Arquivo da categoria: comportamento

Dia do Amigo: celebre os benefícios da interação entre pets e humanos

O Dia do Amigo, comemorado hoje, 20 de julho, tem como principal objetivo celebrar a amizade e, claro, não apenas entre humanos. A lealdade dos pets é inexplicável e não é clichê quando dizem que eles são os melhores amigos do ser humano. O sentimento de afeto mútuo partilhado entre as pessoas e seus animais de estimação não deixa dúvidas dos benefícios que a companhia de um pet traz para os seus tutores e uma série de estudos comprovam o bem que eles fazem para a saúde e qualidade de vida dos seres humanos.

A influência dos pets na vida dos humanos é tanta que, inclusive, influencia a rotina de seus tutores. Uma pesquisa recente realizada pela Mars Petcare, dona das marcas Royal Canin, Pedigree e Whiskas, com 1.000 tutores de cães e 1.000 tutores de gatos, revelou que o impacto positivo da interação com pets é enorme. Tutores de cães disseram que a convivência com o pet estimulou a prática de exercícios físicos e muitos relataram a propensão a corrida.

homem gato docg peq

Já os tutores de gatos atribuem aos bichanos a redução do nível de estresse e confessaram que dividem com eles seus pensamentos e segredos mais íntimos. Com laços tão fortes, 2/3 dos entrevistados confirmaram que seus pets são incluídos em seu planejamento de vida, mais de 1/5 levam seus pets junto nas férias, mais de 1/3 relataram comprar presentes para eles em aniversários e datas comemorativas e 1/4 faz suas refeições na companhia de seus pets.

E, essa relação já vem de longa data. Os animais vêm sendo um componente central da vida humana há milhares de anos. Uma pesquisa inédita realizada pelo Ibope Inteligência, em parceria com o Centro de Pesquisa Waltham – a principal autoridade científica mundial em bem-estar e nutrição de pets – e o Professor Doutor Ricardo Dias, docente da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo (USP), comprovou a conexão emocional dos brasileiros com animais de estimação, aspecto evidenciado pela intenção de 100% dos entrevistados que não possuem pets em ter um, sendo que 90% deles pretendem adquirir um cão e 20% um gato.

Os benefícios dos animais de estimação para a saúde e o bem-estar dos seres humanos é um assunto amplamente estudado por Waltham, constando que os pets representam uma parte essencial da sociedade e fornecem um apoio valioso em facilitar a interação humana e os contatos sociais, além de proporcionar companhia. As evidências científicas têm demonstrado os inúmeros benefícios advindos dos pets, não só para os seus tutores, mas também para a sociedade como um todo.

mulher cachorro bicicleta

Estudos comprovam que compartilhar bons e maus momentos da vida com um animal de estimação pode ajudar as pessoas a se manterem mais felizes e saudáveis. Observa-se, ainda, que pessoas com animais de estimação têm respostas fisiológicas mais saudáveis ao estresse, inclusive frequência cardíaca e pressão sanguínea de base mais baixas.

Outro aspecto observado foi a base hormonal do vínculo entre humanos e animais, que demonstrou picos de oxitocina (hormônio responsável, entre outras funções, por desenvolver apego e empatia) tanto nas pessoas, quanto em seus cães quando interagem positivamente.

Embora essa relação seja repleta de benefícios, é importante haver muita responsabilidade na tomada de decisão de se ter um animal de estimação, afinal de contas, trata-se de uma vida e do estabelecimento de um vínculo repleto de responsabilidades.

Reflita sobre a escolha de um animal de estimação

Um pet fará parte de uma família por anos e, por isso, é importante reservar tempo para pesquisar sobre o animal de estimação que mais se encaixa no estilo de vida e perfil da família, bem como planejar sua chegada e integração. Há quem esqueça que cuidar de um animal exige tempo para oferecer carinho, levá-lo ao médico-veterinário e limpar as fezes e xixi e, muitas vezes, são esses os motivos que geram o abandono e a devolução de pets adotados aos abrigos.

Confira algumas dicas sobre posse responsável para uma decisão consciente de se ter um pet:

– É importante pesquisar sobre o animal, entender se ele é compatível com o estilo de vida e perfil familiar.

familia e pets.jpg
– O tempo médio de vida de um pet é de 12 anos. Perguntar à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verificar quem cuidará dele nas férias ou em feriados prolongados faz parte dos questionamentos imprescindíveis. Não se pode agir por impulso.
– Caso o tutor tenha outros animais em casa, a apresentação do novo morador deve ser feita de forma gradual e com atenção à convivência.

cachorro e gato preto
– É essencial manter o pet sempre dentro de casa e jamais solto na rua.
– Machos e fêmeas devem ser castrados. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contraindicações.
– Todo pet precisa de alimentação de qualidade, que leve em conta suas necessidades, e muita água fresca e limpa. Seu bem-estar também depende de uma boa nutrição.

Cão_veterinário
– É importante cuidar da saúde física do animal fornecendo abrigo, alimento, vacinas e levando-o regularmente ao médico-veterinário.
– Zelar por sua saúde psicológica também é fundamental dando atenção, carinho, ambiente adequado e reservando um momento do dia para as brincadeiras.

menina com gato e cachorro
– O Brasil tem milhões de animais abandonados. Pets adultos também se adaptam com facilidade às mudanças e tem condições de oferecer e receber muito carinho.

Fonte: Mars, Incorporated

Anúncios

Amigos podem ser um fator positivo para a saúde

Aproveitando que hoje é o Dia do Amigo, você já se perguntou como seria uma vida sem amigos? Sejam próximas ou distantes, físicas ou virtuais, as amizades carregam lembranças positivas e trazem grande apoio à vida das pessoas. A ciência ratifica o que a vida mostra na prática: os laços afetivos podem ser um fator positivo para a saúde e para a qualidade de vida.

mãos amizade solidariedade

“A amizade traz bem-estar subjetivo, o que pode contribuir para melhorar, também, a nossa resposta imunológica. E pode ser fator de proteção para transtornos mentais e até para o risco de suicídio. Nossas relações podem influenciar positivamente também um tratamento de saúde. Ter uma boa rede de apoio (amigos e família) ajuda a enfrentar melhor a doença, o tratamento, a possibilidade de uma cirurgia e/ou o período de internação. A busca por essa rede de apoio pode ser incentivada pelo profissional de saúde”, afirma a psicóloga do Hospital Rios D’Or, Mariana Guedes.

Pesquisa realizada pelo Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) aponta que as relações podem ir além. Jorge Moll Neto foi o primeiro neurocientista no mundo a chegar a esta conclusão: fazer o bem ao próximo traz benefícios para si mesmo, pois realizar boas ações, ativa áreas do cérebro relacionadas com o prazer, o bem-estar e o sentimento de pertencimento.

“Observamos, em mapeamento cerebral por ressonância magnética, que os chamados ‘centros de recompensa’ do cérebro são ativados quando voluntários doavam para instituições de caridade. Mais importante, essa atividade era tão intensa quanto quando eles ganhavam direito para eles mesmos. Além disso, e de forma muito interessante, constatamos que ativou, de forma seletiva, duas regiões do cérebro (o córtex subgenual e a área septal) que estão relacionadas ao sentimento de apego, de pertencimento”, afirma Moll Neto.

mulher idosas amigas pixabay
Pixabay

E completa: “Essas regiões estão envolvidas, por exemplo, no cuidado que uma mãe tem com o seu filho e na união entre casais. Ou seja, quando você age em favor de uma causa ou princípio importante, você está ativando um sistema que foi desenvolvido ao longo de milhões de anos para promover os laços familiares e de amizade”.

Fonte: Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR)

Ginástica íntima: exercícios que trabalham a saúde ginecológica feminina

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente 5% da população brasileira sofre com problemas de incontinência urinária, e mais de 30% de alguma disfunção sexual, dados que refletem os hábitos da vida moderna ou simplesmente o fator cronológico. Esses e diversos outros casos também podem ocasionar alterações na região, seja pela anatomia do corpo, mudança de postura, perda de massa muscular, doenças crônicas e pós-operatório, entre outros fatores.

Considerada uma verdadeira malhação íntima, o pompoarismo é um verdadeiro exercício da musculatura íntima da mulher, para reforçar o assoalho pélvico, melhorando a percepção e fortalecer a região, além de aumentar o prazer na hora da relação, uma vez que atua em prol da recuperação e estímulo da libido, e trabalha as questões emocionais e físicas.

A técnica foi desenvolvida há mais de 1.500 anos e era conhecida pela população da
Índia, Tailândia, Indonésia e outros países do Oriente, e aplicada uma vez por
ano em rituais de fertilidade. Milenares, os movimentos foram passados de geração para geração, e ganharam espaço em países do Ocidente, sendo recomendados por ginecologistas e fisioterapeutas.

Segundo a fisioterapeuta Nazete Araújo, para praticar o pompoarismo é necessário que a mulher tenha percepção de sua região íntima, o que pode ser facilitado com uso de acessórios como o colar tailandês, Ben-Wa. “Esses acessórios podem ser associados a exercícios na academia, à dança e demais atividades diárias, e podem, ainda, ser utilizados em dias alternados”, revela a especialista.

kit pompoar ben wa

“São pequenas cápsulas de formato anatômico, contendo peças de pesos diferentes que, ao serem inseridos no canal vaginal, trabalham o estímulo necessário para a melhora da sensibilidade da estrutura pélvica”, acrescenta.

A fisioterapeuta comenta, ainda, que para praticar os exercícios com cones vaginais é necessário fazer avaliação fisioterapêutica preventiva, específica dos músculos do assoalho pélvico para indicar o treinamento funcional, mais recomendado para cada situação.

“Quando uma aluna vai à academia, precisa ser avaliada para sabermos a capacidade de carga que consegue carregar. Para uso dos cones vaginais, não é diferente, pois precisamos verificar a capacidade funcional muscular vaginal, uma vez que os acessórios têm pesos que variam de 20 a 70 gramas. Portanto, a avaliação fisioterapêutica preventiva para o treinamento dos músculos do assoalho pélvico e para a manutenção dos exercícios é primordial”, explica.

Indicação e benefícios

Os exercícios podem ser feitos por mulheres a partir de 18 anos. O acompanhamento é considerado preventivo. “Toda mulher ao atingir a maior idade precisa fazer a avaliação do assoalho pélvico, de forma preventiva, uma vez que é um conjunto de músculos que tem a função de auxiliar na sustentação de alguns órgãos da bexiga, útero e intestino, por isso, se a musculatura não for estimulada, vai ficando flácida”, revela Nazete.

Os exercícios dos músculos circunvaginais são trabalhados de forma voluntária, ou seja, a mulher pode pensar e executar o movimento, e é preciso estar concentrada na realização das contrações musculares, uma vez que isso pode ser executado com velocidade, coordenação e resistência diferentes, o que é benéfico para fortalecer e controlar a região, evitar flacidez, prevenir queda de bexiga e incontinência urinária e fecal, prolongar o prazer sexual do casal  e elevar a autoestima.

mulher deitada cama

“É preciso que esses músculos estejam preparados para suportar as pressões
e mudanças posturais, ou seja, tenham força, resistência e coordenação. Essas iniciativas só são possíveis por meio de treinamento”, conclui Nazete.

Fonte: Nazete Araújo é fisioterapeuta uroginecológica e especialista profissional em fisioterapia na saúde da mulher. Tem ampla experiência nos cuidados, prevenção e tratamento das disfunções do assoalho pélvico.

Universo Íntimo Boutique – Shopping Pátio Belém – Travessa Padre Eutíquio, 1078 – loja 139 

 

Desvende os mitos e verdades sobre máquinas de lavar roupa

A tecnologia está presente em nosso cotidiano, modernizando desde o modo como nos comunicamos até como lidamos com as tarefas domésticas. Entre elas, lavar roupas é uma das mais complicadas. Muitas informações foram passadas de geração para geração e a maioria delas ficou ultrapassada com a chegada das inovações tecnológicas.

Para desvendar os mitos e verdades sobre a tarefa de lavar roupas, a Samsung preparou um guia simples para que você gaste menos tempo lavando roupas e ganhe mais tempo para si. Confira:

maquina de lavar

1) É necessário usar mais detergente e amaciante em roupas mais sujas, certo?
Mito: os fabricantes das máquinas e a indústria de detergentes indicam a quantidade adequada de insumos, de acordo com o nível de água usado para lavar roupas. Usar detergente em excesso pode danificar a lavadora ou até mesmo manchar as roupas.

2) Lavar roupas regularmente garante que minha máquina esteja sempre limpa?
Mito: a maioria das pessoas acha que ao lavar roupas também estão lavando as lavadoras, mas essa é uma ideia equivocada. Recomenda-se limpar a máquina com alguma frequência para eliminar sobras de detergente e amaciante, além de fiapos dos filtros. Isto é essencial para garantir que a máquina continue a funcionar de forma eficiente e as roupas fiquem limpas e cheirosas. A Samsung tem máquinas de lavar que oferecem a máxima comodidade com a função de limpeza automática (auto-clean). A lavadora e secadora Samsung WD7000, por exemplo, oferece a função de notificar automaticamente o usuário quando o compartimento precisa ser limpo.
Outra dica é limpar frequentemente a borracha da porta com um pano úmido, mantendo-a limpa e seca, evitando mofo e mau cheiro na máquina. Deixar a porta aberta por um tempo após o uso também ajuda a reduzir a umidade no interior do produto.

_varal_chao_aco_79x42cm_mor

3) As roupas duram mais com o uso da função de secagem da máquina, já que secá-las ao sol faz com que as cores desbotem.
Verdade: deixar as roupas ao sol pode torná-las rígidas e até mesmo desbotadas, especialmente as escuras, cujo desbotamento é acelerado pelos raios solares. De acordo com especialistas, roupas brancas e claras podem ficar expostas ao sol por tempo moderado, para evitar que o tecido fique seco excessivamente.

4) Não é possível adicionar uma peça de roupa após o início do ciclo de lavagem.
Mito: com a lavadora AddWash da Samsung é possível pausar o ciclo de lavagem a qualquer momento e acrescentar uma peça que foi esquecida. O usuário também pode adicionar mais insumos (sabão ou amaciante) ou colocar uma peça de roupa que tenha sido lavada à mão para enxaguar e centrifugar.

5) É necessário encher a máquina com roupas até o topo antes de iniciar um ciclo de lavagem.
Mito: não é necessário encher completamente a máquina com roupas para usá-la, mas, por questões de sustentabilidade, não é recomendável desperdiçar água e energia elétrica lavando apenas uma pequena quantidade de roupa. As máquinas de lavar roupa da Samsung adicionam automaticamente a quantidade correta de água, de acordo com a quantidade de roupas que será lavada, evitando assim o desperdício e maximizando a economia de energia.

6) Lavadoras e secadoras eletrônicas usam muita eletricidade.
Mito: além de utilizar motores com a tecnologia Digital Inverter, que asseguram maior economia que os motores convencionais, com garantia de 10 anos, os produtos Samsung também oferecem a exclusiva tecnologia Ecobubble. Com esse recurso, sabão, ar e água são misturados previamente antes que entrem em contato com as roupas. As bolhas da espuma geradas são absorvidas pelos tecidos mais rapidamente aumentando a eficiência da limpeza, além de requerer menor quantidade de detergente por ciclo de lavagem. O uso de água quente torna-se desnecessário, resultando em uma lavagem eficiente e mais econômica. Esse recurso permite economizar produtos (detergente e amaciante) e eletricidade – cerca de 60% se comparado a ciclos de lavagem que exigem água quente para uma limpeza adequada das roupas.

maquina lavar roupa samsung.png

7) As máquinas de lavar convencionais com abertura superior usam mais água que as máquinas com abertura frontal.
Verdade: máquinas de lavar modernas com abertura frontal, como as lava e seca Samsung, usam até 50% menos água no processo de lavagem porque não enchem completamente o tambor em nenhum ciclo e oferecem economia de produtos (detergente e amaciante) quando comparadas a máquinas com abertura superior de mesma capacidade.

8) Usar a máquina no programa errado pode resultar em roupas mal lavadas.
Verdade: essa é uma regra básica, mas muitas pessoas se esquecem. É importante usar o programa correto para o tipo específico de roupa ou nível de sujeira. A lavadora AddWash WF15K6500 da Samsung possui 13 ciclos de lavagem que facilitam muito o dia a dia do usuário. No ciclo “Super Rápido” é possível lavar até 5 kg de roupas em apenas 59 minutos. Seis modos também podem ser combinados com os ciclos de lavagem por meio de um simples toque de botão, como os modos “Manchas Difíceis” e “Passa Fácil”.

Fonte: Samsung

A verdade sobre pets e personalidades (deles e dos tutores)

Olá, escrevo antes da matéria para avisar que criei um novo blog para tratar apenas dos temas pets, animais de estimação, natureza, meio ambiente, comportamento: Se meu pet falasse. Vou passar a postar esses assuntos por lá, portanto, se tiver interesse neste assunto, comece a seguir clicando aqui. Os demais assuntos continuam por aqui. Obrigada.

 

Este texto é uma tradução de uma matéria que li e gostei bastante, do site norte-americano WebMD. O estudo mostra a relação entre os americanos e os animais de estimação, mas creio que os resultados seriam iguais ou muito próximos se a pesquisa tivesse sido realizada por aqui. Veja se concorda:

Um animal de estimação pode predizer sua personalidade?

webmd_rf_photo_of_cat_and_dog_people 1

Você é uma cat people (pessoa de gato) ou uma dog people (pessoa de cachorro)? A resposta pode dizer muito sobre sua personalidade. Uma pesquisa feita pela Universidade do Texas, em Austin, EUA, descobriu que algumas ideias comuns sobre os amantes de animais podem ser verdadeiras. Você também pode ser muito mais parecido com seu amigo peludo do que jamais imaginou. Navegue pela nossa galeria para ver onde você está – e como outros se dividem em cat people vs. dog people.

Traço de Personalidade: consciente

photolibrary_rm_photo_of_dog_holding_newspaper

A pesquisa on-line pediu que as pessoas se classificassem como “pessoas de gato” ou “pessoas de cachorro”. Então elas responderam a perguntas destinadas a revelar sua verdadeira personalidade. As pessoas caninas eram 11% mais conscienciosas do que as pessoas felinas. O que significa:

=Autodisciplinado
=Forte senso de dever
=Tendem a ser “planejadores”

Traço de personalidade: extrovertido

photolibrary_rm_photo_of_spaniel_running

Você aproveita o dia? Se você é uma pessoa de cachorro, é provável que você faça isso. As pessoas caninas eram 15% mais extrovertidas do que as de gatos na pesquisa. O que significa que são:

=Extrovertidas
=Entusiasmadas
=Positivas
=Energéticas

Traço de Personalidade: aberto

photolibrary_rm_photo_of_cats_looking_out_window

Você está aberto para tentar coisas novas? Cat people foram 11% mais propensas a serem abertas, de acordo com a pesquisa. Pessoas abertas tendem a ser:

-Curiosas
-Criativas
-Artísticas
-Pensadoras não tradicionais

Traço de personalidade: agradável

photolibrary_rm_photo_of_golden_retriever

De acordo com a pesquisa, se você é uma pessoa de cachorro, tem 13% mais chances de ser agradável do que uma pessoa de gato. Pessoas agradáveis tendem a ser:

=Confiantes
=Altruístas
=Bondosas
=Afetuosas
=Sociáveis

Traço de personalidade: neurótico

photolibrary_rm_photo_of_wide_eyed_kitten

Se você ficar estressado facilmente, você pode ser uma pessoa de gato. Pessoas gatos eram 12% mais neuróticas que pessoas cães. Pessoas neuróticas são:

-Facilmente estressadas
-Ansiosas
-Preocupadas

A pessoa típica de cão

webmd_rf_photo_of_dog_person

Se os cães tendem a ser enérgicos, fiéis e fáceis de conviver, bem, as pessoas que os amam também são. Mas o psicólogo e autor da pesquisa, Sam Gosling, admite que as diferenças entre os gatos e os cães não são enormes: “Certamente há muitas, muitas pessoas de gatos que são extrovertidas e muitas, muitas pessoas cães que não são”.

A pessoa típica de gato

photolibrary_rf_photo_of_cat_and_woman

Você prefere passar tempo sozinho? Sempre joga para tentar coisas novas? Então você poderia ser uma pessoa de gato. A pesquisa descobriu que os tutores de gatos eram mais propensos a serem curiosos, não convencionais em pensamentos e ações, e mais propensos a se preocupar do que as pessoas caninas.

Pessoas cães superam pessoas gatos

getty_rm_photo_of_dog_and_cat

Quase metade das pessoas que participaram da pesquisa se autodenominam pessoas caninas. Apenas 12% dizem que são pessoas de gatos. Quantas pessoas amam gatos e cachorros? Um pouco mais de um quarto do grupo. No geral, os amantes de animais dominam a nação. Apenas 15% das pessoas disseram que não gostam de gatos ou cães.

Amoroso e leal

getty_rf_photo_of_girl_napping_with_dog

Os cães merecem a reputação de melhor amigo do homem. Não importa o tamanho ou a raça, um cão proporciona uma vida inteira de amor e lealdade. Cães são animais sociais e prosperam na companhia humana. Certas raças, como os rottweilers, também são excelentes protetores.

Devem ser treinados

getty_rf_photo_of_puppy_biting_pant_leg

Até mesmo o melhor cachorro pode ter alguns comportamentos não tão fofos. Cachorros latem, pulam em cima, cavam, puxam a coleira ou até rosnam e mordem. Para reduzir o mau comportamento, você precisa ensinar ao seu cachorro o que é certo e o que não é. Alguns cães são fáceis de treinar, enquanto outros levam mais tempo. De qualquer forma, o seu tempo e dinheiro gasto em aulas de obediência farão com que seu cão seja um amigo delicioso nos próximos anos.

Independente

photolibrary_rm_photo_of_cat_in_a_tree

Os gatos são notoriamente “de baixa manutenção”. Eles não precisam ser banhados ou levados para passear. Eles podem ficar sozinhos por horas a fio. Mesmo que os gatos gostem de fazer suas próprias coisas, eles ainda precisam de muito amor e atenção. Dedique algum tempo todos os dias a brincar com o seu gato, acariciá-lo ou apenas dar-lhe algum carinho.

Reservado

photolibrary_rm_photo_of_cat_playing_in_grass

Alguns gatos adoram se socializar, mas outros preferem ficar escondidos, especialmente quando novas pessoas o visitam. Na verdade, seus amigos podem nem perceber que você tem um gato. Gatos que não estavam perto de pessoas quando filhotes podem ser nervosos. Até o gato mais simpático pulará do seu colo e se soltará após ter o suficiente de sua atenção.

Energia Ilimitada

getty_rm_photo_of_woman_running_with_dog

Se você está procurando um companheiro de brincadeira, não há um muito melhor do que um cachorro. A maioria das raças é brincalhona e adora estar ao ar livre. Um cão pode ser um ótimo companheiro para fazer jogging, caminhar ou passear no parque. Se você está tentando entrar em forma, cães são ótimos companheiros de exercícios, que são tão importantes para os cães quanto para as pessoas.

Pelo em toda parte

webmd_rf_photo_of_dog_hair

Todos os cães perdem pelo menos um pouco de pelos, até as raças consideradas melhores para pessoas com alergias. Quanto mais longo e grosso o pelo, mais você o encontrará em suas roupas, tapetes e móveis. A pele e pelo dos cães também podem ficar sujos e emaranhados, então dê banho e escove o seu cão ou pague alguém para fazer isso por você.

Companheiro acolhedor

photolibrary_rm_photo_of_older_man_with_cat

Quando se trata de carinho, os gatos levam o prêmio. E a maioria dos tutores de gatos lhe dirá que o som de um gato ronronante é profundamente reconfortante. Na verdade, quando os pesquisadores olharam de perto, descobriram que os níveis de estresse e a pressão sanguínea caíam ligeiramente nas pessoas que se aconchegavam a um gatinho ronronante.

A caixa de areia

getty_rm_photo_of_litter_box
Ninguém gosta de limpar a caixa de areia. Mas ela é essencial se você tiver um gato em ambientes fechados. Ela precisará ser limpa pelo menos uma vez por dia. A areia restante deve ser trocada semanalmente para evitar odores desagradáveis (embora algumas mais novas não precisem ser completamente trocadas toda semana). Se você tiver mais de um gato, precisará de várias caixas de areia para acomodá-los.

O que seu cão está dizendo?

photolibrary_rm_photo_of_growling_dog

Se você conhece a linguagem corporal do cachorro, pode dizer como ele está se sentindo e o que está tentando dizer. Cães podem:

=Alargar os olhos se eles se sentirem ameaçados
=”Sorrir” como sinal de submissão
=Erguer as orelhas e a cauda quando alerta ou agressivo
=Fazer-se parecer menor quando está com medo

O que seu gato está dizendo?

photolibrary_rm_photo_of_cat_rubbing_on_leg

Assista ao comportamento do seu gato para descobrir o estado de espírito dele. Gatos podem:

=Deixar a cauda cair quando estiver doente ou infeliz
=Torcer as orelhas e a cauda quando agitado
=Tremular as pálpebras para mostrar confiança
=Massagear algo com as patas para mostrar contentamento

Fonte: WebMD

 

Lojas online têm cupons de desconto e promoções para celebrar o rock

Ofertas são válidas para camisetas, CDs, livros e ingressos de shows

Nesta sexta-feira, 13 de julho, é comemorado o Dia Mundial do Rock e, para celebrar a data, lojas online, casas de shows e aplicativos oferecem diversas promoções inspiradas no evento.

O Cuponomia, portal que reúne ofertas e cupons de desconto para compras no e-commerce, selecionou os principais descontos e códigos promocionais para curtir no dia. De acordo com o site, no Dia Mundial do Rock, é possível encontrar shows, camisetas personalizadas, CDs e livros com até 70% de desconto. Confira!

Livros e Discografias

david bowie

No Mês do Rock a Saraiva oferece até 70% de desconto em livros biografias de músicos consagrados como Bob Dylan, Beatles, Pink Floyd, David Bowie, entre outros. É possível ainda utilizar um código promocional de 15% de desconto na finalização do pedido pelo site.

Shows

roger-waters-cartaz

A Tickets for fun oferece 50% de descontos para os shows do Roger Waters, Skank, Solid Rock e Capital Inicial com agendas em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. A promoção é válida para compras realizadas até 15 de Julho pelo site da Tickets for Fun.

Camisetas temáticas

camiseta-santa-rita-lee-4633-33542

Para comemorar o Dia do Rock com estilo, a loja online da Chico Rei disponibilizou um cupom com 16% de desconto em Camisetas de bandas ícones do Rock mundial como The Strokes, Pink Floyd, Iron Maiden, e locais, como Rita Lee, entre outras.

Viagens em SP

lady

O Lady Driver, aplicativo de caronas voltado para o público feminino, em comemoração ao dia do Rock, oferece cupom 15% de desconto válido para viagens em São Paulo.

Informações: Cuponomia

Dia do Rock: Spotify relaciona os rocks mais ouvidos do momento

O jargão é velho, mas nunca sai de moda…assim como o bom e velho rock and roll, sempre atual e moderno. É por isso que no Dia Mundial do Rock, comemorado nesta sexta-feira, 13 (data bastante emblemática, não?), o Spotify selecionou as bandas, artistas e músicas mais ouvidas do gênero na plataforma no momento.

No Brasil, os americanos do Imagine Dragons dominam as paradas do rock, assim como Coldplay e Red Hot Chili Peppers, que completam o pódio dos três artistas de rock mais ouvidos do Spotify no país.

Eu, que amor rock, fico triste ao ver que o Brasil está no 13º lugar entre os países que mais ouvem esse estilo musical. Gostaria que estivesse entre os três primeiros.

Top 10 rocks do mundo no Spotify

  1. Kygo & Imagine Dragons – Born To Be Yours
    2. OneRepublic – Start Again (feat. Logic)
    3. John Mayer – New Light
    4. Imagine Dragons – Believer
    5. Imagine Dragons – Thunder
    6. Panic! At The Disco – High Hopes
    7. Portugal. The Man – Feel It Still
    8. The Chainsmokers – Something Just Like This
    9. Jason Mraz – I’m Yours
    10. Toto – Africa

Top 10 rocks no Brasil

  1. Imagine Dragons – Believer
    2. Imagine Dragons – Thunder
    3. Kygo & Imagine Dragons – Born To Be Yours
    4. John Mayer – New Light
    5. Oasis – Wonderwall – Remastered
    6. The Chainsmokers – Something Just Like This
    7. Coldplay – The Scientist
    8. The Neighbourhood – Sweater Weather
    9. Red Hot Chili Peppers – Californication
    10. Linkin Park – In The End
imagine_dragons
A banda Imagine Dragons

Top 10 artistas de rock no Brasil

  1. Imagine Dragons
    2. Coldplay
    3. Red Hot Chili Peppers
    4. Linkin Park
    5. Arctic Monkeys
    6. The Beatles
    7. John Mayer
    8. Guns N’ Roses
    9. AC/DC
    10. Queen

Top 20 países que mais ouvem rock

  1. Finlândia
    2. Turquia
    3. Hungria
    4. República Tcheca
    5. Filipinas
    6. Argentina
    7. Israel
    8. Portugal
    9. Bulgária
    10. Chile
    11. México
    12. Japão
    13. Brasil
    14. Nova Zelândia
    15. Eslováquia
    16. Uruguai
    17. Austrália
    18. Peru
    19. Islândia
    20. Irlanda

Fonte: Spotify

Campanha em defesa dos gatos ganha apoio de ocultistas

Ação inclui conscientização sobre maus-tratos e até magia para procurar
animais perdidos; um bom tema para reflexão nesta sexta-feira 13

O combate aos maus-tratos de animais domésticos, em especial dos gatos, acaba de ganhar um reforço especial. Com o apoio da astróloga, taróloga e coach holística Virginia Gaia, a nova campanha inclui a disseminação de informações embasadas sobre a simbologia associada aos gatos em diversas mitologias e culturas ao longo da história.

 

bast
A deusa Bast

“No início de sua domesticação, os gatos eram considerados protetores mágicos. Foi só na Idade Média que essa crença de que podem dar azar apareceu”, explica Virginia. A especialista cita o exemplo da deusa egípcia Bast, representada por um gato preto, para explicar que, no Egito Antigo, os gatos eram considerados sagrados, em parte, por manterem os alimentos estocados livres de ratos e demais pragas. Em outra porção do globo, e em um contexto histórico bastante diferente, há outro exemplo de como os gatos aparecem ligados à ideia de magia e proteção: com o mito de Freya, deusa nórdica da fertilidade. De acordo com a tradição, Freya tinha uma carruagem mágica que era puxada por gatos.

freya e cats
Freya e seus gatos

Na Idade Média, com a estigmatização do paganismo, é que os gatos passaram a ser vistos de forma pejorativa. Com a popularização dos grimórios, textos de autoria duvidosa que propagavam ideias distorcidas do senso comum sobre práticas mágicas, surgiram rituais que propunham o sacrifício de gatos. “Essas práticas não têm fundamento nenhum”, pontua Virgínia.

Magia para localizar gatos perdidos

Foi a partir da história de um gato preto salvo dos maus-tratos com a ajuda de ferramentas mágicas que surgiu o ZesKia – O Procurador de Gatos. O gato Zé frequentava as dependências de uma casa onde funcionava um estúdio coletivo de arte, no Rio de Janeiro. O mesmo local abrigava as aulas de tarô do professor e praticante de ocultismo Pedro Pietroluongo, que colocou em prática seus conhecimentos mágicos, depois de o gato estar desaparecido há três semanas.

O gatinho Zé reapareceu com marcas de agressão, teve que ser internado para receber tratamento veterinário, mas recuperou-se perfeitamente e, hoje, vive em um ambiente seguro e cheio de amor para ele.

A receita para usar o ZesKia é bem simples: basta energizar a imagem gráfica, concebida com base nas técnicas de sigilização mágica propostas pelo ocultista inglês Austin Osman Spare, que ele ajuda a encontrar gatos perdidos de qualquer cor de pelagem, raça ou gênero.

“O Zeskia funciona independente de religião e tem índices de sucesso altíssimos”, diz. Dado o seu sucesso, o ZesKia ganhou recentemente uma fan page e um perfil no Instagram para que sua magia possa ajudar mais e mais gatinhos a voltar para casa.

Zeskia2

Facebook: Zeskia
Instagram

Perfil

Virginia Gaia é astróloga, taróloga e estudiosa de mitologia e religião comparada há mais de 15 anos. Tem um quadro no programa A Tarde É Show com Nani Venâncio (Rede Brasil de Televisão) e leva o conhecimento que acumulou nas Ciências Herméticas para os mais diversos públicos. Propagadora do Vama Marga Tantra, foi iniciada no Vajrayana – o chamado Budismo Tântrico ou Budismo Tibetano –, além de ter sido integrante de ordens iniciáticas e ocultistas. Com base na certificação de Capacitação em Sexualidade que obteve pela Abeme (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual), é também educadora sexual, ministrando cursos e palestras sobre o amor e os relacionamentos que abordam o estreito vínculo entre sexualidade, afetividade e espiritualidade.

Mulheres que vivem relacionamentos abusivos não seguem padrão

Estudo que buscou o porquê de mulheres permanecerem nessas relações concluiu a impossibilidade de classificá-las

Por Ane Cristina

violencia_mulher_genero pixabay.jpg

Em 2014, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou erroneamente um dos resultados da pesquisa Tolerância social à violência contra as mulheres. Na época, o órgão federal informou que 65% dos entrevistados concordavam com a afirmação “Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”.

A veiculação da notícia gerou uma série de protestos nas redes sociais que denunciavam o machismo na sociedade brasileira, dentre eles a campanha Eu não mereço ser estuprada. Na semana seguinte o Ipea corrigiu o dado, informando que a porcentagem de 65% se referia à afirmação “Mulher que é agredida e continua com o parceiro gosta de apanhar”. A correção não gerou a mesma repercussão que a afirmação incorreta causou, mostrando o “pouco espanto” em relação à violência contra a mulher nas relações de conjugalidade.

Fabiana de Andrade pesquisou durante quatro anos o que faziam as mulheres que sofriam violência doméstica permanecerem ou saírem de uma relação violenta. Dentre suas conclusões, está a similaridade das narrativas de violência, a impossibilidade de classificar essas mulheres e a formulação de Pedagogias do Cuidado de Si, ferramentas de mudança de pensamento e de conduta.

Autora da tese de doutorado Mas vou até o fim: narrativas femininas sobre experiências de amor, sofrimento e dor em relacionamentos violentos e destrutivos, defendida na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, ela acompanhou e conversou com mulheres que passavam ou tinham passado por relacionamentos destrutivos em três locais diferentes. Ela esteve no Mulheres que Amam Demais (Mada), em Campinas, grupo de autoajuda formado por mulheres que sofrem por amar demais. O espaço existe há muito tempo e segue os moldes do Alcoólicos Anônimos (AA).

Também em Campinas, a pesquisadora conheceu o Centro de Referência e Apoio à Mulher (Ceamo), serviço fornecido pelo município que tem o objetivo “de acolher e prestar atendimento psicológico, social e orientação jurídica à mulher em situação de violência de gênero no âmbito doméstico, visando romper o ciclo da violência através de atendimento individual, familiar ou em grupo”. Ela também foi a Paris, onde seu objeto de estudo foi a associação francesa Libres Terres des Femmes (LTDF), que assim como o Ceamo acolhia mulheres em situação de violência, mas não fazia parte de uma política pública, sendo dependente de outras verbas.

info_relacionamentos_abusivos.jpg

 

Pedagogias do Cuidado de Si

Fabiana selecionou as quatro principais ferramentas discutidas nos grupos que visavam à mudança de pensamento e de conduta, chamando-as de Pedagogias do Cuidado de Si. “Eu chamei dessa maneira porque entendi que esses grupos funcionavam como espaços pedagógicos de produção de um outro olhar sobre estar no mundo, de produção de desejos, de coisas que as mulheres queriam na vida delas, porque eu observei que nesses espaços muitas das mulheres tinham uma forma de viver e de estar no mundo que era voltado para o bem-estar do outro”, conta a pesquisadora.

Questionamento das normas de gênero e sexualidade

No Ceamo e no LTDF falava-se muito sobre a existência de papéis diferentes para homens e mulheres, que pode tornar aceitável uma situação de violência para a mulher. No Mada eram apresentadas as normas do homem como “príncipe encantado” e “provedor da casa”.

Controlar excessos

Principalmente no Mada existia a ideia de que o “excesso” de controle da conduta do outro era muito perigoso: querer saber onde o outro está, o que ele pensa, querer provas de amor, ligá-lo compulsivamente. “A ideia do controle dos excessos era começar a criar formas de aprender a estar sozinha, saber que o sucesso amoroso não depende que o casal seja uma pessoa só, a importância da liberdade do outro e delas” explica Fabiana.

Uma mulher empoderada empodera outra mulher

No Ceamo e no LTDF, o termo “sororidade” era muito utilizado, ressaltando a importância de que mulheres entendam que não são inimigas. No Mada, o termo usado era “irmandade”. Os três grupos tentavam passar a ideia de que mulheres não devem competir entre si, uma vez que tal competição é mais um resultado da cultura machista.

Autoconhecimento

As mulheres buscavam o autoconhecimento para entender qual seu lugar numa cultura machista e poder questionar essa cultura. Nos grupos, elas percebiam que não sabiam sequer do que gostavam de fazer, por não se conhecerem. O autoconhecimento produziria uma outra maneira de olhar para si mesmas e de estar no mundo.

Fonte: Jornal da USP