Arquivo da categoria: Alimentação

Que tal imprimir sua foto no cappuccino? Sterna Café lança serviço inédito em SP

A partir de agora as fotos e selfies podem ir muito além das imagens de perfis e postagens das redes sociais. Oferecer um cappuccino com um toque de exclusividade é a nova aposta da rede Sterna Café. A cafeteria paulistana acaba de lançar o serviço inédito na capital onde é possível imprimir qualquer foto no próprio cappuccino.

Feito com tinta comestível, a novidade sai por R$ 19,90 (cappuccino de 200 ml). Para ter a imagem estampada na bebida, basta encaminhar a foto desejada via e-mail, bluetooth ou WhatsApp no momento que fizer o pedido. A impressão demora menos de 30 segundos.

café com foto

O serviço Sterna Print está disponível na unidade Sterna Vila Mariana, localizada na Rua Áurea, 409 – Vila Mariana. O horário de atendimento é de segunda a sábado das 8h às 19h30.

Anúncios

Como fazer uma horta em casa

Dr. Planta, especialista da Petz, orienta como cultivar temperos em vasos ou jardineiras

A primavera é a melhor época para plantas. A estação favorece a elevação da umidade do ar, as chuvas, as temperaturas moderadas e os dias mais longos que as noites. Para aproveitar esse momento, o gerente comercial da linha garden e piscina da Petz, Marcio Alexandre, conhecido como o Dr. Planta, dá dicas para montar uma horta em casa.

“O cultivo das plantas é uma atividade relaxante, ajuda no bem-estar e deixa um visual bonito na casa, além de fazer bem para a saúde, pois permite uma a alimentação com ingredientes frescos, afirma o Dr. Planta. A dica é plantar em espaços que recebam bastante sol (preferencialmente pela manhã), independentemente do tamanho.

Uma parede da sacada do apartamento ou do quintal da casa pode se tornar uma horta vertical repleta de temperos e especiarias, assim como uma jardineira pode ser destinada ao cultivo das ervas. As regras básicas são: iluminação natural, lembrar-se de regar a horta e se certificar de que as espécies escolhidas são ideais para o espaço.

A horta vertical se ajusta a qualquer espaço e proporciona um visual único. Ela pode ser instalada em painéis de madeira, vasos presos direto na parede ou, até mesmo, estantes com diversas prateleiras.

Passo a passo

1 – Prepare os vasos ou jardineiras com uma camada de argila expandida ao fundo, seguida de uma manta de drenagem e, por fim, terra especial para o plantio.

2 – Adicione as mudas, tomando bastante cuidado com as raízes.

3 – Acomode as plantas nos seus respectivos vasos e preencha o espaço vazio com mais terra.

4 – Regue a terra e as folhas.

horta_foto1

5 – Distribua os vasos na estrutura escolhida e coloque etiquetas decorativas, facilitando a identificação de cada plantinha.

6 – A maioria das ervas e temperos precisam de água, dependendo da região e do local a necessidade pode variar, recomendo diariamente ou com intervalo de 1 dia, porém sem encharcar. Como ficam diretamente ao sol, com mínimo de 4 horas, sua necessidade de água é maior em relação a outras plantas.

7 – Como sugestão, para finalizar a horta, seja ela vertical, horizontal, em canteiro ou vaso, colocar uma camada de casca de árvore, além de ficar com o acabamento bonito, protege a camada do solo, mantendo a umidade do mesmo e evitando o crescimento de pragas ao redor das plantas.

8 – Outra dica, colocar sempre o dedo na terra verificando a umidade. Se estiver úmido, não precisa molhar, caso contrário fazer a rega.

9 – Geralmente, as plantas com falta de água começam a murchar, identificando claramente sua necessidade.

Quer aprender a montar uma horta vertical? Assista ao vídeo preparado pela Petz, clicando aqui.

Opções para a horta caseira:

Alecrim

Alecrim MGD©
Alecrim – Foto: MGD©

Necessidade de espaço: plantar mudas com espaçamento de 10 cm.
Necessidade de luz: sol pleno, mínimo de 4 horas para ter um produto de qualidade.
Pode ser usado para: tempero para carnes, legumes e batata. O chá de alecrim é muito conhecido pelas suas propriedades medicinais.

Cebolinha

cebolinha creative commons
Foto: CreativeCommons

Necessidade de espaço: plantar mudas com espaçamento de 10 cm.
Necessidade de luz: sol pleno, mínimo de 4 horas para ter um produto de qualidade.
Pode ser usado para: tempero carnes e legumes.

Hortelã

hortelã
Foto: Maria Mas/Morguefile

Necessidade de espaço: plantar mudas com espaçamento de 10 cm. Tenha sempre a hortelã sozinha no vaso. Caso plante em jardineiras e for dividir espaço com outras espécies, coloque uma divisória entre ambas para que a hortelã não “mate” a planta vizinha.
Necessidade de luz: a hortelã ou menta pode ser cultivada em lugares ensolarados ou em sombra parcial com alta luminosidade.
Pode ser usado para: comida árabe, saladas e água aromatizada.

Manjericão

manjericao crative commons
Foto: CreativeCommons

Necessidade de espaço: plantar mudas com espaçamento de 10 cm.
Necessidade de luz: necessita de alta luminosidade e deve receber luz solar direta por pelo menos 4 horas.
Pode ser usado para: tempero para molho vermelho e base para molho pesto.

Orégano

oregano pixabay
Foto: Pixabay

Necessidade de espaço: plantar mudas com espaçamento de 10 cm.
Necessidade de luz: sol pleno, mínimo de 4 horas para ter um produto de qualidade.
Pode ser usado para: tempero para carnes, molhos, massas, legumes.

Salsinha

salsinha

Necessidade de espaço: plantar mudas com espaçamento de 10 cm.
Necessidade de luz: pode ser cultivada em lugares ensolarados ou em sombra parcial com alta luminosidade.
Pode ser usado para: tempero para carnes, molhos e legumes.

Tomilho

tomilho

Necessidade de espaço: plantar mudas com espaçamento de 10 cm.
Necessidade de luz: sol pleno, mínimo de 4 horas para ter um produto de qualidade.
Pode ser usado para: carnes vermelhas em geral.

Fonte: Petz

 

Salvar

Mais de 50 tipos de queijos invadem festival neste fim de semana em SP

Atenção, loucos por queijos: está chegando a hora. Nos dias 10 e 11 de novembro (sábado e domingo), será realizado o 1º Festival do Queijo Canastra de São Paulo junto com o 2º Festival de Bacon e Cerveja Artesanal. O local é o mais novo point da melhor gastronomia na Vila Mariana. Local coberto, seguro, com acesso a cadeirante, a poucos metros da estação Ana Rosa do metrô.

“Dizer que queijo é exclusividade de mineiro é coisa ultrapassada. Há algum tempo essa deliciosa iguaria rompeu fronteiras e tem conquistado cada vez mais fãs em todo o país. Em São Paulo vem se consolidando como uma verdadeira Paixão Paulistana e conquistado os paladares mais exigentes. O evento trará queijos campeões, de sabor inigualável e que não podem mais faltar na nossa culinária. É imperdível!”, destaca Elaine Vilela, sócia-proprietária do Espaço As Meninas Feiras e Eventos.

A estrela do Festival é o Queijo Canastra, um tipo brasileiro de origem e produção em Minas Gerais, na região da Serra da Canastra há mais de duzentos anos. Ele é primo distante do queijo de São Jorge, de Açores, Portugal, e foi trazido pelos imigrantes da época do Ciclo do Ouro.

Esse queijo minas artesanal foi reconhecido, há 10 anos, como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan). Ele é o sustento de mais de 30 mil famílias em mais de 600 municípios do Estado.

A grande produção de queijo mineiro – cerca de 220 mil toneladas ao ano – ajuda o Brasil a manter o posto de 6º maior produtor de queijo do mundo. Pouco mais da metade de todo o queijo consumido em solo nacional vem de Minas Gerais. Os frequentadores do festival terão a oportunidade de apreciar e adquirir variados tipos desta iguaria.

Cardápio irresistível

queijos

A variedade é grande e de dar água na boca. Estão confirmados queijos “in natura”, como os Canastra, Frei Rosário (maturado em caverna, grana pândano, brie, camembert, santo casamenteiro, azul de minas, queijo de cabra e recheado com requeijão); e os queijos Trem Bom de Minas, Bom da Fazenda e Vialat.

Haverá queijos artesanais, trufados (recheados, únicos do Brasil a ganhar medalha no Prêmio Queijo Brasil), Ouro Branco (queijos de cabra, camembert, mofo azul tipo roquefort), muçarela, requeijão tradicional e de corte, Edam, Gouda, temperados, coalho, meia cura, maturados com cachaça e maturados com cerveja. E mais: opções variadas com o saboroso ingrediente, como macarrão no queijo cremoso, cupcake de queijo canastra e bacon, e brigadeiro de queijo, entre outras.

Na parte de doces: bolos confeitados, bolos, tortas, canolli, brigadeiros gourmet (destaque para os de queijo e goiabada com queijo), churros assados, pão de mel, biscoitinhos, doces de minas, mini tortinhas, cheesecake, brownie, delícia de abacaxi, slice cake, bolo bombom, cupcake e raspadinha entre outros.

Bacon e Cerveja Artesanal

Essa dupla irresistível também marcará presença em paralelo ao 1º Festival do Queijo Canastra de São Paulo. Além das receitas campeãs com muito bacon, haverá novidades elaboradas exclusivamente para o evento. No cardápio: bolo especial de bacon com buttercream de queijo, pastéis de bacon com queijo, crispys de bacon com chocolate belga e brigadeiro de bacon, além de lanche de costela desfiada e de fraldinha desfiada, espeto de churrasco (carne, frango, queijo coalho, coração e medalhão com bacon), hambúrgueres com queijo canastra, lanche de pernil e linguiça, pasteis de sabores variados (incluindo o especial de queijo com bacon), croquete de costela, escondidinhos variados (incluindo de costela e de queijo canastra), batata rosti, batatas recheadas, porções (onion rings, batatas), massas e frango ao estilo americano, tortas salgadas, paella caipira, sanduíche buraco quente, espetinhos, crepes, fondues, waffles, coxinhas, tapas e pinxton. E tem mais: embutidos como presunto parma, salame, copa, panceta, lombo e linguiça, tudo artesanal com SIF e molho de pimenta.

Para acompanhar, os melhores rótulos de cervejas artesanais já estão garantidos: Chopp Nuremberg, o Beer Truck do Veloso, a Cervejaria Camilos, a Cervejaria Mundo (Villa Alemã e Providência), Cervejaria DNA e 607 Cervejaria Artesanal, além de vinhos, suco de uva, refrigerantes e água.

Entretenimento para todos os gostos

Para atender aos apaixonados por boas compras e quem já quiser antecipar as compras de fim de ano, haverá uma Feira de Variedades, com semijoias, acessórios, roupas, brinquedos, cosméticos, diversos itens de moda e decoração para casa. É possível também cuidar do lado esotérico com leitura de tarot.

Haverá sorteios de ingressos para a atração de maior adrenalina em SP, o Wind UP, simulador de paraquedismo indoor. Para animar, o som fica a cargo do consagrado DJ das noites paulistanas Dinho Garcia, com a melhor seleção de Rock dos Anos 80/90. É um programa de lazer completo para as famílias paulistanas. E tudo com entrada gratuita!

Responsabilidade Social

Mantendo a parceria de vários anos com o Centro de Convivência Início de Luz, que abriga uma creche, serão arrecadados alimentos não perecíveis para a entidade sem fins lucrativos, que cuida de mais de cem crianças carentes das regiões do Cambuci e centro da capital paulista.

Selo Paixões Paulistanas

O 1º Festival do Queijo Canastra de São Paulo e o 2º Festival de Bacon e Cerveja Artesanal do Espaço As Meninas têm a certificação dos eventos e ações idealizados sob medida para o gosto dos paulistanos. Para criar o selo e o calendário de eventos, os organizadores fizeram uma vasta pesquisa e identificaram os temas que mais atraem o público da cidade de São Paulo, terra de todos os gostos e sabores. Este selo está produzindo uma variedade de festivais inéditos que acontecem desde 2012 e continuarão ao longo de 2018.

44342849_2064215736964238_3945305324008767488_n

1º Festival do Queijo Canastra de São Paulo

39919967_1992635670788912_7824659406552825856_n
2º Festival de Bacon e Cerveja Artesanal
Data: 10 e 11 de Novembro (sábado e domingo)
Horário: das 12 às 19 horas
Endereço: Rua Joaquim Távora, 605, Vila Mariana – próximo ao metrô Ana Rosa. Local amplo, seguro e coberto.
Entrada Gratuita

Chef Gil Gondim comanda 10ª edição do Brunch na Catedral

Evento organizado pela Associação Amigos da Catedral arrecada recursos para preservação e manutenção da Catedral da Sé, marco do centro da cidade de São Paulo

Será realizado no dia 11 de novembro a 10ª edição do Brunch na Catedral, evento beneficente que angaria fundos para a preservação e revitalização da Catedral da Sé, cartão-postal paulistano. Cada edição conta com um chef parceiro diferente, que prepara um cardápio especial.

Nesta edição, a convidada é a chef banqueteira Gil Gondim, autora da obra “Conservas do Meu Brasil”. Mineira de União de Minas, a chef é especialista em compotas, geleias e antepastos, que contam com forte influência da culinária italiana, como no preparo das tradicionais Sardela e Alichela.

Em seu menu, Gil também costuma valorizar os sabores originários do Brasil, com as exóticas compotas de cajá, umbu e pêssego, além de suas paixões, as conservas de pinhão, pequi e palmito.

gil gondim

“Tenho uma preocupação especial com a origem e excelência dos produtos que entram em minha cozinha, por isso os escolho pessoalmente, para que minha criatividade se transforme nos sabores e texturas corretos para a excelência do prato”, conta Gil, que redescobriu seu amor por conservas. Muitas destas já faziam parte de suas memórias, dos tempos em que era criança e participava com seus familiares na produção das delícias. Outras foram desenvolvidas e aperfeiçoadas por ela ao longo dos anos, compondo uma singela coleção de vidros coloridos e deliciosos.

No cardápio do Brunch da Catedral destacam-se as tortas, quiches, antepastos, Avocado Toast e a Vichyssoise. Entre as sobremesas os carros-chefe são o Clafoutis de Mirtilo e a Torta Normanda de Maçã e Chantilly.

linkbrunch catedral

Brunch na Catedral assinado por Gil Gondim
Data: 11 de novembro
Horário: às 12h30
Local: 1º andar da Catedral da Sé
Endereço: Praça da Sé – Sé – São Paulo – SP
Valor: R$ 200,00 por pessoa.
Os ingressos podem ser adquiridos pelo telefone (11) 95456–7632 (diretamente na Catedral) ou pelo site Alô Ingressos

Evento gastronômico vai apresentar a culinária de refugiados em São Paulo

Amanhã,  10 de novembro, das 12h às 18h, a culinária e a cultura de povos refugiados poderão ser apreciadas na Festa da Open Taste, feira gastronômica e multicultural idealizada pela chef Patricia Lopes, da Cook it Here, com apoio da ONG Bab Sharki.

O evento, que será realizado no espaço Cook it Here, no Alto de Pinheiros, vai reunir chefs da Síria, Venezuela, Congo, Bolívia, México e Colômbia. Eles vão preparar pratos típicos de suas terras de origem, com direito a músicas, bebidas e artesanato típico de cada região.

comida siria
Revista Menu

“Nosso intuito é tornar a realidade dos refugiados mais conhecida e trazer à tona a necessidade de acolhê-los”, explica Patricia Lopes, da Cook it. “Muitos encontraram na gastronomia a sua sobrevivência aqui em nosso país, por isso divulgar a riqueza da história deles é tão importante”, completa.

Patricia adianta, ainda, que nos próximos meses outros projetos parecidos devem sair do papel: “A intenção é que a ‘nossa casa’ seja base para alguns cursos e eventos junto aos refugiados. Entre os nossos planos está o de agregar a essas pessoas, oferecendo conhecimento, por meio da arte culinária”.

Além de comida boa garantida, a programação conta também com um bate-papo com o badalado chef Guga Rocha. Também haverá uma espécie de “jogo de panelas”, onde o público vai eleger as três melhores receitas.

Cook it Here é um espaço de gastronomia compartilhada, seja para chefs, gourmets, microempreendedores gastronômicos ou para quem é fã da arte de cozinhar.

guga rocha

Programação:
12h às 13h – Abertura do evento
13h às 13h45 – Bate-papo sobre gastronomia e cultura com o Chef Guga Rocha
13h45 às 15h – Testing Board – eleição dos três melhores pratos

open taste

Open Taste – feira gastronômica e multicultural idealizada pela Cook it Here
Local: Cook it Here
Endereço: Rua Pio XI, 2.019, no Alto de Pinheiros, SP
Horário: das 12 às 18 horas

Entrada: R$ 15,00, sendo que R$ 10,00 poderão ser consumidos. Os outros R$ 5,00 serão destinados ao projeto Open Taste.
Informações: Sympla

Yoki lança linha de pipoca de micro-ondas com redução de sódio e gordura

Para acompanhar os consumidores em diversos momentos do dia a dia, seja no lanche da tarde, no trabalho ou após um dia agitado, a Yoki lançou uma nova linha em seu portfólio. Aproveitando o melhor que o milho pode oferecer, as novas opções de pipoca de micro-ondas apresentam, além dos grãos 100% integrais, gordura e sódio reduzidos.

Disponível nos sabores Natural com Sal – 25% menos sódio e gorduras totais –; Natural – 0% sódio e 25% menos gorduras totais –; e Manteiga – 25% menos sódio –, a marca, pioneira e referência na categoria, está alinhada às tendências do mercado ao trazer para as gôndolas seus sabores clássicos em versões mais leves.

pipoca yokj 2pipoca yoki 1pipoca yoki 3

A novidade deve agradar, principalmente, o público que está de olho na tabela nutricional: “As pipocas Yoki são produzidas com os mesmos grãos 100% integrais e selecionados da Yoki Premium. O milho tem nutrientes que estão presentes nas camadas mais externas do grão e são preservados quando é integral, oferecendo maior aporte de fibras, proteínas, vitaminas do complexo B, vitamina E e minerais, como zinco e magnésio” Afirma Marycarmen Mondragon, Gerente de Nutrição Latam da General Mills.

Ainda, para reforçar os benefícios do milho, as embalagens dos lançamentos destacam os principais atributos do produto em seus claims, como o “Milho Yoki Premium” – que reforça a qualidade do produto e a garantia dos grãos selecionados –, e o selo do Wholegrains Council, que endossa os grãos 100% integrais.

“A pipoca é um dos snacks mais queridos pelos brasileiros. E nós da Yoki, como referência nesta categoria, temos o compromisso de manter os consumidores informados sobre os benefícios, qualidade e tradição dos nossos produtos. Por isso, ouvimos os nossos consumidores e, com as novas versões, esperamos atender ainda melhor o nosso público e conquistar novos consumidores, que desejam controlar a ingestão de sódio e gordura”, comenta Manuel Garabato, Diretor de marketing Latam da General Mills.

Os produtos estão disponíveis nos principais pontos de venda de todo o Brasil. O preço médio sugerido é do R$ 2,39 cada.

Goiaba vermelha é rica em licopeno, importante antioxidante natural

Desenvolvida em parceria com a Unesp de Araraquara, nova forma de processamento garante 98% de aproveitamento dos nutrientes da fruta

Pouca gente sabe, mas a goiaba é um superalimento, rico em vitaminas A e C, além de licopeno – um importante antioxidante natural, capaz de proteger as células do organismo contra os efeitos nocivos do excesso de radicais livres, reduzindo assim o risco de doenças crônicas, inclusive o câncer, e combatendo o envelhecimento.

Para que todos esses nutrientes da goiaba cheguem praticamente intactos aos consumidores, o Grupo Predilecta, maior produtor de goiabas vermelhas do mundo, desenvolveu, em conjunto com a Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara, um aperfeiçoamento efetivo na linha de processamento da goiaba, capaz de assegurar que 98,5% do licopeno presente nas frutas sejam conservados após passar pela linha de produção.

“Nosso objetivo é simplificar a vida das pessoas, para que possam consumir a fruta processada em diversos produtos sem que haja perda na ingestão dos nutrientes. Por isso investimos constantemente no desenvolvimento da cadeia de produção”, informa Antonio Tadiotti, ex-docente universitário e pesquisador, sócio do Grupo Predilecta.

goiaba vermelha.jpg

Pesquisas recentes mostram que, além de antioxidante, o Licopeno também é um importante aliado do coração e ajuda a controlar a pressão arterial. Vale lembrar que nosso organismo não o produz licopeno e por isso temos que ingeri-lo pela alimentação.

O licopeno é um pigmento lipossolúvel (que dá a cor vermelha à goiaba) e por isso tem maior absorção quando consumido junto com gordura. Sua biodisponibilidade é aumentada após o cozimento.

Fonte: Predilecta

Três dicas para ajudar o organismo a se adaptar ao horário de verão

No horário de verão, como todos sabem, adiantamos o relógio em uma hora. Assim, os dias amanhecem “mais tarde”, muitas vezes, quando você olha no relógio já são altas horas da noite ou até mesmo da madrugada e você nem viu que a hora passou.

Se você fica perdido com essa mudança imagine o seu organismo que leva um tempo para se adaptar à nova rotina. Para encarar essa mudança com mais tranquilidade, a médica Cintia Rios, especialista em Medicina Funcional, listou três dicas que podem ajudar a minimizar os impactos dessa mudança.

Durma mais

mulher-dormindo-sono

A adaptação ao sono é o mais complicado nesse período. Nosso relógio biológico segue a luz do dia, desperta ao amanhecer e quando escurece se prepara para dormir. Com a mudança de horário essa rotina é alterada e o organismo precisa se acostumar a acordar com o dia ainda escuro. Comece a adaptação aos poucos, 15 minutos mais cedo a cada dia, o seu organismo irá se acostumar gradativamente e você conseguirá se adaptar ao horário do relógio e dormir as horas que o corpo precisa para reparar o organismo.

Evite mudar sua rotina

relogio triste tempo mulher

Siga os horários de acordo com o relógio externo e não o biológico. Com o horário de verão o dia parece mais longo, mas continua com 24 horas. Aproveitar esse tempo a mais de claridade com outras atividades e dormir por um tempo menor faz com que o seu organismo não se recupere e com que você tenha dificuldades para acordar no dia seguinte, se sinta cansado e sem disposição.

Não exagere nas refeições

mulher comendo jantar

Não exija muito esforço do seu organismo em refeições noturnas, faça refeições mais leves e evite o consumo de carne vermelha à noite, alimentos pesados fazem com que o corpo não descanse e o sono fique mais pesado. Prefira alimentar-se mais cedo, de preferência três horas antes de dormir para não atrapalhar a digestão e o sono.

Fonte: Cintia Rios Camilo é formada na Escola de Medicina e Saúde Pública da Bahia, fez sua primeira Residência médica pela Faculdade de Medicina de Jundiaí e a segunda Residência médica no Hospital Ipiranga. Além disso, é especialista em Cirurgia Geral pelo ministério de Educação e Cultura e especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP. Além de atuar como cirurgiã plástica por duas décadas, nos últimos cinco anos vem se aprofundando em uma outra vertente da profissão, a medicina funcional. Atualmente, tem uma clínica em São Paulo, localizada no bairro Jardins, também nos hospitais Albert Einstein, no Hospital São Luiz, no Hospital Saint Peter e Hospital Santa Catarina, entre outros.

Dicas para quem faz uso de shakes para emagrecer

É cada vez mais comum os jovens e adultos que desejam e necessitam perder peso, fazerem uso dos chamados shakes para emagrecer. Geralmente estes produtos visam substituir uma refeição do dia com o objetivo de diminuir a quantidade de calorias consumidas diariamente.

No entanto, o consumo excessivo de produtos que prometem o emagrecimento rápido, como os shakes para emagrecer e chás diuréticos, podem oferecer risco à saúde por reduzir o nível de vitaminas e minerais do corpo.

Para esclarecer qual a função dos shakes e o que um bom suplemento alimentar deve conter em sua composição, o Farmácias APP – marketplace que reúne ofertas de diversas farmácias, drogarias e lojas de suplementos e cosméticos de todo o Brasil -, separou algumas dicas para ter um emagrecimento saudável:

depositphotos mulher diet shake
Depositphotos

1. Calorias: em primeiro lugar, é importante frisar que os shakes podem possuir menos calorias do que uma refeição normal, mas nem sempre satisfazer as necessidades nutricionais do corpo. Portanto, ele deve ser encarado como um alimento nutritivo, mas que precisa estar associado a outros para que o organismo receba tudo o que necessita diariamente.

shake diet pixabay
Pixabay

2. Nutrientes: falando em nutrientes, é fundamental que o shake traga uma grande variedade, similar à quantidade que seria consumida na refeição em questão. Isso inclui vitaminas, minerais, fibras, carboidratos de lenta absorção e gorduras saudáveis.

Woman Drinking Fruit and Protein Shake

3. Rotina: profissionais indicam que o consumo do shake deve ser feito em até duas vezes por dia, não mais do que isso. A ideia é que nenhuma refeição seja “sacrificada”, ou seja, ela deve ser substituída pelo shake mais em casos raros, de imprevistos, e não como uma rotina.

mulher tomando shake

4. Personalização:  cada organismo reage de uma maneira. Portanto, o melhor shake ou suplemento alimentar é aquele que mais se adequa ao seu estilo de vida, suas necessidades e paladar. Os shakes, então, devem fazer parte de um cardápio. Reflita também sobre a necessidade de mudar o padrão alimentar, pesquise sobre os alimentos consumidos em suas refeições e experimente pratos novos.

nutrição-enteral

5. Instrução: por fim, fazer um acompanhamento médico é imprescindível. Dietas de baixas calorias feitas por conta própria, principalmente quando incluem o uso de shakes para emagrecimento, não são recomendadas de forma alguma sem o apoio de profissionais da saúde.

Fonte: Farmácias APP

Salvar

Dia Mundial do Veganismo: é possível adaptar uma dieta vegana para crianças?

Professor de nutrição do Ceunsp explica quais são os alimentos indispensáveis durante a fase de crescimento

Com cerca de 5 milhões de adeptos no Brasil, o veganismo vem se popularizando e ganhando cada vez mais espaço entre homens e mulheres que buscam um estilo de vida livre de qualquer exploração animal. No entanto, ainda existem muitos estigmas em torno das famílias cujas crianças também são adeptas da alimentação vegana. Afinal, é possível adaptar uma dieta sem quaisquer alimentos de origem animal para uma criança em fase de crescimento?

O nutricionista André Freitas, professor do curso de nutrição do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (Ceunsp), explica o que é o veganismo e quais são os alimentos indispensáveis para uma alimentação saudável para crianças:

cruelty-free-grey820

O que é o veganismo?
O veganismo é um estilo de vida, que se opõe a qualquer forma de abuso ou exploração animal. Por isso, ser vegano vai muito além da alimentação, já que a pessoa não consume alimentos de origem animal e também se recusa a usufruir de materiais que tenham sido fabricados por meio da exploração de animais, como couro, lã e seda. Ou ainda produtos que são testados em animais, como cosméticos e produtos de limpeza.

criança comendo

O que é a alimentação vegana?
A dieta vegana é aquela em que são excluídos quaisquer alimentos de origem animal, ou ainda que passem por qualquer tipo de contato ou uso de produtos animais. Ou seja, não se consome carnes, laticínios, ovos, mel, açúcar (pois é utilizado o sebo de boi para o refinamento do açúcar). Uma dieta vegetariana é mais amena, já que a pessoa consome alimentos de origem animal, desde que não tenham sido submetidos ao ato do abate, ou seja, consomem laticínios e ovos.

criança comida alimento

É recomendado que uma criança siga uma dieta vegana?
Recomendação propriamente dita não existe, pois o veganismo é determinado por traços que vão muito além da comida. É um estilo de vida e guiado por vários fatores, desde política até a ética biológica e meio ambiente. Muitas crianças, inclusive, iniciam por conta própria a dieta alimentar vegana por compaixão aos animais. Nesse caso, tudo depende da ideologia da família, que é o contato mais íntimo e a real formadora de opinião da criança.

consulta medico crianca

É necessário o acompanhamento de um médico especialista ou nutricionista para que a criança siga essa dieta?
Com certeza. O profissional capacitado neste assunto é o nutricionista. Melhor ainda quando esse acompanhamento é feito com um especialista em veganismo. Apenas este profissional consegue fazer as combinações necessárias e é capaz de detectar os sinais clínicos de deficiência nutricional de risco do vegano, conseguindo então tomar a medida corretiva para a situação, seja pela forma alimentar ou mesmo suplementação.

barrinha cereais

Existem vitaminas ou outros nutrientes, essenciais para o desenvolvimento da criança, que sejam encontrados apenas em alimentos derivados de animais?
Existe apenas um único nutriente que é encontrado apenas em alimentos animais cárneos, que é a vitamina B12. Ela está presente no ovo também, em pequeníssimas quantidades, o que não faz dele então um alimento fonte. Vale ressaltar que existem outros nutrientes que são encontrados em alimentos de origem animal e em menores quantidades nos vegetais, como ferro, zinco e vitamina A, que são importantes para a renovação celular, a imunidade e a produção de hormônios sexuais, fundamentais para o crescimento e desenvolvimento da criança. Estes nutrientes podem ser encontrados em alimentos vegetais, como cereais, grãos, sementes e alimentos alaranjados. Ainda assim, a quantidade destes nutrientes é menor quando comparado com os de origem animal, o que requer atenção nas porções e frequência de consumo.

folhas verdes salada kariatx
Foto: Kariatx/Morguefile

Quais alimentos são indispensáveis para uma criança vegana?
Os alimentos que não podem faltar em uma dieta vegana, são os alimentos chave de valor nutricional. Entre eles temos folhas verde-escuras, principalmente, espinafre, alimentos alaranjados, como abóbora, cenoura, mamão e feijões. Sendo completamente inviável uma dieta vegetariana sem qualquer um destes alimentos.
Sementes, grãos germinados e abacate também são alimentos muito importantes para uma alimentação equilibrada.

Mengonsumsi-Sayuran criança comendo mae

Quais os benefícios de uma dieta vegana para a criança?
Do ponto de vista nutricional a dieta vegana proporciona um excelente consumo de fibras e vitaminas antioxidantes. Outro benefício é que, ao se consumir alimentos vegetais em maior quantidade, é possível diminuir o consumo de alimentos processados, que são altamente ricos em gorduras, principalmente saturadas, açúcar e sal.

crianças e mae no supermercado The Yummy Mummy Club
Foto: The Yummy Mummy Club

Quais dicas você daria para os pais que desejam adaptar uma alimentação vegana e saudável para seus filhos?
É fundamental se atentar ao valor nutricional dos alimentos e não confundir alimentos e produtos alimentícios. Uma alimentação vegana para crianças é possível, desde que haja organização para consumir os alimentos certos, que possuam os mesmos nutrientes encontrados nos alimentos de origem animal.

Sobre o Ceunsp

Com mais de 50 anos de tradição e dois campi – Itu e Salto –, o Ceunsp é reconhecido por seu ensino de qualidade, com ótimos indicadores comprovados pelo MEC, Enade e Guia do Estudante. Oferece cursos de graduação e pós-graduação em diversas áreas do conhecimento e conta com mais de 14 mil alunos.

A Instituição integra o grupo Cruzeiro do Sul Educacional, um dos mais representativos do país, que reúne instituições academicamente relevantes e marcas reconhecidas em seus respectivos mercados, como Universidade Cruzeiro do Sul e Universidade Cidade de São Paulo (São Paulo/SP), Universidade de Franca (Franca/SP), Centro Universitário do Distrito Federal (UDF), Faculdade São Sebastião – FASS (São Sebastião/SP), Centro Universitário Módulo e Faculdade Caraguá – FAC (Caraguatatuba – SP), Faculdade Cesuca (Cachoeirinha – RS), Centro Universitário FSG (Bento Gonçalves e Caxias do Sul – RS) e Centro Universitário de João Pessoa – Unipê (João Pessoa – PB), além de colégios de educação básica e ensino técnico.