria, sem lactose e sem glúten.

“Em 2009 mudamos o mercado de sucos no Brasil ao oferecer a primeira linha de sucos integrais sem conservantes em caixinhas. Agora, chegou a hora de ‘atualizar’, outro mercado: o de leite. A nossa fazenda são os coqueiros das praias”, conta Marcos Leta, idealizador da do bem.

A linha de leites vegetais do bem chega em quatro sabores: original, baunilha, chocolate e café com leite. Todas as bebidas da linha são feitas a partir do coco maduro, e por serem de origem vegetal são uma excelente alternativa natural ao leite de vaca.

“O leite vegetal é uma ótima opção que traz benefícios, concentrando nutrientes em quantidades adequadas. O destaque é para o cálcio, que em uma porção de 200 ml, a bebida vegetal fornece 300 mg de cálcio, valor semelhante a um copo de leite de vaca (250 mg aproximadamente)”, explica a nutricionista Fernanda Parziale, da E4 Consultoria.

Para apresentar os lançamentos aos consumidores, a do bem estreou uma campanha em suas mídias sociais que tem criação do estúdio Hardcuore. Com a assinatura, “Atualize o seu leite e dê férias para as vacas”, a campanha conta com vídeo de 40 segundos no formato de animação, que explora de maneira bem-humorada as diferenças entre o leite de vaca e o leite de coco do bem. Confira o vídeo clicando aqui.

novos-leites-vegetais-do-bem-825x463

Além do filme, a do bem irá conectar os consumidores com a vaca, personagem central da campanha, por meio do perfil do Instagram @Vacation_dobem. Na página, será possível acompanhar as férias da personagem que irá registrar os lugares que irá conhecer, além de interagir com o público dando dicas e recebendo sugestões. ]

SAC: do bem – 21-2287-5767

Freddo oferece gelatos especiais para quem tem restrições alimentares

Alergia ao leite, à soja, ao ovo e ao trigo ou intolerância à lactose e doença celíaca, essas são algumas das hipersensibilidades alimentares presentes no cotidiano de algumas pessoas. Possuir algum tipo de restrição alimentar exige um cuidado maior com a dieta. Pensando em atender esse público, a Freddo Gelateria possui sabores feitos com todo cuidado para serem degustados. Alguns são específicos para alérgicos ao leite, a proteína do leite ou glúten.

A decisão de produzir gelatos especiais surgiu da demanda de pedidos dos clientes, que não podiam consumir o gelato comum. Tendo sempre a preocupação de oferecer aos clientes de perfil e necessidades alimentares diferentes a possibilidade de consumir um gostoso sorvete, sabores foram pensados pela equipe da Freddo e desenvolvidos para realizar a necessidade desse público.

Em outubro do ano passado, a gelateria possibilitou uma nova experiência ao pequeno Lorenzo, que conseguiu pela primeira vez provar um gelato de chocolate. A alegria da descoberta foi tanta que a mãe de Lorenzo, Camilla Campos, compartilhou nas suas redes sociais esse momento.

Lorenzo possui alérgia múltipla, APLV (alergia à proteína do leite de vaca), alergia ao ovo e alergia ao peixe, em sua última viagem em família viu muitas crianças consumindo sorvete de chocolate e pediu para a mãe se poderia provar, devido a sua alergia o pequeno não pode.

“A primeira coisa que fiz assim que cheguei em Curitiba, foi passar na gelateria e tentar a sorte de encontrar o sabor de chocolate na versão vegana. Para minha surpresa e felicidade encontrei na loja a Lúcia, que me apresentou o sabor Sorbetto de Cioccolato. Eu fiz inúmeras perguntas, para ter certeza de que não teria nada de leite mesmo, mas ela com todo cuidado e gentileza tirou toda s as minhas dúvidas, e então o Lorenzo aos 3 anos pode consumir pela primeira vez um sorvete de chocolate!!”, comentou Camilla.

Lorenzo provando seu primeiro gelato de chocolate!
Lorenzo provando seu primeiro gelato de chocolate!

A Freddo Gelateria possui 15 anos no mercado, sendo ganhadora do prêmio de melhor sorvete de Curitiba por inúmeras vezes. Só neste ano foram três prêmios de diferentes veículos de comunicação de renome, como Bom Gourmet da Gazeta do Povo, Prêmio Top View de Gastronomia e melhor Sorvete de Curitiba pela Veja Comer & Beber 2017/2018. Pensando sempre em seu público, os sabores especiais oferecidas pela Freddo são:

freddo
Diversas opções para diferentes públicos

– Avocado: (sem glúten) Sorvete de abacate feito com 100% fruta

– Banana com Nutella: (sem glúten) Sorvete de banana mesclado com creme de avelã e chocolate (mais conhecido como Nutella), decorado com cacau em pó

– Creme Americano: (sem glúten) Sorvete de baunilha

– Cheesecake con Frutti di Bosco (sem glúten): Sorvete de cheesecake mesclado
com geleia de frutas vermelhas artesanal decorado com cereja silvestre.

– Cioccolato:(sem glúten) Sorvete de chocolate belga 70% cacau

– Cioccolato Gianduia Zero Açúcar (contém glúten/sem açúcar): Sorvete de chocolate com avelã zero açúcar (adoçante utilizado, stevia)

– Coco Zero: (contém glúten/sem açúcar) Sorvete de coco zero açúcar decorado com flocos de coco sem açúcar (adoçante utilizado, stevia)

– Coco: (sem glúten) Sorvete de coco decorado com flocos de coco

– Cremino: (sem glúten) Sorvete de avelã mesclado com creme de avelã e chocolate (mais conhecido como Nutella)

– Dolce di Latte (sem glúten) Sorvete de doce de leite decorado com suspiros

– Due Amori: (sem glúten) Sorvete de chocolate belga branco, mesclado com brigadeiro artesanal feito com chocolate 50% cacau Decorado com raspas de chocolate branco e ao leite

– Ferrero Rocher: (contém glúten na decoração) Sorvete de avelã mesclado com creme de avelã e decorado com granulado de avelã e bombom Ferrero Rocher.

– Fragola: (sem glúten/sem lactose) Sorbet de morango, 100% fruta, zero lactose

– Frutti di Bosco: (sem glúten/sem lactose) Sorbet de frutas vermelhas – framboesa, amora e mirtilo, 100% fruta, zero lactose

– Kinder Ovo: (sem glúten) Sorvete de leite ninho mesclado com creme de avelã

– Sorbetto di Limone Siciliano: (sem glúten/sem lactose) Sorbet de limão siciliano, 100% fruta fresca, zero lactose

– Sorbetto di Manga Zero Açúcar: (contém glúten/sem lactose/sem açúcar) Sorbet de manga, 100% fruta fresca, zero açúcar (adoçado com stevia), zero lactose

– Sorbetto di Manga com Açaí: (sem glúten/sem lactose) Sorbet de manga, 100% fruta fresca mesclado com sorbet de açaí puro

– Sorbetto di Maracujá: (sem glúten/sem lactose) Sorbet de maracujá, 100% fruta, zero lactose

– Sorbetto di Uva Terci: (sem glúten/sem lactose) Sorbet de uva terci, 100% fruta, sem lactose

– Sorbetto di Cioccolato: (contém glúten/sem lactose) Sorbet de chocolate 70% cacau, zero lactose

– Macadâmia: (sem glúten) Sorvete de macadâmia, decorado com macadâmias caramelizadas tostadas

– Magnífico: (sem glúten) Sorvete de doce de leite mesclado com trufa cremosa de chocolate

– Menta com cioccolato: (sem glúten) Sorvete de menta mesclado com flocos de chocolate. Decorado com gotas de chocolate 50% cacau

– Melagrana: (sem glúten) Sorvete de romã, mesclado com compota de romã

– Pistacchio di Bronte: (sem glúten) Sorvete de pistache de origem da região de Bronte (Itália)

– Splendido: (contém glúten na decoração) Sorvete de leite condensado mesclado com creme de castanha de caju e wafer. Decorado com bombom sonho de valsa.

– Stracciatella: (sem glúten) Sorvete de nata mesclado com flocos de chocolate. Decorado com gotas de chocolate 50% cacau

– Stupendo: (sem glúten) Sorvete de nata mesclado com geleia de morango artesanal. Decorado com morango e suspiros

– Torta Belga: (sem glúten) Sorvete de nata mesclado com doce de leite mineiro e castanha do Pará laminada

– Torta de Limone Siciliano: (contém glúten) Sorvete de mascarpone mesclado com brigadeiro de limão siciliano artesanal e farofa de biscoito maisena. Decorado com compota de lima

– Trufa: (sem glúten) Sorvete de chocolate belga 70% cacau, mesclado com trufa cremosa de chocolate

– Vaniglia Bourbon: (sem glúten) Sorvete de baunilha pura de origem de Madagascar

– Yogurt con Amarena: (sem glúten) Sorvete de iogurte mesclado com compota de cerejas silvestres

Informações: Freddo Gelateria

 

 

 

 

All Nuts lança linha exclusiva para veganos

São mais de 60 opções de alimentos de origem vegetal, incluindo cereais, grãos e frutas desidratadas

E-commerce especializado em alimentos saudáveis, a All Nuts acaba de criar diversos produtos focados na dieta vegana. Não faz parte desta dieta qualquer tipo de alimento com origem animal. No total, são 62 itens disponíveis para compra no site e que possuem quatro opções de tamanho de embalagem: pacotes de 250g, 500g, 750g e 1kg.

All Nuts foi criada no início deste ano e tem o objetivo de oferecer opções de produtos saudáveis. São 10 linhas de produtos, vegano, sem glúten, sem lactose, vegetariano, integral, low carb, orgânico, emagrecedores, fitness e 0% açúcar.

produtos-allnuts1produtos-allnuts2produtos-allnuts3produtos-allnuts4

“Somos uma empresa contemporânea procurando conversar com as pessoas da atualidade. Acreditamos que uma alimentação equilibrada é o principal pilar para garantir uma vida com muito mais energia, saúde e disposição. Nossos produtos seguem as leis da natureza: frescos, nutritivos e produzidos pela nossa terra”, afirma Geraldo Morimoto, diretor Executivo da empresa.

Informações: AllNuts

 

Fim de semana tem Festival de Bolos & Doces na Paulista

Uma delícia de festival ou um festival de delícias? Que tal os dois? O que importa mesmo é que o Festival de Bolos e Doces chegou, a entrada é gratuita e com apenas R$ 2,50 dá para apreciar um doce bem gostoso. E o melhor: todas as formiguinhas, inclusive as veganas, intolerantes a glúten ou lactose, ou até com restrição de açúcar vão sair satisfeitas, já que haverá opções para todas no evento que acontecerá durante um final de semana inteirinho – o último de novembro – das 10 às 20 horas.

Além disso, na Praça de Alimentação montada especialmente para a ocasião também tem salgados, lanches e diversas bebidas. Para chegar ao Club Homs, o que não falta é alternativa: pode ser metrô (estação Brigadeiro), ônibus (tem vários pontos pertinho), bike (ciclofaixa no canteiro central da Paulista) ou carro (diversos estacionamentos nos arredores).

Pronto para ficar com água na boca? Então vamos começar pela estrela do festival, os bolos, que podem ser encontrados em pedaços (de R$ 7,00 a R$ 15,00), potes (R$ 5,50 a R$ 14,00), inteiros no acetato (R$ 35,00/500g), míni (R$ 15,00), cupcake (R$ 8,00), topcake (R$ 5,90), cuca (R$ 12,00) e até de rolo, tradicional do nordeste (R$ 12,00). São mais de 40 sabores.

Tem de chocolate, baunilha, morango, banana, maçã, goiaba, abacaxi, pêssego, salada de frutas, coco, damasco, nozes, brigadeiro, Prestígio, Sensação, Red Velvet, Ferrero Rocher, Diamante Negro, Kit Kat, Kinder Bueno, Sonho de Valsa, M&M, churros, limão, leite em pó, Floresta Negra, Bem Casado, Dois Amores, doce de leite (com ameixa, chocolate ou coco), cenoura com chocolate, pão de mel, mármore, jasmim com limão siciliano, Grenadine, mousse (tequila, chocolate, maracujá), trufado de maracujá, bicho de pé, brigadeiro de mel, chocolate com cream cheese, champanhe com creme de frutas vermelhas, paçoca, e de suspiro com frutas vermelhas (Pavlova).

As tortas (de R$ 27,00 a R$ 38,00/kg) e tortinhas já confirmaram presença Festival. Entre os diversos sabores estão damasco, bombom de morango com chocolate, holandesa, leite condensado com farofa de coco, mousse de Ovomaltine, caramelo salgado, lemon curd, e leite em pó com creme de avelã e ganache em vários formatos: individuais (R$ 5,50 a R$ 8,00), em pedaço (R$ 10,00 a R$ 15,00) e no pote (R$ 12,00). E que tal um cremoso pudim? Tem de leite, doce de leite e chocolate (R$ 5,00 a R$ 10,00). Já experimentou um delicioso rabo de lagosta, aquela massa italiana, sfogliatelle, recheada com brigadeiro, brigadeiro de limão com capim santo, churros ou licor Marula (R$ 7,50)? Você também pode saborear delicados macarons (doce de origem francesa) de chocolate, limão siciliano, pistache, frutas vermelhas, amêndoas com avelã, e café com baunilha a partir de R$ 4,00 (quatro minimacarons saem por R$ 15,00).

Os brigadeiros merecem um destaque especial. O tradicional (enrolado em formato de bolinhas) custa a partir de R$ 2,50 e o de colher, R$ 5,00. Quer saber os sabores? Romeu e Julieta, creme brulê, cheesecake, noir 70%, café, Farinha Láctea, erva doce, gengibre, manjericão, brownie, palha italiana, churros, pistache, paçoca, leite em pó com creme de avelã, amêndoas, Oreo, Ovomaltine, bolo de cenoura, caipirinha, conhaque, uísque, vinho tinto e muitos outros. E quem quiser levar essas delícias para casa, diversos expositores oferecem embalagens para 3 até 12 unidades, de R$ 11,50 a R$42,50. Já quem gosta de trufas poderá escolher (ou quem sabe experimentar todas) entre café, chocolate (ao leite, meio amargo, branco), maracujá, petit gateau, pudim, espanhola, coco, tequila (R$ 3,00 a R$ 5,00).

Pensa que já acabou? Que nada! O Festival não é de Doces? Então ainda tem muito mais: palha italiana (R$ 3,50 a R$ 6,00); biscoitos decorados (R$ 4,00); docinhos de festa (a partir de R$ 2,50); donuts de chocolate, morango, creme brulê, doce de leite (R$ 7,00); quindim (R$ 8,00), doce de amendoim (R$ 6,00); damascos recheados (R$ 4,00); fondue de chocolate (R$ 12,00 a R$ 16,00); pipoca gourmet de vários sabores (R$ 8,00); pão de mel recheado com beijinho, brigadeiro, doce de leite (R$5,00); cone trufado (R$5,00); muffin (R$ 8,00); mini bombas ou éclair (R$5,00); verrines (R$ 8,00); pizza brownie (R$ 15,00/fatia); balas de coco geladas com vários recheios (R$ 8,00/100g); brownies (R$ 5,00 a R$ 10,00); e crepe francês no cone (R$ 13,00 a R$ 16,00). Com a proximidade do Natal, os panetones não poderiam faltar: tem trufado de 1kg (R$ 45,00) e de 250g (R$ 19,00); com cobertura de 500g (R$ 25,00) e de 150g (R$ 12,00), e até em fatia (R$ 5,90).

Diet, Fit, Vegano & Cia – o festival oferecerá opções para quem precisa ou simplesmente prefere uma alimentação diferenciada. Pasta de amendoim integral ou com açúcar mascavo (R$ 10,00); pavê vegano de maracujá com chocolate (R$ 5,00); brownie sem glúten e lactose (R$ 6,90); brigadeiro diet sem lactose (R$ 4,50) e barrinha sem lactose (R$ 3,00). E bolos? São vários: vegano de chocolate (R$ 15,00); integrais (R$1 4,00 a R$ 16,00) nos sabores banana sem lactose, açúcar e glúten; maçã ou banana zero açúcar; chia com nozes sem lactose; cenoura com cobertura de cacau e óleo de coco, sem glúten e lactose; cacau com nozes; morango, chocolate ou frutas sem lactose.

Festival de Bolos & Doces
Data: 25 e 26 de novembro
Horário: das 10h às 20h
Local: Club Homs – entrada gratuita
Endereço: Avenida Paulista, 735 – a cinco minutos do Metrô Brigadeiro

Receitas sem glúten e lactose para fazer em família

Estar na cozinha junto a alguém que gostamos estreita laços de amor, cumplicidade e amizade, além de ser relaxante e divertido. O Kurotel – Centro Médico de Longevidade e Spa em Gramado, preparou algumas receitas para os intolerantes ou adeptos às dietas sem glúten e lactose, para tornar os momentos junto a quem se ama mais gostosos. Aproveite o fim de semana para preparar as receitas abaixo:

Peixe com alho-poró crocante e purê de banana (sem glúten e sem lactose)

peixe com alho poro

Ingredientes

4 filés de peixe 120g cada
1 xícara de alho-poró cortado em rodelas
1 colher (chá) de óleo vegetal
1 colher (café) de sal marinho
Suco de limão

Modo de preparo

Tempere o peixe com sal e suco de limão. Reserve. Corte o alho-poró em rodelas, coloque em uma assadeira e deixe desidratar de 15 a 20 minutos a 120 graus. Unte uma frigideira com óleo e leve o peixe para grelhar. Cubra com o alho-poró crocante e sirva em seguida.

Para o purê de banana
6 bananas-maçãs
½ xícara (chá) de leite de coco
½ xícara (chá) de caldo de peixe caseiro
1 colher (café) de sal

Modo de preparo

Descasque a banana, coloque numa panela, junte o leite de coco, o caldo de peixe e o sal e leve para cozinhar. Passe por uma peneira fina. Se ficar com pouca consistência, retorne ao fogo e engrosse levemente com maisena. Deve ficar na consistência de purê.

Rendimento 4 porções
Calorias da porção: 150

Lasanha Napolitana (sem glúten)

lasanha

Ingredientes

10 folhas de repolho
1 xícara (chá) de cenoura ralada
2 xícaras (chá) de frango desfiado
2 colheres (sopa) de cebola ralada
1 colher (sobremesa) de óleo
1 colher (café) de sal
1 xícara (chá molho de tomate
2 colheres (sopa) de salsinha picada
12 fatias de queijo de minas
1 colher (sopa) de orégano

Modo de preparo

Leve o repolho para cozinhar. Reserve. Coloque o óleo numa panela e doure a cebola, acrescente a cenoura e deixe cozinhando um pouco até a cenoura amolecer, junte o frango, misture bem e acrescente o molho de tomate o sal e a salsinha. Monte em pratos individuais intercalando o repolho com o frango, cubra com o queijo de minas e salpique orégano e leve ao forno para gratinar.

Rendimento 3 porções
Calorias da porção 198

Bolo de Cenoura com Beterraba (sem glúten e sem lactose)

bolo cenoura e beterraba.jpg

Ingredientes

200 g de creme de soja (ou 1 xícara de óleo de coco)
1 xícara de adoçante culinário (ou 1 xícara de açúcar mascavo)
3 ovos orgânicos batidos
75 g de farinha de arroz
75 g de amido de milho
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de canela em pó
100g de cenoura ralada
100g de beterraba ralada

Cobertura (se desejar)
100g de iogurte de soja
2 col de sopa de mel

Modo de preparo

Preaqueça o forno a 180°, unte a forma com creme de soja. Bata o creme de soja com o adoçante até virar uma mistura fofa, acrescente o ovo e misture bem. Peneire a farinha, o fermento e a canela sobre a massa. Em seguida misture a beterraba e a cenoura. Distribua na forma e asse de 5 a 10 minutos.

Rendimento: 1 unidade com 16 fatias
Calorias por porção: 57 kcal (com creme de soja) / 102 kcal com óleo de coco

Fonte: Kurotel

 

 

 

Pra Lá de Bom ensina a fazer bolo de tangerina 

Para este feriado, a Chef Paula Rosignoli, da Pra Lá de Bom Delicias sem Glúten, sugere como sobremesa o Bolo de Tangerina sem glúten e lácteos, uma sobremesa com toque cítrico marcante que agrada a todos os paladares.

A receita saudável e funcional foi desenvolvida especialmente para aqueles que têm alergias e intolerâncias, sendo também uma opção para quem preza pela saúde e qualidade de vida. “Pensamos na tangerina que proporciona cor e sabor. O bolo pode ser servido com sorvete ou mesmo para um momento especial em família no café da tarde”, afirma Paula.

O bolo preparado com ingredientes de primeira linha inclui orgânicos e não contém conservantes, é vendido sob encomenda e custa R$ 70,00.

Bolo de Tangerina Praladebom

Ingredientes do bolo:
4 ovos inteiros
140g de açúcar demerara orgânico (ou Xylitol ou açúcar de coco)
2 tangerinas grandes
40 g de azeite de oliva
20 g de agua
140 g de farinha de amêndoa
60 g de mix de farinha preparada sem glúten ou farinha de arroz branco
90 g de Polvilho doce
10 g de fermento químico em pó

Ingredientes da calda:
3 Tangerinas
30 g de açúcar demerara orgânico (ou Xylitol ou açúcar de coco)

Modo de Preparo:
Bater os ovos com o açúcar por 10 min na batedeira. Cortar as tangerinas e retirar apenas a parte branca do centro e as sementes, conservando a casca. Bater as tangerinas com o azeite e a água no liquidificador. Misturar aos secos e adicionar a mistura de ovos delicadamente. Assar em forma untada por 45 min a 170 graus.

Calda:
Espremer o suco das tangerinas, adicionar o açúcar e levar ao fogo por 5 minutos. Desenformar o bolo e colocar a calda.

Bolo de Tangerina

Prá Lá De Bom – Rua Dona Luiza Tolle, 678 – Santana

 

Pesquisa: o que leva brasileiros a adotarem modismos em dietas e alimentos

Levantamento realizado para a Nestlé aponta que muitos brasileiros estão evitando itens como lactose e glúten e inserindo novos ingredientes na dieta, como batata-doce e óleo de coco

Pesquisa inédita realizada para a Nestlé, com mais 1.500 pessoas de todas as regiões do Brasil, mostra que uma grande parcela dos brasileiros está aderindo aos “modismos alimentares” em busca de emagrecimento rápido, retirando de sua alimentação ingredientes como glúten e lactose, de forma indiscriminada, e buscando resultados “mágicos” em alimentos como batata-doce e óleo de coco.

O levantamento foi realizado pela área de Inteligência e Pesquisa de Mercado da Editora Abril especialmente para a Revista BIO, publicação especializada da Nestlé, dirigida a nutricionistas, que passa a contar a partir deste mês de outubro com novo projeto gráfico e editorial, com o objetivo de disseminar informações científicas sobre Nutrição aos profissionais de saúde.

De acordo com a pesquisa, 19% dos entrevistados faz restrição parcial ou total do consumo de glúten, proteína presente em cereais como trigo, centeio e cevada. Desses, 30% cortaram a substância porque querem emagrecer. No entanto, apenas 4% das pessoas que evitam parcial ou integralmente o glúten o fazem pelo fato de terem doença celíaca e por recomendação profissional. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), apenas 1% da população mundial tem a doença celíaca.

pesquisa2

 

Quando o assunto é lactose, 28% das pessoas que responderam à pesquisa disseram que fazem restrição total ou parcial do seu consumo. Entretanto, um total de 79% afirmou que nunca fez um teste de intolerância à lactose. O levantamento mostra também que 26% dos entrevistados resolveram cortar a lactose por conta própria, sem consultar um profissional de saúde, e 8% admitiram que tiraram esse nutriente da sua dieta por vontade de emagrecer.

pesquisa4

pesquisa5

Segundo a pesquisa, além da motivação do peso, muitas pessoas também evitam componentes como o glúten e lactose por acharem que eles podem fazer mal à saúde, devido principalmente à utilização de dizeres como “não contém glúten” e ”sem lactose” em embalagens e anúncios, que acabam gerando a percepção de que tais componentes não são saudáveis.

pesquisa3

Alimentos da moda

O levantamento aponta que os “alimentos da moda”, associados ao emagrecimento e à melhora da saúde, também estão cada vez mais presentes no cardápio dos brasileiros e são consumidos no dia a dia por boa parte da população, como é o caso da batata-doce (61%), do óleo de coco (24%) e da chia (28%).

pesquisa7

A pesquisa mostra, ainda, outras conclusões sobre as dietas low-carb e detox, além de dados sobre o que os brasileiros consideram como uma dieta saudável. Os resultados completos podem ser conferidos na revista BIO do mês de outubro. A publicação é distribuída pela Nestlé para mais de 30 mil nutricionistas e especialistas da área de saúde com o objetivo de promover educação, atualização e conscientização sobre temas ligados a alimentação e saúde, contribuindo para disseminar o propósito da companhia de melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável.

pesquisa10

pesquisa8

pesquisa9

pesquisa6

pesquisa1

Fonte: Nestlé Brasil

 

VeGhee: manteiga feita com óleo de palma nacional e sustentável e 100% vegana

VeGhee é uma manteiga feita com óleo de palma, nacional e sustentável, e sal rosa do Himalaia (ou sem sal), 100% vegana, com textura e sabor idênticos ao da manteiga tradicional. Pode ser usada para refogar ou diretamente no pão do café da manhã, ou seja, você usa do mesmo jeito que usaria a manteiga normal, com a supervantagem de não precisar de refrigeração.

A VeGhee não contém glúten, lactose e colesterol, sendo uma opção excelente para intolerantes a derivados do leite, veganos e vegetarianos estritos.

História

Ghee (ou Ghi) tem sua origem na Índia antiga, onde a manteiga era fervida, clarificada, caramelizada e resfriada, algumas vezes, ainda ganhava a adição de especiarias, para se obter um ingrediente considerado mais puro que a manteiga normal. É considerada um dos principais ingredientes da Medicina Aiurvédica Indiana. Porém, devido ao seu custo, e também por ser oriunda do leite, os indianos elaboraram a Ghee vegetal, uma mistura fria de um ou mais óleos vegetais que ficam com a mesma textura da Ghee tradicional.

Produção da VeGhee

A Natural Science produz a VeGhee com óleo de Palma Nacional (do Pará), não oriundo de desmatamento. Extraído por métodos físicos (prensagem mecânica) sem uso de solventes ou outras substâncias químicas. O processamento deste óleo é feito de forma natural (fisicamente), com produtos naturais (ácido cítrico e terra não ativada). Mantendo assim o sabor e textura iguais ao da tradicional Ghee, junto com sal rosa do Himalaia para dar um toque especial em suas receitas.

capa

Ingredientes: óleo vegetal de palma, sal do Himalaia (ou sem), aroma idêntico ao natural de manteiga e urucum. Não contém glúten. Não contém lactose e proteína do leite.

Informações: Natural Science

 

Um pouco sobre o kefir – por Carolina Mantelli*

O kefir virou “febre” na internet, porém devemos ir com cautela antes de mergulhar nessa leitura, pois muito do que está escrito não tem, muitas vezes, fundamento científico. Os grãos de kefir são constituídos por leveduras fermentadoras de lactose e leveduras não fermentadoras de lactose. Não confunda o produto com iogurte ou coalhada, apesar de sua aparência ser bem parecida. O nome deriva da palavra turca keyif, que significa “sentir-se bem” depois de comer.

A informação comprovada, de fato, tem a ver com a grande limpeza da membrana intestinal, mas qual é a vantagem de se consumir o produto? Sua maior característica, sem dúvida, é a altíssima quantidade e qualidade dos aminoácidos que possui e a eliminação de micro-organismos patogênicos, ou seja, que direta ou indiretamente podem provocar doenças. O kefir atua como um verdadeiro aliado nos quadros de diarreia e obstipação, por exemplo.

Existem alguns estudos feitos, por enquanto, somente em animais, que mostram que o kefir pode diminuir ou até inibir o crescimento de células cancerosas, porém isso ainda não foi comprovado em humanos.

Outro ponto positivo são os lactobacilos contidos no produto. Eles produzem a enzima betagalactosidase, que facilita a digestão da lactose e, portanto (e por incrível que pareça) é indicado para os intolerantes à lactose.

kefir

Chegamos à conclusão de que o kefir é uma bebida de leite, fermentada, muito rica em cálcio, proteínas e vitaminas do complexo B. Ela possui seu exclusivo Lactobacillus kefiri, sobre o qual estudos têm mostrado que pode inibir o crescimento de várias bactérias nocivas para a saúde (Salmonella, E coli, H pylori etc). Além disso, alguns testes feitos em animais, em laboratório, observou propriedades antifúngicas, antivirais, anticancerígenas e antimutagênicas.

Importante: antes de incluir o kefir na sua dieta consulte um endocrinologista.

*Carolina Mantelli é médica, pós-graduada em Endocrinologia e Metabologia. Possui título de médica perito pela Universidade de São Paulo e conhecimentos específicos em metafísica e desenvolvimento mental, procurando tratar o ser humano como um todo