Arquivo da categoria: curso

Especialista do Senac EAD dá dicas de maquiagem para a pele negra

Instrutora da área de beleza orienta como aplicar base, corretivo e cores para os olhos e lábios

Maquiar-se é uma atividade que faz parte do dia a dia de muitas pessoas. Mas nem sempre é fácil, porque sempre aparecem dúvidas sobre cor da base, tons, corretivos a usar ou até mesmo o que evitar. Para não ter erro na hora de se maquiar, Bruna Lorena de Lima, instrutora do curso Maquiagem para Pele Negra – WEBTV do Senac EAD, oferece dicas para mulheres de pele negra tirar dúvidas e preparar a make.

Segundo ela, a escolha da base é geralmente a mais complicada, por existir diferentes tons da pele negra, como amarelada, mais escuras e também mais claras. Por isso, Bruna enfatiza a importância de saber identificar os tons e recomenda que tenha no mínimo três tons de bases para realizar misturas, sendo um tom mais claro, médio e outro mais escuro, para assim ter resultado mais assertivo.

maquiagem pele negra

Outra recomendação é que o corretivo seja exatamente no tom da pele. Porque, se for muito claro, ressaltará e não esconderá as imperfeições da pele, alerta ela. “Já os pós-translúcidos brancos devem ser evitados”. Segundo a instrutora, eles refletem muito no tom de pele negra e podem deixar um aspecto esbranquiçado. “Existem opções no mercado que possuem tom bege, mas que não adicionam cor à pele”, indica.

Para a valorização da pele negra, por meio da escolha adequada das cores para os olhos, Bruna indica tons mais fechados e com uma intensidade maior. “O verde escuro, o azul escuro, o beringela, o violeta fechado, os dourados fechados e o ocre são cores que darão mais destaque a pele negra”, explica. Já nos lábios, ela indica os tons de marrom, vinho, vermelho fechado e rosa fechado. “Mas nada impede de experimentar outras opções”, ressalta. “São apenas recomendações de acordo com a nossa análise de cartela de cores. Mas nada nos impede de ousar fora dessa cartela”, complementa.

Tendência: gloss, glow, glitter

De acordo com a instrutora, as tendências para a maquiagem em 2018 é o efeito gloss (efeito molhado), tanto nos lábios quanto nos olhos. O efeito glow (brilho natural) para a pele também é uma grande aposta. Já nos lábios, os batons em tons de laranja e pêssego. “O brilho é sempre bem-vindo para as peles negras. Uma dica é apostar no glitter e nos pigmentos, eles destacam ainda mais os olhos”.

O curso Maquiagem para Pele Negra – WEBTV oferece uma abordagem de vários temas, como Abordagem Geral da Maquiagem Profissional; Harmonia das Cores; Pele Perfeita: Preparação da Pele Negra; Contorno facial; Técnica: Maquiagem para o dia; Técnica: Maquiagem para a noite; Técnica: Maquiagem clássica; entre outros temas.

Com duração de 20 horas, as aulas são feitas por meio do projeto WebTV, com vídeoaulas que facilitam e estimulam o aprendizado. Com formato a distância, a capacitação é ideal para quem não abre mão da qualidade, mas precisa de flexibilidade no dia a dia.

maquiagem pele negra 2

Os cursos livres a distância são voltados para formação inicial, aperfeiçoamento ou atualização e garantem oportunidade de desenvolvimento contínuo. Para se inscrever ou conferir lista completa de cursos, acesse o Portal Senac EAD.

Serviço:
Maquiagem para Pele Negra – WEBTV
Carga horária: 20 horas
Investimento: R$ 82,30 – Boleto à vista ou 1X no cartão de crédito

Anúncios

Floricultura curitibana, oferece workshop online sobre suculentas

Desenvolvida pela Esalflores a atividade ensina, por meio de uma plataforma digital, como montar um terrário com suculentas naturais

A Esalflores acaba de disponibilizar em seu site, uma atividade online especial para os fãs de botânica: o workshop “Terrário de Suculentas”. A empresa, que costuma oferecer diversos cursos e palestras em sua loja física, na cidade de Curitiba, acaba de desenvolver um curso rápido que aborda diversos assuntos relacionados ao cultivo desta que é uma das plantas mais populares nas casas brasileiras.

Suculenta_Esal

Ministrado pela professora e consultora de vendas da Esalflores, Heloísa Parchen, o workshop online ensina os cuidados básicos e principais técnicas para compor e cultivar um terrário de suculentas, apresentando tipologia, locais ideais e frequência das regas. “O terrário é uma opção prática e bonita para quem não disponibiliza de muito espaço para as plantas. Além disso, as suculentas combinam com qualquer ambiente e demandam uma dedicação acessível a todos, já que precisam apenas de regas esporádicas”, comenta Heloísa.

Com uma dinâmica didática e instrutiva, a profissional mostra o passo a passo de todo o processo de enraizamento e montagem de um terrário de suculentas. As orientações são ilustradas e detalham todos os utensílios necessários para a composição do terrário, além de dicas de como deixá-lo mais bonito e diversas recomendações de manutenção.

terrario_.jpg

O workshop “Terrário de Suculentas” está disponível no site e custa R$199,00. O valor inclui um kit composto por granilha, terra vegetal, areia, pedras decorativas, casca de pinus, 4 mudas de suculentas + 2 mudas extras e um recipiente de vidro, que são entregues pelo correio.

Especialização em Cake Design na cidade de Curitiba

A atividade, proposta pelo Centro Europeu, terá início na próxima segunda-feira (23)

O Centro Europeu, principal escola de gastronomia do Brasil, está com inscrições abertas para a nova turma de especialização em Cake Designer, que terá início na próxima segunda-feira (23). Durante o curso, voltado para pessoas interessadas em adquirir conhecimentos avançados no segmento de doces e confeitaria, os participantes terão contato prático com novas técnicas e conhecimentos sintonizados com as principais tendências da pâtisserie mundial.

Cake 3

A especialização tem por objetivo capacitar profissionais que queiram atuar em uma consolidada e diferenciada área da gastronomia, que apresenta excelentes oportunidades para quem deseja partir para iniciativas empreendedoras ou para quem busca um espaço extremamente valorizado no mercado da alimentação.

Durante a especialização, que terá duração de 1 semana e será comandada pelo chef Johnlee Francis Just, serão tratados temas como Introdução às técnicas básicas e clássicas de decorações; Modelagens Artísticas; Cupcakes; NakedCake (massas, recheios, cobertura e montagem); Habilidades artísticas e arquitetura de bolos; Técnicas com Bicos de Confeitar; Pasta Americana e Glacê; Técnicas de Coberturas, selagem e prensagem e Decoração com Pastilhagem.

cake

Sobre o chef Johnlee Francis Just

Graduada como chef pâtissier pelo Instituto de Artes Culinárias Maussi Sebes, com especializações em gastronomia no Instituto Gastronômico Latino Americano e Colégio de Gastronomia Gato Dumas, Johnlee Just atua no segmento há mais de 15 anos. Apaixonado pela culinária, atua ministrando aulas no curso de Pâtisserie e Boulangerrie do Centro Europeu, presta consultorias e é proprietário da Délices de Sucre, empresa de eventos com ênfase em na produção de doces finos e bolos personalizados.

A especialização, que terá início no dia 23 de outubro, será realizada na Sede Gourmet do Centro Europeu – Alameda Princesa Izabel, nº 1.300 – Curitiba.

Cake

Informações pelo telefone (41) 3233-6669 ou no site do Centro Europeu.

 

Oficina ensina Comida Japonesa Caseira com toque zen

Cozinheira Marlene Fukushima apresenta sete pratos que os japoneses comem no dia a dia; Monja zen faz palestra e conduz meditação para participantes entrarem tranquilos e em sintonia na cozinha

A 2ª Oficina de Comida Japonesa Caseira, que ensina o preparo de pratos que fazem parte da mesa dos japoneses no dia a dia, vai ganhar um toque zen. A monja Waho, discípula da monja Coen, realiza uma conversa sobre o significado do ato de comer e conduz uma breve meditação. Atenção e tranquilidade são fundamentais antes de entrar na cozinha, considerado um local sagrado pelos japoneses. “A ideia é que todos estejam em sintonia”, diz ela.

A cozinheira Marlene Fukushima, do buffet Hanayori, ensina sete pratos: gohan (arroz japonês sempre quentinho), missoshiru (sopa de pasta de soja fermentada), yakizakana (anchova grelhada), inhame nikorogashi (cozido), kinpira gobo (bardana refogada) com gergelim, tsukemono (conversa de pepino com gengibre e pimenta) e a sobremesa oshiruko (feijão azuki com açúcar servido com dango). Ao final, os pratos são compartilhados em um almoço de confraternização.

oficina comida jap 2

A ideia da oficina, que acontece no dia 22 de outubro, é proporcionar uma experiência gastronômica afetiva, lúdica e didática. Mesmo quem não tem experiência pode participar. Todos aprendem o passo a passo das receitas na prática. Para os descendentes nipônicos que participam, a oficina vira um resgate da “comida da vovó”, pois os imigrantes trouxeram os pratos ao Brasil.

Para os brasileiros, uma apresentação a sabores que não costumam ser oferecidos na maioria dos restaurantes. Existe uma máxima que diz: “somos aquilo que comemos”. E os japoneses levam esse conceito a sério. A comida caseira é um dos segredos da longevidade e saúde dos japoneses.

“A comida japonesa caseira é a tradução do comfort food. São pratos simples, com ingredientes da estação, em pequena quantidade e bastante variada, que alimentam o corpo e a alma”, afirma Marlene, que aprendeu a cozinhar com a mãe, ainda menina. Ela promete dar dicas e ensinar truques.

Mesmo o preparo de um simples arroz japonês tem seus segredos na hora do cozimento. Até a quantidade de água varia, conforme o tipo de grão. De cada um dos pratos, ela vai ensinar o caminho das pedras. Além disso, vai mostrar em quais recipientes cada prato deve ser servido. “Pode vir que vai ser divertido”, diz.

Oficina de culinaria japonesa pratos.indd

Cardápio
Gohan (arroz japonês)
Missoshiru (sopa de soja)
Yakizakana (peixe grelhado) de anchova
Tsukemono (conserva de pepino com gengibre e pimenta)
Inhame nikorogashi
Kinpira gobo (bardana) com gergelim
Sobremesa: oshiruko (feijão azuki com açúcar servido com dango)

oficina comida jap
Oficina de Comida Japonesa Caseira
22 de outubro, das 8 às 13 horas
Rua 1º de Janeiro, 53 – Vila Clementino (ao lado do metrô Santa Cruz)
Valor: R$ 290,00 (inclui apostila de receitas, ingredientes e almoço)
Inscrições: cursos@kaminaricomunicacao.com.br – Whats App: 11-97130-3335 
ou vendas online

Naturóloga realiza Oficina de Fitoterapia neste fim de semana

Naturopata Jimile Oliveira de Assis mostra como fazer tratamentos naturais em Oficina no Sítio Pau d’Água, em Piracaia, a 90 Km de São Paulo

O Sítio Pau d’Água, vizinho à Ecovila Clareando, ambas em Piracaia, a apenas 90 Km de São Paulo, realiza a Oficina de Saúde Natural e Fitoterapia, com a naturóloga e acupunturista Jímile Oliveira de Assis, no final de semana dos dias 21 e 22 de outubro.

Os participantes vão aprender o conteúdo de uma maneira interativa: fazendo identificações e colheita durante caminhadas, junto à natureza. O valor da oficina, que inclui hospedagem e alimentação vegetariana, custa R$ 310,00. Jimile passou um ano pesquisando o uso de plantas para fins medicinais no sertão da Bahia. Embora use princípios das medicinas antroposófica, ayurvédica, chinesa e macrobiótica, ela acredita que o uso de plantas nativas tem um poder de cura mais efetivo.

ervas.jpg

A oficina mostra como as pessoas podem fortalecer a saúde antes de ficarem doentes por meio do uso de plantas medicinais em diversas formas, como compressas, chás, xaropes, inalações, cataplasmas e escalda pé. E se ficarem doentes, quais os tratamentos naturais mais eficazes.

Jimile aplica na sua própria vida os princípios que vai ministrar. Seus três filhos (de 4, 6 e 7 anos) nunca pisaram em um consultório médico ou tomaram qualquer remédio alopático. Os três sempre foram tratados com fitoterápicos da farmácia que ela planta no quintal. Graduada em naturologia aplicada, ela tem especialização em fitoterapia chinesa, acupuntura nas áreas de estética (facial e corporal), ginecologia e obstetrícia. Sua formação ainda inclui cursos de Tui Ná (massoterapia chinesa), auriculoterapia chinesa e acupuntura japonesa.

A oficina ainda vai abordar os quatro aspectos básicos da saúde natural: alimentação, respiração, pensamentos e movimento. “Cada um destes itens estão interligados e são fundamentais para que possamos ter uma vida saudável e cheia de vitalidade”, afirma.

Na parte alimentar, a naturóloga vai falar sobre dietoterapia chinesa e alimentos probióticos. Os participantes vão fazer colheitas de Pancs (Plantas Alimentícias Comestíveis Não Convencionais) para preparar uma das refeições. Para o café da manhã, vão preparar germinados. No final, vão estar aptos a montar um cardápio básico para se alimentar de maneira nutritiva e revigorante. Parte da oficina é ministrada em passeios,

A oficina começa às nove horas do sábado e termina às 15 horas de domingo. O valor de R$ 310,00 inclui apostila digital, refeição vegetariana e hospedagem. As inscrições podem ser feitas pelo email: projetocasaclara@gmail.com

Atenção: não se trata de um curso de formação, mas de informação e complementar à saúde.

sitio

Sobre o sítio Pau D’água
O Sítio Pau d’Água é um Centro Coletivo de Cultura – que fica em Piracaia,a 90 km de São Paulo – que tem o objetivo de colaborar com a construção de um novo Imaginário Social. São 3 alqueires, sendo que quase metade está sendo reflorestado. Conta com duas nascentes e mais de 3 mil árvores foram plantadas nos últimos dois anos.

Serviço
Quando: 21 e 22 de outubro
Investimento: R$ 310,00 por pessoa. Inclui hospedagem e alimentação vegetariana
Inscrições: projetocasaclara@gmail.com

Pequenos Chefs: grupo Rubaiyat promove aulas de culinária para crianças

Todo mês, em sábados específicos, o restaurante Rubaiyat, da Alameda Santos ou da Faria Lima, abre as portas da casa mais cedo para receber os pequenos. A ideia é que eles aprendam um pouco sobre o trabalho dos cozinheiros e se divirtam no processo.

As aulas acontecem das 10h30 as 12h30 e são indicadas para crianças de 3 a 12 anos. Elas colocam a mão na massa e aprendem receitas com o chef da casa, que supervisiona todos os passos. Os pratos vão indo ao forno, um por um, e depois eles provam o que cozinharam.

Ao chegar, recebem um avental para ser usado durante a aula e, ao final, ganham um certificado – sempre junto de um brinde surpresa.

Em outubro, mês em que é comemorado o dia delas, serão três opções de datas:

07 de outubro – unidade Faria Lima
12 de outubro – unidade Al. Santos
21 de outubro – unidade Al. Santos

pequenos chefs.jpg

Serviço
Pequenos Chefs – Valor: R$ 45,00
Para reservas: 3170-5136
Horário: das 10h30 as 12h30

Endereços
Rubaiyat Faria Lima: Av. Brg Faria Lima 2954 – Jardim Paulistano
Rubaiyat Alameda Santos: Alameda Santos, 86 Cerqueira Cesar

Mês dos Clássicos no Eataly

Sempre com uma programação especial para o mês, em setembro o Eataly escolheu o Pão e a Pizza como tema. Para isso, diversas ações e promoções estão programadas durante todo o período.

Marca registrada do Eataly, um dos itens de sucesso do complexo gastronômico são os pães produzidos diariamente com farinhas biológicas da Mulino Marino e com fermento de 18 anos trazidos diretamente da Itália, pelo padeiro da casa, Marco di Roma. Em setembro, será possível apreciar um couvert especial com os mais variados tipos de pães: ciabatta, pão de farinha de trigo duro tipo semolina, pão de farinha integral pão rústico com grãos. Todos acompanhados com azeite italiano e ao preço de R$ 5,50.

Já a pizza, presente em dois restaurantes do Eataly, a Pizza Romana, de massa leve, crocante, sequinha e vendida em pedaços, e a tradicional pizza napolitana, na Rossopomodoro, eleita uma das melhores pizzarias de São Paulo, terá o Pizza Stellata, um evento dedicada a ela no dia 19 de setembro com curso seguido de jantar e chefs convidados.

pizza romana gustavo delgado
Pizza Romana – Foto: Gustavo Delgado

Confira a programação de setembro:

Settimane Della Gastronomia di Eataly

Nas últimas três semanas de setembro, o Eataly trará para o Brasil os melhores e mais icônicos pratos da cozinha italiana que foram criados e implantados nos diversos Eatalys da Itália pelo valor fixo de R$25,00.

Dentre as delícias italianas estão: a Cotoletta nei Grissini, corte de contra filé empanado e frito com pedaços de grissinis italianos, originário de Milão de destaque no La Carne e a Pasta all’ amatriciana, massa italiana com molho de tomate, guanciale e pimenta peperoncino, original da Comune de Amatrice, disponível no La Pasta.

spaghetti_amatriciana___foto_gustavo_delgado____dsc_0775
Spaghetti amatriciana – Foto: Gustavo Delgado

Roma Caput Mundi

Recentemente o Eataly inaugurou um restaurante totalmente dedicado a pizza romana, um estilo de pizza não muito conhecido e difundido em São Paulo. Inspirado pelo dito “todas as estradas levam a Roma”, muito popular na Itália, o Eataly apresenta o “Roma Caput Mundi”, onde chefs convidados de diversos estilos culinários irão personalizar e criar novas receitas de pizza, celebrando a gastronomia multi cultural da cidade.

Nesta semana é a vez do chef executivo do Eataly, José Barattino com a Pizza Pinin que é feita com stracciatella, copa piacentina e rúcula; e do chef Roberto Ravioli, que apresenta sua pizza Sofia Loren, com creme de pistache, mozzarella e mortadela italiana.

Nas duas últimas semanas, os chefs convidados serão: Oscar Bosch, que traz a Mallorquina, sobrasada pirineus, queijo taleggio, ovo de codorna e mel e Arthur Sauer, que criou a Oli, feita com gorgonzola dolce, figo, redução de balsâmico, e brotos de beterraba. Já o André Mifano vai preparar a pizza Alessandra, que leva tomate, presunto royale, pecorino romano, alho poró, mel temperado com semente de mostarda.

Pizza Stellata

Dando continuidade ao Roma Caput Mundi, no dia 19 de setembro a partir das 20 horas, o Eataly apresenta o Pizza Stellata, onde o mestre padeiro Marco Di Roma dará um curso de pizza seguido de jantar com os chefs convidados e suas respectivas pizzas.

Durante o jantar, os chefs farão um show cooking explicando suas inspirações e os ingredientes escolhidos para a criação da sua receita, enquanto os convidados apreciam as pizzas harmonizadas com vinhos italianos.

Para participar, basta adquirir os ingressos pelo site Foodpass pelo valor de R$100,00. Mais informações pelo e-mail eventos@eatalycom.br

Festa Pizza, pane e dolci

Nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, os amantes de pizza e pães terão uma festa inteira dedicada a essas guloseimas com a presença dos melhores padeiros e doceiros da cidade, em uma festa na parte externa do Eataly.

Entre os trucks e barraquinhas de pães artesanais, pizzas, focaccias e doces, já confirmaram presença: a padeira Iza Tavares com pães diversos e Marcos Carneiro com pão de centeio com pequi; o nosso padeiro Marco Di Roma com os melhores pães do Eataly e outros pequenos produtores; a B.Lem Bakery com os tradicionais pastéis de Belém, mini travesseiros, cestinhos de amêndoas e ovos moles; os deliciosos brownie e cookies sem glúten da famosa Isabela Akkari; os brigadeiros da Brigadeiros by Cousins; a Venchi com os clássicos doces italianos; e mais convidados. Para fechar com chave de ouro, teremos comidinhas napolitanas de rua com pizzas fritas do chef André Guido, da Pizza Leggera, e a Grazie Napoli Pizzeria.

Para bebericar, a cervejaria Madalena traz o seu colorido truck com chopps artesanais e sucos naturais da Blissimo.

Durante o evento, também haverá workshops exclusivos e gratuitos com o tema do mês: No sábado 30 de setembro terá cursos de pães e no domingo, dia 1 de outubro, pizza romana. Todos os workshops terão 1 hora de duração e as inscrições podem ser feitas antecipadamente pelo e-mail cursos@eataly.com.br

Cursos

Além dos workshops, com temas como risotos, pastas frescas ou ainda aula para pais e filhos, a ScuoladiEataly apresenta uma aula exclusiva sobre pizza. No dia 30, o chef Ricardo Marino ministra o curso “Pizza em Casa” em diversos sabores. Além da massa artesanal e molho de tomate, os alunos irão aprender a fazer pizza sabores: queijos, presunto parma com erva-doce, pepperoni e a tradicional margherita. O valor por pessoa é de R$160.

fachada eataly
Fachada do Eataly – Foto: Gustavo Delgado

Para mais informações, enviar e-mail para cursos@eataly.com.br e ingressos no Foodpass.

Curso propõe reflexão sobre uso de animais em manifestações culturais e rituais religiosos

O uso de animais em manifestações culturais, como rodeios, vaquejadas, artes visuais e rituais religiosos, desperta controvérsia e disputas narrativas e políticas seja em direção ao reconhecimento dessas práticas enquanto manifestações culturais a serem tuteladas, seja em direção à sua criminalização e repressão pelo Estado. O curso Especismo, ética animal e manifestações culturais, que o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc realiza a partir do dia 11 de setembro, tem por objetivo refletir sobre essas disputas por meio de olhares filosófico, jurídico, religioso, artístico, antropológico e histórico.

Confira o programa do curso:

11/9-Especismo, abolicionismo e direito dos animais
Elucidação do conceito de especismo (descriminação preconceituosa baseada na noção de espécie biológica) no contexto da Ética Animal. Caracterização de cenários típicos de descriminação especista no tratamento humano dos animais. Quando a descriminação moral entre diferentes animais não pode ser chamada de preconceituosa. O que significa dizer que animais têm direitos morais em termos normativos. A problemática operacional na atribuição de direitos morais aos animais. A tese abolicionista na Ética Animal. Contraste da tese com outras perspectivas. O debate entre “abolicionismo ingênuo” e “abolicionismo pragmático”.
Com Carlos Naconecy, filósofo (UFRGS), doutor em filosofia (PUCRS). Membro do Oxford Centre for Animal Ethics e do corpo editorial do Journal of Animal Ethics. Coordenador do Departamento de Ética Animal da Sociedade Vegetariana Brasileira.

rodeio sesc

18/9-O mundo dos rodeios e vaquejadas
A aula apresentará a dinâmica do mundo dos rodeios e das vaquejadas no Brasil e analisará as descrições, feitas por interpretes do país, dos tipos sociais que lhes dão vida, com o objetivo de compreender fenômenos sociais mais amplos, como a integração regional e as relações entre rural e o urbano. Evidenciará os fundamentos da crítica ao uso de animais nessas manifestações culturais e os argumentos dos integrantes do mundo dos rodeios e das vaquejadas para a manutenção do próprio evento e também do uso de touros e cavalos.
Com Simone Pereira da Costa Dourado, professora Associada junto ao Departamento de Ciências Sociais da UEM. Doutora em Ciências Sociais pela UERJ. Atua na área dos estudos urbanos e regionais.

25/9-O uso de animais nas artes visuais
A aula apresentará projetos de artistas brasileiros e estrangeiros contemporâneos que investigam a interação humana com animais, incluindo a produção artística da própria professora. Serão feitas considerações acerca dos aspectos éticos e sobre os direitos dos animais quando usados no contexto artístico. A aula apontará para algumas questões do campo multidisciplinar entre arte e ciências biológicas, buscando com isso levantar tópicos para discussão com o grupo sobre os tipos de conhecimento que podem ser gerados pela arte, e até que ponto ela pode contribuir com ou problematizar práticas da ciência contemporânea que envolvam interação com animais.
Com Silvana Macêdo, doutorado em Fine Art pela Northumbria University, UK. Professora Efetiva do Departamento de Artes Visuais, CEART, UDESC, e do PPGAV, UDESC. Trabalha com vídeo, instalação, pintura, fotografia e gravura.

2/10 – Sacrifício de animais e liberdade religiosa
A Constituição Federal de 1988 protege a liberdade religiosa, incluindo o direito de professar a convicção bem como praticar os dogmas inerentes à fé. A Carta Magna protege, também, a fauna e a flora vedando práticas que submetam os animais à crueldade. Um enfrentamento polêmico envolvendo a intolerância religiosa se dá em torno da prática de sacrifício de animais, também chamada de imolação, nas liturgias afrorreligiosas, ainda que as religiões de matriz africana não sejam as únicas que preparam e ofertam alimentos segundo preceitos religiosos. Neste contexto, nota-se uma colisão entre o direito fundamental à liberdade religiosa e a proteção aos direitos dos animais. A aula buscará analisar em que medida a proteção aos animais, baseado no aspecto da crueldade, pode impor-se como um limite a prática de cultos religiosos que utilizam a imolação.
Com Tagore Trajano, doutor em Direito Público pela UFBA. Professor Efetivo Adjunto “A” da Faculdade de Direito da UFBA. Ex-Presidente do Instituto Abolicionista pelos Animais. Coordenador Regional do Brazil-American Institute for Law and Environment – BAILE.

Especismo, ética animal e manifestações culturais
De 11 de setembro a 2 de outubro de 2017, segundas, das 19h30 às 21h30.
Recomendação etária: 16 anos. Número de vagas: 30.

Preço: R$ 50,00 (inteira); R$ 25,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública); R$ 15,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).
Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação com no mínimo dois dias de antecedência da atividade através do e-mail centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br.
Informações e inscrições pelo site ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.

Centro de Pesquisa e Formação do SESC
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 22h. Sábados, das 9h30 18h30. 

Sigbol Fashion lança curso de Costura Criativa

Lançado há poucas semanas pela escola de moda Sigbol Fashion, o curso de Costura Criativa é uma opção acessível para quem deseja aprender um novo ofício em um curto espaço de tempo e complementar a renda familiar.

Os alunos vão aprender a fazer itens domésticos como luva de cozinha, puxa saco e bate mão, bolsas, mochilas e até travesseiros de pescoço. Voltado tanto para iniciantes quanto para profissionais que já atuam na área, o curso ajuda a desenvolver a criatividade e está disponível em todas as unidades da rede a partir deste mês.

costuracostura2

Serviço:
Curso de Costura Criativa
Valor: R$ 99,00 por mês
Duração: 3 meses
Informações: Site Sigbol

Gratuito: APAM abre inscrições para Workshop de Automaquiagem

Atividade gratuita promove a autoconfiança e ocorre dia 31 de agosto na sede da instituição, na Barra Funda, em São Paulo

Para promover a autoestima da mulher, a APAM (Associação Paulista de Amparo à Mulher) realiza um workshop de Automaquiagem para mulheres em situação de vulnerabilidade social. A atividade, totalmente gratuita, será realizada em 31 de agosto na sede da instituição, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo.

Segundo Karen Piasentim, voluntária responsável pela realização da atividade, o Workshop tem a finalidade de auxiliar e destacar ainda mais a beleza de cada mulher. “As mulheres irão aprender a usar maquiagem em diferentes situações, como no trabalho, em uma festa, ou até mesmo no dia a dia.” comenta.

“O importante é respeitar a individualidade de cada uma e, principalmente, a autonomia de poder usar o que quiser, desde um batom nude até um vermelhão”, completa.

O evento ocorrerá dia 31 de agosto, uma quinta-feira, das 13 às 16 horas. Vale lembrar que há um limite de 10 vagas, portanto, as interessadas devem se inscrever o quanto antes para participar.

Como se inscrever

Para se inscrever, basta ligar na APAM, no telefone (11) 3662-3115, e informar o nome completo e telefone de contato.

automaquiagem.png

Serviço: Workshop de Automaquiagem
Data: 31 de agosto
Duração: das 13h às 16h
Local: APAM – Rua Dona Elisa, 133 – Barra Funda – São Paulo-SP
Inscrição: Tel.: (11) 3662-3115

Torne-se um voluntário da APAM:
Se você quer compartilhar tempo e conhecimento ajudando a quem precisa, entre em contato pelo telefone (11) 3662-3115 ou pelo e-mail apam.sp@hotmail.com.

Sobre a APAM – Nasceu em 1953 e, desde 2010, passou a ser gerida pela Congregação das Irmãs Mensageiras do Amor Divino – organização religiosa, fundada na cidade de Aparecida (SP) em 17 de maio de 1954, que mantém o firme objetivo de dar continuidade à missão de auxiliar as mulheres em situação de vulnerabilidade social, como foco na qualificação profissional.