Arquivo da tag: superbom

Confira: benefícios das frutas típicas do outono e uma receita de smoothie

Goiaba, maçã e maracujá estão entre as frutas da estação e rendem muitas receitas nutritivas

Com a chegada do outono, alguns frutos também entram em alta e podem ser a estrela principal de receitas saborosas e funcionais. Segundo Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, frutas como maçã, goiaba e abacate são versáteis e podem ser bem aproveitadas em pratos doces ou salgados.

Abaixo, a profissional elenca outras frutas típicas do outono e sugere uma receita de smoothie de goiaba com banana:

GOIABA

Goiaba: a variedade da fruta vermelha é conhecida pelo doce de goiabada, que harmoniza perfeitamente com queijos e bolos. Entretanto, é possível encontrar ainda em geleias, sucos, molhos e outras sobremesas derivadas da goiaba, que é excelente para auxiliar na redução dos triglicérides e colesterol ruim (LDL), atua na prevenção de câncer e melhora da imunidade.

maionese de abacate california avocado commission
Foto: California Avocado Comission

Abacate: saladas, cremes, vitaminas e sobremesas são algumas opções de receitas para fazer com o abacate. A fruta é rica em gorduras boas e pode contribuir para melhora do sistema circulatório, controle nos níveis de colesterol no sangue e melhora do sono.

maracujá arica farca pixabay

Maracujá: além de produzir efeito calmante no organismo, é fonte de vitaminas do complexo B, que atuam na manutenção da saúde da pele, cabelos e olhos. “Além do suco e do chá, é possível fazer bolos, mousses e coberturas de maracujá. O sabor azedo e a cor amarela da fruta combinam com cremes doces e claros”, sugere.

caquis

Caqui: a profissional indica que a fruta é perfeita para receitas de pavês, mousses e pudins, mas seu consumo in natura permite que sua ação antioxidante no organismo seja amplamente aproveitada.

maçã

Maçã: entre os muitos benefícios da fruta está o fortalecimento da região da garganta, atuando na prevenção e combate de tosses, rouquidão e demais incômodos. “A maçã é um fruto muito acessível, por isso é as opções de pratos são muitas, indo de sucos a tortas, muffins e chips da fruta”, conclui.

Receita Superbom: Smoothie de goiaba com banana

smoothi gioaba

Ingredientes
1 xícara (chá) de suco de goiaba Superbom
Meia xícara (chá) de água filtrada
1 banana gelada
3 pedras de gelo

Modo de preparo
Em um liquidificador, bata bem todos os ingredientes. Sirva gelado.

Rendimento: 2 porções

Tempo de preparo: 10 minutos

Sugestões de produtos

geleia de goiaba

Geleia de Goiaba 100% fruta – Superbom: rica em vitaminas D e E, além dos sais minerais de ferro e cálcio. Sem adição de corantes e aromas artificiais.

suco de maça

Suco de maçã 100% fruta – Superbom: natural, fonte de fibras e vitamina C, sem adição de açúcares e conservantes naturais.

suco maracuja

Suco de Maracujá Frutt’s – Superbom: rico em vitamina C, importante nutriente para o sistema imunológico. Sem conservantes ou corantes artificiais.

chips maçã

Frutt’s Kroc de Maçã – Superbom: chips de maçã 100% natural, sem adição de açúcar e fritura, de baixo teor calórico e rico em minerais como potássio.

Fonte: Superbom

Receita prática Superbom: Wrap Integral

Mesmo no outono, é importante manter hábitos saudáveis de alimentação para que o corpo consiga realizar todas as atividades sem incômodo e mal-estar. Por isso, a Superbom traz como sugestão uma receita rápida e fácil de fazer: Wrap Integral com recheio de patê e mortadela ovolactovegetariana.

De acordo com a nutricionista Bruna Pavão, responsável pela elaboração da receita, o wrap oferece diversos nutrientes, como carboidratos complexos, proteínas e gorduras boas, essenciais para a realização das atividades durante o dia. Assim, também é uma ótima opção para ser consumida antes das atividades físicas. Confira abaixo o passo a passo dessa receita:

Ingredientes
2 colheres (sopa) de shoyu light
½ xícara (chá) de cogumelo paris fatiado
100 g de tofu
2 fatias de wrap integral
1 embalagem de patê sabor champignon Superbom
4 fatias de Mortadela Superbom
Alface a gosto
1 cenoura pequena ralada
½ cebola roxa em rodelas

Modo de preparo
Em uma frigideira, aqueça rapidamente o shoyu e refogue o cogumelo e o tofu. Retire do fogo e reserve. Na mesma frigideira, aqueça o wrap integral por alguns segundos para ficar mais crocante. Retire da frigideira e faça a montagem do lanche. Primeiro, passe uma camada do patê Superbom. Em seguida, adicione a mortadela, a alface, a cenoura, a cebola, o cogumelo e o tofu refogados. Feche o wrap e sirva.

wrap integral.jpg

Tempo de preparo: 20 minutos.

Rendimento: 2 porções

Fonte: Superbom

Alimentos essenciais para a saúde da mulher

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher nutricionista elenca nutrientes benéficos para o organismo feminino

Infância, adolescência, adulta e 3ª idade. Em cada uma dessas fases da vida o organismo feminino tem necessidades nutricionais diferentes. Para auxiliar mulheres de diferentes idades que buscam uma alimentação balanceada, Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, explica em quais alimentos é possível encontrar os nutrientes essenciais para cada faixa etária.

Infância: depois do aleitamento materno exclusivo até seis meses de idade, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde, as crianças precisam de alimentos que tenham, principalmente, ferro, zinco, vitaminas C, A e D. “O ferro, por exemplo, ajuda na formação do cérebro e suas funções neuromotoras. Enquanto as demais vitaminas ajudam na absorção do ferro, no fortalecimento do sistema imunológico e na saúde dos ossos, respectivamente”, esclarece. Frutas variadas, legumes, feijões, grão de bico e banho de sol são recomendados.

Adolescência: nesta fase, a especialista explica que os hábitos alimentares saudáveis devem incluir muitos alimentos que tenham vitaminas do complexo B, ferro e zinco, para reporem a possível perda de nutrientes com a menstruação e dar mais energia para as jovens durante as atividades. Os pais ainda devem ficar atentos para que elas não sigam dietas da moda na tentativa de imitar padrões de beleza da mídia, pois estas podem ser prejudiciais a saúde e desenvolvimento da adolescente. Logo, é importante basear a alimentação em alimentos de verdade, evitando fast foods e aumentando o consumos dos alimentos naturais e castanhas.

frutas vermelhas e roxas pixabay

Adulta: durante a vida adulta nutrientes como vitamina A, C e ácidos graxos essenciais, ou seja, que não são produzidos pelo organismo, são importantes porque regulam as variações hormonais, ansiedade e inchaço, considerados os sintomas mais comuns da TPM. Quanto mais colorida de vegetais e frutas, maior será a quantidade de antioxidantes ingeridos, favorecendo a saúde das células e evitando o envelhecimento precoce delas.

3ª idade: com a chegada da menopausa a mulher passa por muitas transformações hormonais e fica mais suscetível a desenvolvimento de problemas como câncer de mama e no sistema reprodutor. Por isso, é importante consumir alimentos ricos em isoflavona, substância com um efeito parecido ao estrogênio no organismo feminino, além da vitamina E, que ajuda a minimizar as ondas de calor típicas da menopausa.

Sugestão de produtos

Pratos prontos à base de proteína de soja – Superbom

enlatados.jpg

A linha de pratos veganos prontos da Superbom são feito à base de proteína da soja, grão rico em isoflavona, responsável por diminuir os sintomas da menopausa. Disponíveis nas versões: almôndegas ao sugo, medalhão ao molho madeira, molho bolonhesa, cubinhos ao molho mexicano, jardineira ao molho caseiro e escalope ao molho caseiro.

Geleias – Superbom

geleia superbom2geleia superbom1

As geleias da Superbom são ricas em vitaminas D, E e ferro, que contribuem para a saúde da mulher de diversas faixas etárias. Disponíveis nos sabores: damasco, goiaba, uva, morango com chia, amora e frutas vermelhas com chia.

Fonte: Superbom

“Superbom Aberta” terá mais de 150 produtos com descontos de até 50%

Nos dias 8 e 10 de março, a Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, irá comercializar mais de 150 produtos da marca com descontos de até 50%, em comparação com os valores dos pontos de venda, durante a nova edição da “Superbom Aberta”. O evento será realizado na própria fábrica da empresa, na zona sul de São Paulo.

Proteínas à base de ervilha, snacks saudáveis e os tradicionais sucos integrais estão entre os produtos promocionais. O diretor de marketing da Superbom, David Oliveira, pontua que o evento, realizado a cada três meses, é uma oportunidade para os consumidores encontrarem todo o portfólio da marca, uma vez que cada ponto venda dispõe de um mix de produtos diferente.

O executivo aponta também que há outra novidade este ano, a partir dessa edição do evento não serão mais disponibilizadas sacolas para os consumidores. Cada um deve levar a própria sacola para fazer as compras. “Não incentivamos mais o uso de sacolas plásticas na nossa loja de fábrica e resolvemos trazer essa iniciativa sustentável para a ‘Superbom Aberta’ também”, esclarece.

imagem_release_1620639.jpg

“Superbom Aberta”
Local: Fábrica da Superbom
Endereço: Rua Domingos Peixoto da Silva, 245 – Capão Redondo-SP
Datas e horários: 8 de março, das 8h às 14h, e 10 de março, das 8h às 16h
Estacionamento gratuito

Ovolactovegetariano, vegano e vegetariano: qual a diferença?

São muitas as classificações para quem decide levar um tipo não convencional de dieta, ou estilo de vida, que exclua a carne animal do cardápio. Segundo Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, a preocupação crescente com a saúde, o meio ambiente e o respeito aos direitos dos animais, faz com que o cuidado com a alimentação seja tratado com cada vez mais atenção.

Confira as principais diferenças listadas pela consultora da Superbom:

Ovolactovegetariano

ovos fritos com alecrim e tomate Depositphotos
Depositphotos

De acordo com a especialista, o ovolactovegetarianismo costuma ser o passo de entrada na dieta vegetariana e é também o que reúne o maior número de adeptos. “A pessoa exclui proteína animal do cardápio, ou seja, não come nenhum tipo de carne, mas continua comendo ovos, laticínios e outros derivados dos animais”, pontua a consultora da Superbom.

Uma dúvida frequente é em relação aos peixes e frutos do mar, porém, embora brancos, são carne e, portanto, estão excluídos. Assim como a salsicha, o presunto, a mortadela e outros embutidos. Conclui-se então que os ovolactovegetarianos excluem, necessariamente, todas as carnes da dieta, sem exceção.

Vegetariano Estrito

vegetariano

Esse tipo de vegetarianismo representa um passo a mais em direção ao veganismo. Os vegetarianos estritos excluem de sua alimentação, além das carnes, qualquer produto que seja de origem animal, ou seja, leite e seus derivados, ovos e etc.

Veganos

CARNE VEGANA

Trata-se de um estilo de vida mais complexo que os anteriores, já que tem mais restrições. No caso dos veganos, nenhum derivado animal é aceito, nem mesmo o mel e, além disso, também não consomem nada que seja testado em animais ou possuem alguma matéria prima animal, como certos remédios, sabonetes, maquiagens, sapatos, cosméticos em geral, entre outros. “Ser vegano não está relacionado apenas com a alimentação, mas, sim, com um estilo de vida, que procura evitar a exploração de animais para a fabricação de produtos, sejam eles alimentícios ou não”, comenta a nutricionista e consultora da Superbom.

Cyntia Maureen ainda destaca que o fato de não comer carne ou nada de origem animal não implica necessariamente em uma alimentação saudável, até porque essas dietas não excluem alimentos com baixo valor nutricional ou excesso de açúcar, por exemplo.

Então, para que a substituição da carne seja feita com sucesso, o segredo é uma ingestão equilibrada de verduras, grãos, leguminosas. “Uma alimentação vegetariana ou vegana de baixa gordura, e grandes quantidades de fibras, ferro, cálcio e vitaminas resulta diretamente na queda dos índices glicêmicos e na redução do colesterol, o que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, além de diminuir o risco de desenvolvimento de câncer”.

Informações: Superbom

 

 

Mitos e verdades sobre alimentação no verão

Nutricionista e consultora da Superbom esclarece dúvidas sobre alimentação durante os dias mais quentes do ano

O verão faz com que muitas pessoas mudem alguns hábitos alimentares naturalmente, optando por refeições mais leves e menos calóricas. De acordo com Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, as altas temperaturas exigem mesmo certos cuidados com a alimentação para evitar desconfortos e até problemas de saúde.

Para auxiliar quem busca adequar os hábitos alimentares, a profissional esclarece abaixo cinco dúvidas comuns sobre alimentação no verão:

=É necessário manter-se mais hidratado do que em outras estações.

melancia mulher foundry pixabay
Foto: Foundry/Pixabay

Verdade. Nos dias mais quentes, é importante aumentar o consumo de líquidos porque o organismo precisa de mais água para manter a temperatura corporal correta. Além disso, a desidratação pode provocar tontura, dor de cabeça e fadiga. Outra dica para manter a hidratação é incluir no cardápio alimentos que possuem bastante água em sua composição, como a melancia e o pepino.

=É permitido substituir um pouco da ingestão de água por sucos.

mulher bebendo agua pixabay
pixabay

Mito. Para garantir o maior nível de hidratação possível é fundamental beber, pelo menos, dois litros de água indicados e incluir sucos saudáveis na dieta quando puder. Entre as opções, há as bebidas naturais ou os sucos 100% fruta, que além de hidratarem são bastante refrescantes.

=Ingerir alimentos muito calóricos nos dias mais quentes traz malefícios para o organismo.

carne de porco gordura pixabay
Pixabay

Verdade. A especialista explica que durante as altas temperaturas o organismo gasta menos energia para manter o bom funcionamento, ou seja, precisa de menos calorias. Por isso, alimentos com alto nível calórico, como frituras e lanches, ricos em gorduras saturadas, podem prejudicar funções importantes do organismo, como a digestão.

=Alguns alimentos podem ajudar a proteger a pele durante a exposição solar.

mulher comendo cenoura boca dente pixabay
Pixabay

Verdade. Frutas e legumes com alta concentração de vitaminas C e A, como a laranja e a cenoura, respectivamente, auxiliam no combate aos radicais livres, evitando o envelhecimento precoce da pele mesmo com a exposição ao sol. “O protetor solar não pode ser esquecido, pois somente uma alimentação adequada não é capaz de evitar queimaduras, manchas e descamação da pele. O ideal é combinar o uso de bons produtos com uma dieta que inclua esses alimentos”, alerta.

=Os alimentos típicos do verão não trazem benefícios para a saúde.

cerejas suju pixabay
Foto: Suju/Pixabay

Mito. Encontrados por um bom custo-benefício em feiras livres, hortifrútis e supermercados, as frutas da estação são excelentes para suprir as necessidades nutricionais durante os dias mais quentes. “A manga, por exemplo, melhora a digestão e o fluxo intestinal. O melão tem bastante água em sua composição, além de possuir poucos açúcares. Já a cereja é rica em fibras alimentares, importante fonte de energia para o organismo”, completa.

Sugestão de produto

Suco-Antiox-1L.png

Sucos integrais (100% fruta) da Superbom são fonte de nutrientes como vitaminas e sais minerais, além disso não possuem adição de açúcar e nem conservantes. Disponíveis nos sabores Antiox, Maçã, Tangerina, Uva Branco e Uva Tinto.

Informações: Superbom

Cinco oleaginosas para incluir nas refeições

Fonte de fibras, minerais, vitaminas e gorduras boas – monoinsaturadas e poli-insaturadas –, que protegem o coração e têm efeito anti-inflamatório, as oleaginosas atuam na prevenção de doenças como o câncer e o Alzheimer. Além de contribuírem para o aumento do colesterol HDL, conhecido como “colesterol bom”.

Inclui-las no cardápio diário é fácil e prático, uma vez que podem ser adicionadas a receitas ou consumidas cruas. Para auxiliar na escolha, Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, lista cinco oleaginosas e seus benefícios:

Amêndoas

amendoas JasonGillman
Foto: Morguefile/Jason Gillman

Ricas em vitamina E, fósforo, cálcio e magnésio, as populares amêndoas são ótimas para prevenção de queda de cabelo e doenças degenerativas. Também são fortes aliadas para o bom funcionamento do cérebro e do coração. É possível consumi-las in natura ou combiná-las em saladas e massas integrais.

Castanha-do-pará

castanha do brasil
Fonte de selênio, comer duas unidades por dia já é o suficiente para equilibrar os níveis do mineral, que é responsável pelo combate ao câncer, desenvolvimento cognitivo e pela saúde capilar e das unhas.

Nozes

nozes
Altamente nutritivas, as nozes auxiliam na prevenção do câncer de próstata, mama e cólon. Além disso, são ricas em ômega 3 e 6, responsáveis pelo controle do colesterol e pelo bom funcionamento do sistema cardiovascular.

Linhaça

linhaça
Fontes de fibra solúveis, ômega 3 e proteínas, a inclusão de uma colher de sopa da semente oleaginosa na dieta pode ser benéfica no controle da pressão arterial. São ótimas para serem consumidas com frutas ou sucos.

Castanha-de-caju

castanha de caju pixabay
Pixabay

Além de ser rica em ômega 3, vitaminas e minerais, a castanha contribui para amenizar os sintomas da TPM e da menopausa, pois auxilia no relaxamento, induz o bom humor e contribui para um sono de melhor qualidade.

Sugestões de produtos

superbom.jpg

Empanados Vegan sabor Legumes: empanados multigrãos da Superbom são feitos à base de proteína de ervilha e possuem linhaça na composição, além de serem enriquecidos com vitaminas A, B9 e B12, e dos minerais ferro e zinco.

granola.jpg

Granola Premium da Superbom: um mix de cereais composta por frutas secas, grãos, oleaginosas como amêndoas e adoçantes naturais. Disponível na versão de 500 gramas e 1 quilo.

Informações: Superbom

 

 

 

Aprenda a fazer um salpicão de frango ovolactovegetariano

Com a proximidade do Natal e das festas no final do ano, chega também a preocupação com os pratos que serão servidos nas ceias. Além de saborosos, é importante optar por alimentos saudáveis e evitar os terríveis exageros na comilança, para prevenir desconfortos.

Por isso, a Superbom apresenta um prato tradicional de fim de ano reformulado: salpicão de frango ovolactovegetariano. De acordo com a nutricionista Bruna Pavão, responsável pela elaboração receita, o alho poró, um dos ingredientes saudáveis do prato, auxilia a prevenir a diabetes e doenças cardíacas.

“Além disso, tem baixo teor de gordura e ação diurética no organismo”, completa. Confira abaixo a receita:

Salpicão de frango ovolactovegetariano

Ingredientes:
• 2 maçãs picadas
• 2 unidades de alho poró em rodelas
• 1 cebola roxa pequena picada
• 1 xícara (chá) de cenoura ralada
• 1 xícara (chá) de milho cozido
• 1 tomate picado
• 1 embalagem de patê tofu com tomate Superbom
• 1 bandeja de frango ovolactovegetariano à base de ervilha Superbom
• Batata palha a gosto
• Salsinha a gosto

Modo de preparo:
Corte o frango à base de ervilha em pedaços pequenos. Depois, coloque-os em uma panela com um fio de azeite e deixe cozinhar por aproximadamente 15 minutos e reserve. Em um recipiente, misture bem todos os ingredientes. Por fim, adicione o patê e leve para geladeira por cerca de 1 hora. Sirva gelado e finalize com azeite no prato.

receita-salpicao-frango-ovolactovegetariano.jpg

Rendimento: 4 a 6 porções
Tempo de preparo: 15 minutos + 1 hora de geladeira

Fonte: Superbom

Conheça os benefícios da ervilha

Especialista esclarece dúvidas sobre as propriedades da leguminosa e os benefícios para o organismo

Rica em nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo, a ervilha é considerada uma das leguminosas mais nutritivas por ter grande concentração de proteína, vitaminas, fibras e sais minerais. Por essa razão, o alimento é uma ótima opção para quem não consome proteínas de origem animal e busca uma alternativa à soja.

De acordo com Benício Pereira, médico que se dedica à medicina do estilo de vida na Clínica de Vida Natural e consultor da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, os benefícios da ervilha para o organismo são muitos, podendo até substituir o feijão nas refeições principais, para variar o cardápio.

O profissional responde abaixo cinco perguntas sobre a leguminosa que, além fornecer nutrientes importantes, ajuda na recuperação muscular após a prática de exercícios físicos:

A proteína da ervilha é boa para o organismo?

ervilha dmedina
Foto: D.Medina/Morguefile

Sim, o alimento apresenta grande carga proteica, que contribui principalmente para a manutenção e ganho de massa muscular. As proteínas ainda são responsáveis pela produção de hormônios e anticorpos. “Para o organismo manter essas atividades reguladas é necessário consumir cerca de 50g de proteína diariamente. O consumo pode variar de acordo com as especificidades de cada pessoa”, pontua.

Graças à qualidade do valor proteico, a leguminosa tem ganhado cada vez mais espaço no mercado fitness e veggie, por ser uma alternativa à proteína de carne animal e ao whey protein. Há suplementos que são feitos à base de ervilha, com baixo nível de carboidrato, ideal para quem deseja emagrecer. Além desses, existem produtos vegetarianos e veganos feitos com a proteína isolada da ervilha, destinados para todos os públicos.

Quais vitaminas estão presentes no vegetal?

ervilha pixabay
Pixabay

Na ervilha são encontradas cerca de cinco vitaminas como, por exemplo, E, C e K, que contribuem para fortalecer o sistema imunológico, responsável pela defesa do organismo. Já as do complexo B auxiliam na manutenção dos vasos sanguíneos, prevenindo doenças cardiovasculares.

A ervilha também é composta por fibras?

ervilhas pixabay 1
Pixabay

Sim. As fibras alimentares da leguminosa contribuem para o trânsito intestinal e garantem a melhora da digestão e eliminação de toxinas do corpo. “As pessoas que estão em processo de emagrecimento e quem tem problemas de prisão de ventre podem se beneficiar com essa propriedade da ervilha”, explica.

Quais sais minerais estão na composição do alimento?

rachel-gorjestani ervilhas pixabay
Rachel Gorjestani/Pixabay

 

Fósforo, ferro, zinco e magnésio são os principais sais minerais presentes na ervilha. Todos esses nutrientes são importantes para o funcionamento regular do sistema nervoso. A falta de magnésio, por exemplo, está associada a problemas como ansiedade, insônia e hiperatividade.

Quais outros benefícios para a saúde?

Sopa de ervilha - crédito Divulgação

Além de todos os nutrientes mencionados acima, a ervilha tem baixo teor de gordura e é uma ótima aliada para equilibrar os níveis de colesterol, gordura e sódio no sangue. Por fim, o especialista aponta que a leguminosa também auxilia a regular o nível glicose no sangue, prevenindo o aparecimento de diabetes e ajudando a controlá-la em pessoas que já possuem a doença.

Sugestão de produto: proteínas à base de ervilha Superbom

Ao todo, são 10 opções ovolactovegetarinas, como linguiças, salsichas, mortadelas, mini empanados, hambúrgueres e o Filé de Frango em pedaços, e 3 produtos para o público vegano: Mini Empanado multigrãos sabor legumes, Burguer de quinoa e Steak multigrãos sabor legumes. Todos contam com a proteína isolada da ervilha.

Hoje é o Dia Mundial do Veganismo

Em celebração à data, nutricionista esclarece dúvidas sobre a transição alimentar e sobre o estilo de vida

Comemorado em várias partes do mundo, 1º de novembro é dedicado ao Dia Mundial do Veganismo, estilo de vida que exclui o consumo de qualquer produto de origem animal. No Brasil, 55% da população têm interesse em consumir mais produtos veganos, de acordo com pesquisa realizada pelo IBOPE Inteligência e encomendada pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB).

Além da mudança de hábitos relacionada ao consumo de roupas, acessórios e cosméticos, por exemplo, a transição da alimentação também requer cuidado e atenção, para que o organismo se adapte ao novo cardápio.

Segundo Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, é fundamental que essa mudança seja feita de forma gradual, eliminando os produtos de origem animal das refeições em um dia da semana e depois, estender para outros dias aos poucos.

Confira abaixo mais cinco dicas que podem facilitar o processo de transição:

nutritionista e paciente

Orientação profissional: a especialista pontua que é importante procurar avaliação médica e realizar exames periódicos, além de consultar sobre como fazer as substituições corretas e evitar deficiência nutricional. “A vitamina B12, por exemplo, é encontrada em carnes, ovos e laticínios, e sua ausência pode causar anemia e distúrbios sanguíneos, por isso é importante consumir diariamente outros alimentos que possuem essa vitamina como cereais integrais e proteínas à base de soja e de ervilha”, explica.

mulher alimentação 2

Substituições: além de incluir alimentos ricos em nutrientes como feijão, lentilha e grão-de-bico nas principais refeições, a nutricionista aponta que também é válido procurar por snacks saudáveis e sem insumos de origem animal, como uma solução para aquela fome repentina.

alimentação-saciedade
Foto: Shutterstock

Fazer as próprias refeições: uma maneira de se adaptar ao novo hábito alimentar é preparar as refeições, aprendendo a ter ideias de pratos veganos e saudáveis, para diversificar o cardápio, redescobrir o próprio paladar e ainda ter um controle maior da qualidade dos alimentos consumidos. “Outro ponto essencial é que os pratos saciem a fome. Assim, é possível evitar a vontade por mais comida logo após as refeições”, indica.

hamburguer vegano

Escolher comércios veganos: com o aumento da procura por comidas veganas, tem crescido o número de restaurantes, padarias e cafés que possuem opções saudáveis voltadas para esse público, principalmente nas grandes cidades. Por isso, a dica é procurar por lugares que ofereçam essas alternativas no cardápio.

Depositphotos mulher cama celular
Foto: Depositphotos

Compartilhar ideias: “Há muitos grupos nas redes sociais e sites dedicados ao universo vegano que fornecem dicas de receitas, produtos, lugares e eventos. Essas notícias são extremamente úteis para auxiliar na transição. Até mesmo compartilhar a própria experiência de mudança com outras pessoas pode contribuir na otimização do processo e encontrar amigos que compartilham do mesmo estilo de vida”, conclui.

Fonte: Superbom