Vitamina D pode influenciar em tratamentos de fertilidade?

Uma nova análise concluiu que existe uma relação entre o status de vitamina D da mulher e a taxa de sucesso do tratamento de reprodução assistida. A infertilidade é uma questão comum e angustiante, e afeta cerca de 6,1 milhões de casais só nos Estados Unidos. Isso é cerca de 10% de todos os casais em idade fértil.

Ao longo dos anos, os tratamentos de reprodução assistida – incluindo a fertilização in vitro (FIV) e a medicação de fertilidade – tornou-se muito mais generalizada e as taxas de sucesso aumentaram. Como exemplo, dependendo da idade da mulher e da clínica envolvida, as taxas de sucesso de FIV nos EUA variam de 13% a 43%.

“Houve um aumento inicial nas taxas de sucesso graças a métodos aprimorados de escolha de embriões com as maiores chances de sobrevivência. Mas, mais recentemente, as taxas de sucesso começaram a estagnar”, afirma Arnaldo Cambiaghi, diretor do Centro de Reprodução Humana do IPGO.

Vitamina D e reprodução

Os pesquisadores acreditam que há margem para melhorar as taxas de sucesso dos tratamentos. Uma série de fatores potenciais está sendo explorado e alguns cientistas voltaram sua atenção para o papel potencial da vitamina D.

A grande maioria do nosso suprimento de vitamina D é gerada em nossa pele após a exposição à luz solar. Isso significa que os indivíduos que vivem em ambientes mais frios ou mais escuros são mais suscetíveis a menores níveis, assim como as pessoas com pele mais escura, aqueles que regularmente usam roupas cobrindo a maioria da pele e aqueles que raramente vão para fora.

Uma ligação entre a vitamina D e a fertilidade tem sido teorizada com base em uma série de observações. Por exemplo, os receptores e as enzimas da vitamina D foram encontrados no endométrio. Além disso, em estudos com animais, a deficiência de vitamina D causa menor fertilidade e menor função dos órgãos reprodutores. Em humanos, a deficiência de vitamina D mostrou aumentar o risco de pré-eclâmpsia, hipertensão induzida pela gravidez, diabetes gestacional e menor peso ao nascer.

Pesquisadores da Universidade de Birmingham no Reino Unido decidiram dar uma olhada nos dados existentes para investigar ainda mais. Eles realizaram uma análise, reabriram 11 estudos, incluindo 2.700 mulheres submetidas a tratamentos. Suas descobertas foram publicadas na revista Human Reproduction.

vitamina-d
Imagem: Nursing.com

Deficiência de vitamina D e menores taxas de sucesso

Os estudos destacados envolveram mulheres submetidas à FIV ou injeção intracitoplasmática de esperma, transferência de embriões congelados ou ambos. Todos os níveis de vitamina D dos participantes foram verificados por exame de sangue. As concentrações de vitamina D de mais de 75 nanomol/l de sangue foram consideradas suficientes, inferiores a 75 nanomol/l de sangue como insuficientes e menos de 50 nanomol/l de sangue como deficientes.

A análise mostrou que os procedimentos em mulheres com níveis adequados de vitamina D eram um terço mais propensos a causar partos vivos do que em mulheres que eram deficientes. Quando os pesquisadores analisaram testes de gravidez positivos e gravidezes clínicas – ou seja, onde um batimento cardíaco pode ser detectado – em vez de nascimentos vivos, os resultados foram semelhantes.

Quando comparados com as mulheres que tinham concentrações insuficientes de vitamina D, aqueles com quantidades suficientes eram 46% mais propensos a ter uma gravidez clínica e 34% mais propensos a ter um resultado de teste de gravidez positivo. A análise não mostrou associação entre aborto e concentrações de vitamina D.

Uma descoberta surpreendente foi a alta prevalência de deficiência de vitamina D entre essas mulheres. Foi descoberto que apenas 26% das mulheres nos estudos tinham concentrações suficientes de vitamina D, 35% tinham concentrações deficientes e 45% tinham concentrações insuficientes.

Os pesquisadores são rápidos em explicar as limitações do estudo. O líder da equipe diz que embora uma associação tenha sido identificada, o efeito benéfico da correção da deficiência ou insuficiência de vitamina D precisa ser testado por meio da realização de um ensaio clínico. Também fala de uma nota importante de cautela para que as mulheres que desejam alcançar uma gravidez bem sucedida não corram para a farmácia para comprar suplementos de vitamina D até que saibam mais sobre seus efeitos.

Existe a possibilidade de overdose de vitamina D e isso pode levar a maior taxa de calcificação no corpo, o que pode enfraquecer os ossos e danificar o coração e os rins. Esta análise atual sustenta a teoria de que a vitamina D desempenha um papel importante na fertilização e na gravidez. No entanto, o teste de vitamina D é relativamente simples e econômico, e com isso as expectativas em torno dela aumentam.

mulher grávida

Outros estudos sobre vitamina D

Cambiaghi cita outra pesquisa sobre o tema: “A vitamina D pode ajudar a desacelerar o processo de envelhecimento das células e tecidos, de acordo com pesquisadores britânicos. Um trabalho científico do King›s College London chefiado pelo médico Brent Richards e publicado no American Journal of Clinical Nutrition, avaliou 2.160 mulheres com idades entre 18 e 79 anos, e verificou a concentração de vitamina D no sangue, comparando esse dado ao comprimento dos telômeros*. Foi observado que as mulheres com níveis mais altos de vitamina D no organismo tinham maior probabilidade de ter telômeros mais longos em suas células. Este estudo ainda não chega a comprovar causa e efeito, mas acredita-se que a vitamina D pode aumentar a atividade da telomerase**”.

“Direta ou indiretamente, a vitamina D controla mais de 200 genes, responsáveis pela integridade da resposta imunológica. As fontes alimentares não são suficientes para suprir a necessidade diária, mesmo havendo o consumo desses alimentos, a exposição solar é necessária para que ocorra a conversão da vitamina D em sua forma ativa para o organismo O Instituto Linus Pauling – Instituto de pesquisa de Micronutrientes para saúde/Universidade do Estado de Oregon – recomenda a exposição de 5 a 10 minutos ao sol diariamente sem proteção, no período de menor intensidade solar”, aconselha Cambiaghi.

Porém, ele lembra que não podemos esquecer que as radiações solares provocam manchas e apressam o envelhecimento cutâneo, além de constituir a principal causa do câncer de pele, portanto deve-se ter cuidado com exposição solar em excesso.

“As fontes naturais mais ricas em vitamina D são os óleos de fígado de peixe, salmão, sardinha, cavalinha, aveia, gema de ovo e produtos fortificados com vitamina D. Os vegetais e as frutas possuem baixo teor de Vitamina D, porém é fundamental que o consumo destes alimentos seja mantido devido a sua importância nutricional para a saúde como um todo”, finaliza o especialista.

*Os telômeros ou telómeros (do grego telos, final, e meros, parte) são estruturas constituídas por fileiras repetitivas de DNA que formam as extremidades dos cromossomos, que são os componentes do núcleo da célula responsáveis pela transmissão das características hereditárias. Sua principal função é manter a integridade estrutural do cromossomo.
** telomerase é uma enzima que funciona como protetor dos telômeros e tem influência crucial nos tipos de células; foi descoberta por Liz Blackburn, Carol Greider e Jack Szostak, que receberam o Premio Nobel em 2009

Fonte: Arnaldo Schizzi Cambiaghi é Diretor do Centro de reprodução humana do IPGO, ginecologista-obstetra especialista em medicina reprodutiva. Membro-titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica, da European Society of Human Reproductive Medicine. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa casa de São Paulo e pós-graduado pela AAGL, Illinois, EUA em Advance Laparoscopic Surgery. Também é autor de diversos livros na área médica

 

 

Anúncios

Receitas deliciosas feitas com coco

Você sabia que o coco é historicamente considerado uma fruta saudável por causa das vitaminas e minerais que possui? Agora no verão, a água de coco ajuda muito na hidratação.

Além disso, o coco é extremamente saboroso e versátil, e pode ser consumido de várias maneiras. Por conta de tudo isso, a fruta voltou para o radar tanto dos profissionais de saúde quanto para os de gastronomia, e por isso está sendo considerada a “fruta do momento”.

Que tal aproveitar essa fruta para fazer receitas saborosas para toda sua família? Maizena ensina duas formas deliciosas de aproveitar ainda mais o coco.

Pavê de coco e pêssego

pave coco e pessego

Ingredientes
1/2 xícara (chá) de amido de milho Maizena
2 e 1/2 xícara (chá) de leite
1 vidro de leite de coco (200 ml)
1 lata leite condensado
2 gemas
1 colher (sopa) demargarina
1 e 1/2 embalagem biscoito tipo champanhe
1 lata de pêssego em calda picado
2 colheres (sopa) de coco ralado

Modo de preparo
1.Em uma panela média, dissolva o amido de milho Maizena no leite.
2. Junte o leite de coco, o leite condensado e as gemas e cozinhe em fogo médio, mexendo sempre, até engrossar.
3. Retire do fogo e misture a margarina.
4. Reserve.
5. Em um refratário médio (29 x 22 cm), faça camadas com metade do biscoito, metade do creme reservado, metade do pêssego e metade do coco.
6. Repita a operação com o restante dos ingredientes.
7. Leve à geladeira por 3 horas ou até ficar firme.
8. Sirva gelado.

Rendimento: 10 porções
Tempo de preparo: 2 horas
Variação: se desejar, umedeça os biscoitos com a calda dos pêssegos.

Manjar de água de coco

manjar de agua dee coco.png

Ingredientes
Manjar
• 1 embalagem de coco ralado (100 g)
• 1 litro de água de coco
• 8 colheres (sopa) de amido de milho Maizena
• meia xícara (chá) de açúcar

Calda
• meia xícara (chá) de água
• meia xícara (chá) de açúcar
• 1 colher (sopa) de coco queimado

Rendimento: 16 porções
Tempo de preparo: 20 minutos
Tempo de geladeira: 4 horas
Tempo total: 4 horas e 20 minutos

Fonte: Maizena

 

Uso diário do óleo de cártamo promove mais saúde

Consumo do óleo pode diminuir o colesterol ruim e a gordura corporal, promover o ganho de massa magra, além de outros benefícios

O óleo de cártamo, extraído das sementes dessa planta, é um produto natural com diversos benefícios. O consumo diário de suplementos naturais dessa substância ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e formação de radicais livres que promovem o envelhecimento celular, auxilia na perda de peso e prevenção de diabetes tipo dois, entre outros.

Isso porque o óleo de cártamo é rico em ômega 6 e ômega 9, ácidos graxos fundamentais na prevenção de doenças cardiovasculares, e em vitamina E, que previne a formação de radicais livres, responsáveis pela ocorrência de alguns cânceres, o envelhecimento celular e a aterosclerose.

Para quem busca a perda de peso, o óleo de cártamo também pode ser um poderoso aliado por acelerar o metabolismo e promover o ganho de massa muscular.

Pensando em quer consumir o óleo de cártamo de forma prática, a Liteé Farma do Brasil disponibiliza no mercado um suplemento em cápsulas que faz parte de sua linha de nutricosméticos. De acordo com Helaine de Lima, responsável técnica da Liteé, além dos benefícios já conhecidos do combate ao colesterol e de sua ação antioxidante, o óleo de cártamo tem outras utilidades.

“O óleo promove uma sensação maior de saciedade, já que ele retarda o esvaziamento gástrico. Além disso, o óleo de cártamo tem vitamina A e K em sua composição que combate os radicais livres e melhora a coagulação do sangue respectivamente”, conta Helaine, acrescentando: “É importante reforçar que a suplementação do óleo de cártamo, assim outros nutricosméticos, suplementos ou vitaminas, deve ser feita de maneira contínua para que seus benefícios possam ser notados”.

cartamo.png

O Óleo de Cártamo da Liteé Farma do Brasil é encontrado em frascos com 60 cápsulas gelatinosas de 1000mg fáceis de engolir e o consumo recomendado é de até 4 cápsulas ao dia.

Informações: Liteé

 

Promoção iFood premia consumidores com um ano de pedidos grátis

Promoção “Pede Pra Ganhar” vai pagar 3 prêmios de mais de R$10 mil para o vencedor e um amigo e um prêmio de R$ 500 todo dia

O ano de 2018 começou e o iFood já tem uma notícia para torná-lo ainda melhor. A partir de 8 de janeiro, todos os usuários do iFood que fizerem pedidos na plataforma vão concorrer automaticamente na promoção “Pede Pra Ganhar”, valendo mais de R$ 10 mil reais para serem usados durante um ano de pedidosna plataforma. Além disso, os ganhadores terão a chance de escolher um amigo para ganhar o mesmo valor também.

E não para por aí! Além dos prêmios semanais de um ano de pedidos no iFood, todos os dias os usuários que fizerem pedidos estarão concorrendo a R$ 500,00 em crédito na plataforma.

A mecânica da promoção é simples: serão três sorteios de mais de R$ 10 mil e 21 sorteios de R$ 500, durante os dias de promoção. O usuário que fizer um pedido pelo iFood até o dia 28 de janeiro, automaticamente terá a chance de participar. Quanto mais pedidos forem feitos na plataforma, maiores as chances de ganhar.

pede pra ganhar

Consulte regulamento clicando aqui.

 

Centro Europeu oferece curso intensivo de Beer Sommelier

As cervejas artesanais vêm conquistando cada vez mais espaço no mercado brasileiro e internacional. Nos últimos anos, uma grande variedade de rótulos e estilos tomou conta do país, se fazendo presente nos cardápios de bares, restaurantes e, logicamente, casas de cervejas especiais. Pensando neste mercado em franca expansão, o Centro Europeu, principal escola de profissões do Brasil, oferecer o inédito curso intensivo de Beer Sommelier, realizado na cidade de Curitiba.

O objetivo da atividade, que tem duração de quase 8 encontros, é fazer com que os participantes conheçam a história da cerveja, os processos produtivos, os estilos e as possibilidades de harmonizações. Durante o curso, que será supervisionado pelo chef de cozinha e Beer Sommelier Guilherme de Rosso, serão abordados temas como “História da cerveja”, “Ingredientes da cerveja”, “Aromas e Sabores”, “Famílias cervejeiras”, “Fichas de degustação”, “Processos de fabricação”, “Analise sensorial”, “Cerveja no método champenoise”, “Serviço e Glassware”, “Técnicas de harmonização”, “Cerveja na receita”, “Harmonização de queijos e doces com cervejas”, “On e Off Flavors” e “Escolas cervejeiras – Alemanha, República Tcheca, Reino Unido, Irlanda, Bélgica, Brasil e EUA”.

Para os alunos possam conhecer tudo sobre o mercado, o Centro Europeu vai disponibilizar, também, visitas técnicas à fábrica da cervejaria Way Beer, uma das grandes referências do mercado brasileiro de cervejas artesanais. Para completar, serão realizadas palestras especiais com grandes nomes do mercado cervejeiro e gastronômico, entre eles Gabriela Rizental (AMBEV), Alesandro Oliveira (Way Beer), Flávia Rogoski (Bon Vivant) e Marcelo Empinotti (Salumeria Monte Bello).

cervejas.jpg

As aulas do curso de Beer Sommelier, que terão início no próximo dia 29 de janeiro, acontecem na Sede Gourmet do Centro Europeu (Alameda Princesa Izabel, nº 1.300).

Informações: Centro Europeu – Tel.: (41) 3324-6669 

Ecoera lança hub de consumo consciente com marcas e produtos com atributos sustentáveis

Objetivo é propor novas experiências e formas de relacionamento entre bens de consumo e consumidor final

Em 20 de dezembro último, o Portal Ecoera, primeiro portal de serviços e produtos com atributos sustentáveis do Brasil, passa a disponibilizar cerca de 150 marcas e mais de mil produtos de moda, beleza, gastronomia e design de origem sustentável para os consumidores de todo o país. A projeção é reunir os melhores nomes engajados com causas ambientais do mercado e movimentar cerca de R$ 8 milhões no primeiro ano de operação.

Dentre as marcas disponíveis no portal estão Re-FARM, Lokal Wear, Vert, My Basic, Feira Rosenbaum, Pantys, Bioart, Bazar da Praça, Feito Brasil, Instituto Kabu, dentre outras. Todos os produtos estão listados na seção “Consumo Consciente” dentro do portal, cujo objetivo é promover formas mais justas e relações transparentes na cadeia de produção de bens de consumo.

sementes de seringueira - ecoera.jpg

“Pela primeira vez no Brasil, vamos compartilhar em um só espaço informação, serviços e produtos com atributos sustentáveis. Nossa meta é modificar completamente a experiência de se relacionar com as pessoas e com o meio ambiente no nosso dia a dia” explica Chiara Gadaleta, especialista em sustentabilidade e fundadora do Portal Ecoera.

Com uma curadoria de ponta liderada por Chiara em parceria com um time de especialistas, o Portal Ecoera também funcionará como um selo de legitimidade e procedência. “O consumidor se sentirá seguro e próximo às marcas e projetos que tenham uma relação verdadeira com as questões sociais e ambientais”, acrescenta Chiara.

Todos os produtos são avaliados a partir de indicadores de sustentabilidade e, para facilitar e segmentar o processo de busca no portal, eles estarão divididos em nove atributos: orgânico, vegano, produção local, produção artesanal, reuso, projeto social, empresa consciente, verde e reciclado. Com a ajuda desses filtros, o consumidor tem acesso à origem e processo de produção dos bens que está consumindo.

jarros de barros ecoera.jpg

Sobre Chiara Gadaleta

É consultora de moda sustentável, fundadora do Movimento EcoEra (coletivo de integração dos mercados de moda, beleza e design à questões sociais e ambientais), colunista da revista Vogue e apresentadora do programa “Menos é Demais”, da Discovery Home & Health.

CHIARA
Divulgação

Também é responsável por programas de inclusão social e capacitação junto a ONGs e Cooperativas por todo o Brasil. Atualmente coordena os projetos “Trançados do Uatumã”, em parceria com o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam) e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas (Sema), e o Projeto Kapu, com uma das aldeias Wai Wai no norte do Pará.

Sobre o Ecoera

O Movimento EcoEra foi criado em 2008 pela consultora de moda especialista em sustentabilidade, Chiara Gadaleta. Desde a criação, o principal desafio do movimento foi integrar o mercado de moda, beleza e design a questões sociais e ambientais por meio de um conjunto de atividades, práticas e ações que aproximassem toda a cadeia produtiva da moda à sustentabilidade ambiental, social, econômica e cultural.

Esse esforço ajudou esses mercados a quebrar paradigmas e a inaugurar um novo capítulo em suas histórias, onde toda a cadeia – indústria, marcas, designers e público final – se unem para criar um ciclo de produção mais consciente, em que ética e estética possam andar lado a lado.

Consultora dá dicas de maquiagem para o trabalho

O ano de 2018 está no início e novas oportunidades se vislumbram em todos os âmbitos, inclusive no ambiente corporativo. Para começar o novo período com o pé direito, que tal aprender alguns truques de maquiagem para evitar exageros?

Segundo pesquisa da consultoria Robert Half, com 1.775 diretores de Recursos Humanos de 19 países, sendo 100 brasileiros, 22% dos participantes no Brasil disseram que uma boa aparência influencia bastante, enquanto para 45% influencia significativamente e para 41% influencia pelo menos um pouco.

Diante desses dados, a consultora de maquiagem Vanessa Fernandes afirma que menos é mais na hora se maquiar para trabalhar. Veja as dicas a seguir:

Evite erros

sobrancelha olho maquiagem

O olho muito preto não é indicado no ambiente de trabalho, pois ao longo do dia há a tendência de a maquiagem escorrer, o que remete à aparência de cansaço. Evite carregar no contorno do rosto em excesso e sombras muito brilhosas. Se você é adepta do olho delineado gatinho, não exagere no tamanho do risco. E não esqueça: sempre que se maquiar correndo, dê uma conferida no espelho, para evitar marcas de bases e rímel craquelado.

Medo de exagerar

mulher olhos olheira maquiagem

Segundo a consultora, é comum muitas mulheres irem ao trabalho de cara lavada, justamente por medo de acentuar demais a make. Mas na medida certa não há porque temer, pois a maquiagem usada com parcimônia levanta qualquer look e passa a impressão de pele saudável.

Como preparar a pele

make 3

Ao preparar a pele para o trabalho, evite as bases, que são muito espessas para o dia. Aposte em produtos como BB cream e CC cream, que têm uma textura leve e já vêm com fator de proteção em sua fórmula. Mesmo de dia, aproveite para se beneficiar das vantagens do pó (use com pincel e tire o excesso antes de usá-lo). O produto vai ajudar a tirar o brilho e deixar um efeito mate na pele.

Noite de sono maldormida

olheiras13539564941_web_

Ao passar uma noite maldormida, no dia seguinte aposte em correção da pele apenas com o corretivo, que vai amenizar as olheiras. Não use lápis preto para não pesar; use curvex antes e passe rímel apenas na parte de cima, deixando o olhar bem vívido. Use um pouco de iluminador no canto interno dos olhos, que deixa o look mais aberto.

Olhos

Woman putting on make-up

Uma forma de não deixar over é adotar nos olhos um lápis marrom ou nude na linha d’água, que dá mais leveza do que o produto preto. Outra ótima alternativa é adotar um look esfumado discreto, que dá um ar de elegância.

Peles maduras

rejuvenescimento-facial mulher

A pele madura exige mais hidratação, uma boa dica é misturar hidratante com a base; evite carregar muito nos olhos, aposte em looks esfumados. Outra alternativa é usar primer com efeito de peeling, que dá uma leve esticadinha no rosto.

Blush e batom

makeup2

Os blushes dão um de saúde no rosto, porém não exagere. Os que puxam para os tons de pêssego e rosados são bastante indicados. Em peles morenas e negras, as melhores nuances são bronzes e avermelhados. Nos lábios, o bom senso é a palavra-chave, pois algumas empresas preferem cores mais discretas, como nudes ou rosados. Por serem mais clássicos, os vermelho e vinho são ótimas opções em ambientes corporativos mais descontraídos.

Fonte: Vanessa Fernandes é maquiadora profissional e expert na arte da beleza há três anos, prestando consultoria e cursos para mulheres no ambiente corporativo

 

Vítima de assédio sexual pode mover ação contra concessionária ou prestador de serviço

A segurança no deslocamento do utilizador de transporte é um direito garantido pela Constituição, pelo Código Civil, pelo Código de Defesa do Consumidor e pela Política Nacional de Mobilidade Urbana. Proteção esta que é válida para todas as ocorrências que coloquem os passageiros em situações de risco ou constrangedoras, como em casos de assédio sexual.

De acordo com o entendimento recente da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a vítima de assédio praticado por outro passageiro dentro do ônibus, trem, metrô ou balsa pode propor ação de indenização contra a concessionária que administra o sistema. Além do transporte público, a ação pode ser executada também contra prestador de serviço de transporte por aplicativo, como Uber, Cabify, Lady Driver, Easy Taxi e 99, entre outros.

“A conexão entre a atividade do prestador do serviço e o ato capaz de configurar o assédio sexual, vai depender do conjunto de provas (boletim de ocorrência e testemunhas) e do devido processo legal”, explica o advogado Fabrício Posocco, especialista em direito civil e do consumidor do escritório Posocco & Associados Advogados e Consultores.

Segundo o advogado, o STJ reconhece que a prestadora de serviço ostenta responsabilidade objetiva para com os usuários. “Em ações anteriores o Superior Tribunal de Justiça assentiu que ao pagar uma tarifa para utilizar o transporte público ou particular, o passageiro firma um contrato com a concessionária, estabelecendo uma relação de consumo”.

Na jurisprudência, os casos recentes de condenação ao pagamento de indenizações foram configurados com base nas seguintes condutas:

-Assédio sexual: constrangimento ou ameaça para obter favores sexuais;

-Assédio verbal: importunar alguém, em lugar público, de modo ofensivo, com palavras desagradáveis, ameaças ou cantadas impertinentes;

-Ato obsceno: ação de cunho sexual, por exemplo, quando alguém exibe seus genitais em local público, a fim de constranger alguém;

-Estupro: constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter relação sexual ou a praticar outro ato libidinoso.

casal tristeza

Como denunciar

O advogado Fabrício Posocco informa que quando a pessoa estiver no transporte e escutar sussurros indecorosos, for tocada por mãos e coxas, sofrer apertões ou esfregões, ter partes íntimas filmadas ou for vítima de ejaculação, deve imediatamente:

=Identificar o assediador, memorizando suas características físicas, vestimentas, marcas ou tatuagens, ou até mesmo tirar uma foto;

=Procurar o segurança do local ou um policial;

=Convidar as pessoas que perceberam o assédio para serem suas testemunhas na delegacia ou, ao menos, disponibilizarem seus dados (nome, endereço e telefone) para poderem se submeter a posterior depoimento;

=Dirigir-se a uma delegacia para fazer um boletim de ocorrência.

=Para abrir um processo contra a prestadora de serviço é preciso contratar um advogado ou a Defensoria Pública.

transporte publico.png

Fonte: Posocco & Associados Advogados e Consultores é um escritório de advocacia full service, que possui expertise em 47 áreas do direito. Foi fundado em 1999 e atende o Brasil todo por meio de unidades na Baixada Santista, São Paulo e Brasília, e de correspondentes fixados em diversas cidades do país

Por Emanuelle Oliveira 

Florais para pets: como tratar distúrbios emocionais com formulações naturais

Especialistas indicam formas de tratamentos menos invasivos com florais e outros medicamentos homeopáticos

Engana-se quem acredita que os animais de estimação não percebem os sentimentos dos donos e, muitas vezes, até os absorvem. Por conviverem em ambientes domésticos e urbanos, muito próximos aos tutores, os pets também desenvolvem doenças que são conhecidas entre os humanos, tais como: estresse, depressão, ansiedade e hiperatividade. Para minimizar esses possíveis males aos animais de estimação, a DrogaVET, líder em manipulação veterinária no Brasil, orienta como a combater essas doenças de forma menos invasiva.

floral para pets
Foto: Ephraim Perfect

Não importa o porte nem a raça do animal de estimação, diversos fatores são capazes de desencadear problemas psicológicos e de saúde no pet. A falta de exercícios e atividades físicas juntamente com a ausência do tutor, são os principais fatores para deixar um pet depressivo e até mesmo, estressado. Os florais, remédios com formulação de essência de flores, sendo elas terapêuticas, podem ser um dos medicamentos indicados para alguns casos, sendo bom em resultado e no custo benefício.

“O tratamento com florais são os mais indicados na atualidade, porém é preciso identificar o real sintoma do pet e aplicar a formulação mais indicada. É indispensável procurar um especialista para a realização de exames dermatológico clássico e a identificação do tipo de transtorno comportamental que o animal manifesta” comenta Daiane Cavassin Kasecker, farmacêutica e representante comercial da DrogaVET de Curitiba.

Os florais auxiliam de forma complementar no processo de cura das enfermidades. A amitriptilina é um dos florais mais recomendados pelos especialistas, pois ele combate a ansiedade, prurido, automutilação e outras alterações comportamentais. A Clomipramina também é uma das mais recomendadas, pois ajuda no combate a ansiedade e depressão, principalmente em casos que o pet não tem dificuldade para dormir e demonstra atitudes para chamar à atenção das pessoas, porém pode demorar até seis semanas para fazer efeito.

gato floral bach

“Apesar de não ter nenhum tipo de efeito colateral, o dono deve acompanhar sempre de perto o tratamento de seu pet, afinal eles são como filhos e o momento da recuperação é extrema importante para a convivência. Acompanhamento veterinário devem ser feitos com frequência para identificar se existe algum sintoma de estresse, depressão e afins” finaliza Daiane.

Fonte: DrogaVET

 

 

Justiça garante tratamento de cão com leishmaniose em vez de eutanásia

Direito à vida: desde o final de 2016, único medicamento aprovado pelo MAPA é alternativa para animais com LVC que antes eram sacrificados

O cachorro Bolinha, de Pereira Barreto, interior de São Paulo, ganhou na Justiça o direito a viver. O animal foi diagnosticado com Leishmaniose Visceral Canina em 2016, quando o Centro de Controle de Zoonoses da cidade determinou que ele deveria ser sacrificado. Para não se afastar do pet, a família se recusou a entregar o animal e entrou na Justiça, ganhando a causa.

“É muito comum que famílias acabem escondendo seus animais de estimação com Leishmaniose para evitar o sacrifício. Muitos tutores e até mesmo veterinários ainda desconhecem o tratamento que pode garantir a vida dos animais diagnosticados”, explica o veterinário Ricardo Cabral.

Desde o final de 2016, o laboratório francês Virbac, que atua no Brasil há 30 anos, conseguiu aprovação junto aos Ministérios da Saúde e da Agricultura para venda do único medicamento aprovado no País para tratamento da LVC.

Assim como nos seres humanos, o cão tratado não elimina completamente a Leishmania do seu organismo. Isso ocorre basicamente pela capacidade do parasita em se esconder em algumas células e tecidos dos doentes. Apesar disso, o tratamento garante uma redução significativa da quantidade de parasitas e dos sintomas, que podem ser graves.

“Isso aumenta a sobrevida e melhora significativamente e qualidade de vida dos cães infectados, além de impedir a transmissão da doença, pois o cão com baixa carga parasitária geralmente não apresenta parasitas na pele. Assim, o mosquito pica e não ingere o parasita, evitando a possibilidade de transmissão da doença”, explica o veterinário.

leish virbac

Por ser uma condição crônica, cães com diagnóstico de leishmaniose precisam ser reavaliados pelo resto da vida, inicialmente a cada quatro meses. A necessidade de repetir os ciclos de tratamento de 28 dias ou não, vai depender dos resultados dos exames realizados pelo médico veterinário.

Além do tratamento dos cães, outras medidas conjuntas são fundamentais para o controle da doença. A zoonose também acomete outros animais, como gatos, roedores e raposas. O combate ao flebótomo, popularmente conhecido como mosquito-palha, inseto responsável pela transmissão da doença, é a forma mais eficaz de controlar sua erradicação. É preciso também investir em ações como manter terrenos limpos e capinados, aparar gramados, retirar matéria orgânica dos ambientes, como folhas, troncos e frutos apodrecidos, embalar e descartar o lixo corretamente.

É importante sempre consultar um médico veterinário para se informar sobre a possibilidade de tratamento com o medicamento da Virbac.

Fonte: Virbac