Arquivo da categoria: viagem

Vindima Góes é uma excelente atração para curtir feriado municipal

Para os turistas que querem dar uma escapada da cidade grande, o feriado da comemoração do aniversário de São Paulo (25) é perfeito para curtir a Estância Turística de São Roque. Entre os dias 25 de janeiro e 17 de fevereiro ocorre a Vindima Góes 2019, festa que celebra a safra da uva e na qual é possível colher e até pisar a fruta ao som de músicas típicas italianas e portuguesas.

O passeio começa na sede da empresa, onde a história é contada diretamente para o visitante pela família Góes. Em seguida, todos são levados até os vinhedos em um trenzinho. Lá, os participantes conhecerão os segredos do cultivo, as variedades de uvas e o que é necessário para se ter uma safra digna de comemoração e, consequentemente, um ótimo vinho.

vinicola goes

No tour, o visitante terá o prazer de colher o fruto na parreira e depois pisá-lo em uma enorme tina com a satisfação da boa colheita, como faziam nossos antepassados. Após a tradicional pisa da uva, há um brinde e, em seguida, um delicioso almoço tipicamente português, no qual poderão degustar a gama de produtos da vinícola.

A festa não acaba por aí. Nesta edição, a empresa preparou um espaço com Ilhas Interativas. Um ambiente rural envolto pela Mata Atlântica no qual estarão dispostas Ilhas Interativas compostas por várias atividades, como, por exemplo: wine bar, loja com os rótulos da vinícola, música ao vivo, apresentação de dança, espaço de doces etc. Para os mais aventureiros uma trilha ecológica, para os que procuram descanso haverá pontos confortáveis de repouso, entre outras alternativas de diversão. Os turistas passarão o dia inteiro em clima de festa.

O retorno à sede ocorrerá com o mesmo trenzinho que levou o visitante até a fazenda. Eles sairão com intervalo de 30 minutos entre um e outro.

vinicola goes 2

Evento: Vindima 2019
Local: Vinícola Góes
Endereço: Estrada do Vinho Km 9 – Canguera – São Roque;
Datas: De 25 de janeiro a 17 de fevereiro (sempre aos sábados e domingos;
Horários: 10h, 11h30 e 13h;
Preços: R$ 240,00 – por pessoa – incluindo almoço, taça especial, chapéu, foto personalizada e acesso a todas as atrações;
Crianças de 5 a 12 anos – pagam meia;
Crianças até 4 anos não pagam.

Anúncios

Novidades na Vindima da Vinícola Góes 2019

Com um novo formato de evento, a tradicional vinícola sãoroquense promete muitos momentos de alegria

Janeiro e fevereiro são meses muito importantes para a Vinícola Góes. É época de celebrar mais uma safra das uvas, momento no qual se inicia o processo de produção dos rótulos. Para isso, a família Góes abre seus parreirais aos amantes do vinho numa grande festa. A Vindima 2019 traz novidades, terá um novo formato com mais atrações para os visitantes e um final de semana extra, ocorrendo de 25 de janeiro à 17 de fevereiro.

O visitante terá quatro finais de semana para aprender e se deslumbrar com o mundo dos vinhos. A outra grande novidade deste ano são as Ilhas Interativas e as outras atividades a céu aberto num espaço de entretenimento para depois do almoço. No local, os adultos e crianças poderão estender o passeio e aproveitar o dia inteiro nas belas paisagens da Vinícola Góes.

O passeio

vinicola goes

Um pouco da história da Vinícola Góes em um contato direto dos participantes com a família e a equipe da empresa dão início ao encontro e à vivência com as tradições vitivinícolas. Após isto, o visitante é levado até os vinhedos por um trenzinho, que o inspira a se desconectar da cidade e aproveitar o clima da região. Durante todo o percurso, em um bate papo descontraído, são apresentadas curiosidades sobre o plantio e as variedades de uvas e da colheita.

fotosvindima01

Chegando ao parreiral, os participantes poderão colher as uvas diretamente das videiras. Após a colheita, já na fábrica, todo o processo da elaboração do vinho é apresentado. O enólogo Fábio Góes é quem revela os segredos da produção de um bom vinho.

O marco de todo o evento é a famosa pisa da uva, que acontece depois que os participantes conhecem os processos da fabricação. Todos são guiados para reviver a história de como foi iniciada a produção do vinho, da maneira mais genuína: pisando as uvas ao som de músicas típicas.

Em seguida, todos são convidados a fazer um brinde para celebrar a colheita e participar de um delicioso almoço típico português em meio ao ambiente das videiras e da vinícola.

Ilhas Interativas

Após esse momento, os visitantes são direcionados para a nova área de entretenimento do evento. Um espaço envolto pela Mata Atlântica que estarão dispostas Ilhas Interativas compostas por várias atividades, como, por exemplo: wine bar, loja com os rótulos da vinícola, música ao vivo, apresentação de dança, espaço de doces. Para os mais aventureiros uma trilha ecológica, para os que procuram descanso haverá pontos confortáveis de repouso, entre outras alternativas de diversão. Os turistas passarão do dia inteiro em clima de festa.

O retorno à sede ocorrerá com o mesmo trenzinho que levou o visitante até a fazenda. Eles sairão com intervalo de 30 minutos entre um e outro.

vinicola goes 2

Vindima 2019
Local: Vinícola Góes – Estrada do Vinho Km 9 – Canguera – São Roque
Datas: De 25 de janeiro a 17 de fevereiro (sempre aos sábados e domingos
Horários: 10h, 11h30 e 13h
Preços: R$ 240,00 – por pessoa – inclui almoço, taça de vinho, chapéu e foto personalizada
Grupos R$ 235,00 – por pessoa – (acima de 20 pessoas)
Crianças de 5 a 12 anos – pagam meia;
Crianças até 4 anos não pagam

Informações: Vinícola Góes

Férias: deixe seu cão num hotel fazenda e viaje tranquilo

Com 60 mil metros quadrados, Clube de Cãompo, localizado em Itu (SP), oferece conforto e lazer para seus hóspedes caninos

Muitas pessoas adiam e até mesmo cancelam suas viagens ou férias por não ter com quem ou onde deixar seus cães. Afinal, nem todos os locais são pet friendly e fica difícil relaxar sem ter a certeza de que seu bichinho de estimação está em um local seguro e com pessoas que dão o mesmo carinho a que estão acostumados. Por isso, para evitar estresse, tanto para o tutor como para o animal, hoje existem diversos hotéis para cães.

cachorro hotel 3

De acordo com Aldo Macellaro Júnior, médico veterinário e fundador do Clube de Cãompo, hotel fazenda para cães localizado no município de Itu (SP), é mais aconselhável deixar o animal num espaço qualificado para recebê-los do que submetê-los a longas horas de viagem. Afinal, isso pode provocar desgaste físico no pet, que durante o deslocamento de uma cidade para outra, deixa de se alimentar corretamente e de ter pausas para fazer as necessidades físicas.

cachorro hotel 2cachorro hotel 1

Um dos locais mais requisitados nesta época do ano é o Clube de Cãompo, que se diferencia por oferecer, desde sua abertura em 1996, muito conforto e lazer para seus hóspedes de quatro patas.Com 60 mil metros quadrados de área verde, o local oferece uma programação com diversas atividades, que vão desde passeios simples até aulas de natação e agility. Diariamente o local recebe cerca de 70 cães, número que pode dobrar durantes as férias de final de ano.

Além das atividades, o espaço possui chalés exclusivos com monitoramento 24 horas. Os ambientes são divididos em áreas que separam os cães maiores dos menores para garantir a segurança do animal. Existem ainda acomodações especiais para alojar cães de temperamento mais bravo para que fiquem confortáveis e relaxados durante a estadia. Há, também, suítes de 30 metros quadrados com ventiladores de teto, quintal acoplado e programação recreativa personalizada.

cachorro hotel

Para que os cães não estranhem o ambiente, os tutores podem levar brinquedos e rações. “Queremos que eles se sintam como se estivessem numa colônia de férias: descansem, se socializem, se divirtam e, o principal, tenham liberdade. Isso ajuda a minimizar a saudade de casa e dos tutores”, diz Macellaro Júnior.

Para tranquilizar a família, o Clube de Cãompo possui um sistema de monitoramento do cão à distância. Os donos podem receber fotos do animal se divertindo durante o dia e acompanhar as atividades que ele terá na semana. O espaço conta ainda com um serviço de transporte porta a porta em veículos climatizados para a comodidade e segurança dos clientes.

Clube de Cãompo – Rodovia SP 300 (Dom Gabriel Paulino Bueno Couto), km 95 – Itu/SP 

Vai viajar com o pet nas férias? Aprenda a transportá-lo com segurança no carro

Veterinário Jorge Morais, da rede Animal Place, dá dicas para uma viagem segura e tranquila

É tempo de férias e chegou a hora de curtir o verão viajando ao lado daqueles que mais gostamos. Nossos pets, como grandes amigos, também acabam se deslocando conosco e muitas vezes, a chegada até o local pode ser um tormento.

cachorro na janela do carro

As leis para condução de animais em carros exige uma conduta que muitas vezes não conseguimos seguir, por conta da agitação e estresse dos bichinhos dentro do carro. Segundo o veterinário Jorge Morais, fundador da rede Animal Place, algumas dicas podem ajudar a relaxar o animal durante o transporte.

Gatos

Apesar de não ser obrigatório o uso da caixa transportadora, essa é a melhor opção para os gatos, que ficam mais agitados dentro do carro por não se sentirem seguros.

out_5-dicas-para-levar-o-gato-no-carro-com-seguranca-770x514

“Deixe a caixa transportadora aberta pelo menos um dia antes em um local onde o gato possa entrar e se acostumar com aquele ambiente. Isso faz com que ele perca o medo e não se recuse a entrar nela antes da viagem”, comenta o veterinário. Outra dica é prender a caixa com o cinto de segurança, para evitar que o animal se machuque com o movimento do carro.

Cachorros

Levar o cachorro no colo ou do lado do passageiro é uma infração média que resulta em penalidade. Outro costume muito comum, que também é proibido pela legislação, é deixar o pet curtir o vento com a cabeça para fora do veículo. O correto é manter o animal preso, de forma que ele não possa distrair o dono e tenha sua movimentação reduzida.

cachorro cinto carro

“O correto é prender o cachorro com o auxílio de uma guia no cinto de segurança, impedindo ele de conseguir pular para os bancos da frente ou atrapalhar o motorista de alguma forma”, explica Morais. Outra alternativa são as cadeirinhas para cachorros, aconselhadas para os bichos de pequeno porte e que garantem mais segurança para motorista.

Segundo o veterinário, todos os equipamentos mencionados para transportar cães ou gatos durante viagens de carro podem ser encontrados em pet shops. Se você seguir essas dicas poderá viajar de forma segura e descomplicada ao lado do seu melhor amigo.

Fonte: Animal Place

Hotéis Pullman em São Paulo têm programa para pets – Do Disturb Au Au

Marca upscale da AccorHotels oferece tarifa e mimos para tutores e animais de pequeno porte

Não apenas cresce o número de brasileiros com pets, mas também aumenta o número de indivíduos que não abrem mão de viajar com os seus animais de estimação. A maior parte dos hotéis internacionais já têm uma política pet friendly, mas para a marca Pullman Hotels & Resorts, reconhecida pelo pioneirismo, criatividade e entretenimentos, era preciso ir além e oferecer experiências divertidas para esse segmento.

Os empreendimentos Pullman São Paulo Ibirapuera, Pullman São Paulo Vila Olímpia e Pullman São Paulo Guarulhos Airport oferecem, desde setembro, um programa para clientes que viajam com seus pets. Pagando uma tarifa adicional de R$150,00 é possível se hospedar com gatos e cães até 20 kg.

cachorro hotel pet friendly
Foto meramente ilustrativa

Neste valor estão inclusos: taxa de higienização do apartamento, um kit de amenidades com carta de boas-vindas para o hóspede pet e um kit conforto, disponibilizado para uso no quarto, desenvolvido especialmente para a marca Pullman pela Pet Bamboo, que oferece produtos eco-friendly.

Neste kit consta: cama pet personalizada, tapete em formato de ossinho, comedouro e bebedouro, em acrílico. Além disso, um brinquedo, snack de acordo como animal (cão ou gato) e o mascote do hotel em pelúcia, são ofertados para os pets. No caso dos cães um tapete higiênico estará disponível no apartamento e no caso de gatos, uma caixa com areia.

Já no check-in o hóspede receberá orientações sobre a hospedagem e deverá assinar um termo de responsabilidade, que não permite, por exemplo, pets sozinhos dentro do apartamento, animais dentro do restaurante, exceto nos decks e cães guias, ou a circulação dentro dos hotéis sem guias.

Como parte das políticas sustentáveis da AccorHotels, a marca Pullman no Brasil homologou a Pet Bamboo como fornecedora de alguns dos produtos para os pets. Seus produtos não são tóxicos e foram confeccionados com materiais sustentáveis como juta, sisal, tecidos ecológicos e bambus.

Para Sébastien de Courtivron, gerente de operações das marcas upscale AccorHotels no Brasil, “os hotéis Pullman dão um passo à frente quando se fala em acolhimento pet friendly. Todas as nossas equipes foram treinadas para atender os hóspedes com seus animaizinhos e oferecemos não somente a higienização completa dos quartos e um kit básico, mas valorizamos a diversão e o design. Mediante pagamento de um adicional à tarifa, é possível ter o serviço pet sitter on demand”.

Pensando em levar uma experiência memorável, dentro da campanha da marca Pullman, nomeada como Do Disturb, cada hotel elencou um mascote e dele foi criado uma pelúcia que pode ser colecionada, pois cada hotel possui um. No Pullman São Paulo Guarulhos Airport, há o Pulldog, um Fox Paulistinha. Já no Pullman Vila Olímpia há o Hubster, um Bulldog. E no Pullman Ibirapuera, o Wally, um pug. Sendo assim, o Disturb Au Au, que nomeia o projeto pet friendly nos hotéis.

As reservas deverão ser feitas antecipadamente.

hotel pet friendly pullman.jpg

Serviço

Hotel Pullman São Paulo Guarulhos Airport- Rodovia Hélio Smidt, s/n – Aeroporto, Guarulhos – SP-Telefone: (11) 2124-5800-E-mail: reservas.pullmanspairport@accor.com

Hotel Pullman São Paulo Ibirapuera-Rua Joinville, 515 – Ibirapuera, São Paulo – SP-Telefone: (11) 5088-4000-E-mail: reservas.pullmanibirapuera@accor.com.br

Hotel Pullman São Paulo Vila Olímpia-Rua Olimpíadas, 205 – Vila Olímpia, São Paulo – SP-Telefone: (11) 3049-6622-E-mail: reservas.pullmanvilaolimpia@accor.com.br

 

Férias de verão e pets: dicas e cuidados

As férias chegaram e, para muitas famílias, a organização de viagens inclui também os pets. Dá para levá-los? Ou é melhor deixá-los sob cuidados de outras pessoas? É importante que os tutores tenham consciência que é necessário se programar com antecedência, garantindo todos os cuidados necessários com o seu melhor amigo – nada de deixar o cãozinho ou gatinho para trás.

Uma pesquisa inédita realizada no Brasil pelo Ibope e o Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal Waltham revelou que o fato de não ter com quem deixar o pet ao viajar é uma das principais justificativas apontadas por quem não tem um animal de estimação. Mesmo assim, o número de animais abandonados no Brasil é alto: cerca de 30 milhões, segundo a OMS, e tende a aumentar no período de férias.

Por isso, é fundamental analisar os prós e os contras de levar o animal junto na viagem. Pense bem no destino, no meio de transporte, nas atividades e na duração da viagem. A médica-veterinária e Coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin, Larissa Lima, dá algumas dicas para quem pretende viajar com seu pet e quer garantir os cuidados no verão:

cachorro cinto carro

Cuidado no transporte – se a viagem for de carro, passeie com o animal antes de entrar no veículo para que ele faça suas necessidades. É proibido levar animais em partes externas do veículo ou dirigir com eles no colo ou entre os braços ou pernas. Eles devem estar seguros em caixas de transporte, assentos próprios, ou em cintos adaptadores. Evite oferecer alimentos logo antes das viagens e durante o trajeto, já que eles podem ficar enjoados. Para ônibus e avião, é necessário consultar as regras e documentações exigidas de cada companhia.

gatinha-na-cama

Achar o lugar ideal – alguns hotéis já se adaptaram para receber pets. Consulte essa informação na hora da reserva.

cachorro piscina

Cuidado com as altas temperaturas – as viagens para lugares quentes pedem atenção redobrada com os pets, que também sofrem com calor e sol forte. O piso quente, principalmente em horários de sol forte, pode queimar as patas  e não é indicado que os pets fiquem expostos durante as horas mais quentes do dia. Vale também aplicar protetor solar específicos e mantê-los muito hidratados, com diversos pontos de água pelo local.

mala de viagem do pet amazon
Foto: Amazon

Itens essenciais – na hora de fazer as malas, lembre-se de levar comedouro, bebedouro, alimento, coleira, itens de higiene pessoal e os brinquedos favoritos do seu pet. Vale lembrar que o pet deve estar devidamente identificado com plaquinha na coleira ou microchip.

cão e gato comendo ração

Cuidados com a alimentação – procure levar sempre a alimentação específica recomendada pelo médico veterinário e que faça parte da rotina do seu pet. Nem sempre é possível encontrar opções idênticas no seu destino. Por conta do calor, a ração úmida é uma ótima aliada na hidratação do seu pet e pode ser oferecida sozinha ou misturada na ração seca.

Se levar o animal para o passeio não está nos planos, é preciso considerar alguns fatores:

cachorro triste adoção

Não se deve deixar um pet sozinho durante muito tempo: o recomendado é buscar um serviço profissional especializado, dentre hoteizinhos especializados ou pet sitters que recebam o pet ou visitem a sua residência diariamente e amenizem a ausência da família, zelando também pelos cuidados de saúde e bem-estar do animal. O médico veterinário pode lhe orientar sobre os principais cuidados com seu pet durante a viagem.

Sobre Alimentação específica

A Royal Canin é uma referência em nutrição de gatos e cães e disponibiliza mais de 150 alimentos, incluindo produtos específicos para raças, portes, idades, estilos de vida, necessidades específicas, cuidados especiais e auxiliares no tratamento de algumas doenças.

Informações: Royal Canin 

 

Vai viajar nas férias? Saiba quanto custa levar o pet ou hospedá-lo

Passagem aérea e veterinário pesam no custo do transporte de cachorros e gatos. Hospedá-los na casa de um anfitrião acaba saindo mais em conta

O pet já faz parte da família e, nas férias, há sempre aquele dilema: levá-lo junto durante a viagem ou hospedá-lo em algum lugar? A verdade é que tanto viajar com o cachorro ou gato quanto deixar o animal de estimação em um hotel pode sair mais caro do que o esperado – em alguns casos, o valor ultrapassa R$ 2.500,00.

Além disso, destinos que não são pet friendly e o medo de deixar o bichinho em um hotel, distante da própria rotina, são fatores que dificultam ainda mais a vida do tutor. Para resolver o problema, a DogHero, aplicativo que conecta mães e pais de cachorro a passeadores e anfitriões que recebem os pets em casa, fez um levantamento dos custos para quem deseja viajar com o animalzinho e alternativas para os que buscam a melhor opção para hospedá-lo.

Segundo o levantamento, os pais de cachorro podem gastar até R$ 2.586,00 para levar o pet consigo durante a viagem. O cálculo foi feito considerando as passagens de ida e volta do animal de estimação e os gastos com veterinário. Na DogHero, o valor médio por noite da hospedagem é de R$ 55,00. Além de mais barato, o tutor tem a certeza de que a rotina de passeios, alimentação e brincadeiras do pet será mantida e de que vai fotos e vídeos enviados pelo anfitrião para acompanhar o dia a dia do animalzinho . Confira todos os custos para hospedar e levar o pet durante a viagem:

Para levar o pet de avião ou ônibus

Latam

Transporte na cabine (são permitidos animais de até 7kg com a caixa):

Voos domésticos: R$ 200
Voos internacionais: R$ 827,50 (250 dólares)

Compartimento de carga (até 45kg com a caixa):

Voos domésticos
0-23kg: R$ 150
24-32kg: R$ 200
33-45kg: R$ 250

Voos internacionais
0-23kg: R$ 496,50 (150 dólares)
24-32kg: R$ 744,75 (225 dólares)
33-45kg: R$ 993 reais (300 dólares)

melanie-wynne-gato-no-aviao
Foto: Melanie Wynne

Gol

Cabine (até 10kg com a caixa):

Voos domésticos: R$ 150
Voos internacionais: R$ 450

Compartimento de carga (até 30kg com a caixa):
Voos domésticos: R$ 150
Voos internacionais: R$ 450

Azul
Só transporta animais na cabine (entre 7 e 10kg, aproximadamente): R$ 200

Avianca
Cabine (até 10kg com a caixa):
Voos domésticos: R$ 200
Voos internacionais: R$ 413,75 (125 dólares)

*Nas viagens de avião, as companhias exigem um atestado de que o animal está em condições de viajar emitido até 10 dias antes da data da viagem. Por isso, é preciso considerar o valor da consulta veterinária (caso a viagem seja longa, será necessário também emitir outro atestado para usar na volta).

Ônibus

Segundo a legislação, podem viajar animais de até 8kg (em São Paulo, o limite aumenta para 10kg). Muitas companhias exigem que o passageiro compre, além da sua passagem, outra passagem equivalente à poltrona ao lado da sua, para acomodar o animal.

caixa de transporte cachorro.jpg

Exigências

Muitas companhias aéreas não transportam animais braquicefálicos e raças consideradas agressivas (por exemplo, American Staffordshire Terrier, Bull Terrier, Dogue Canário, Dobermann, Dogue Argentino, Fila Brasileiro, Mastim Napolitano, Pitbull Terrier, Rottweiler e Tosa Japonês).

Para transportar filhotes, também é necessário confirmar qual a idade mínima aceitada pela companhia aérea. Algumas aceitam apenas a partir do quatro meses.
Lembre-se de que é preciso manter a carteira de vacinação do pet atualizada e verificar se há alguma exigência específica para o destino da viagem.

Custos para hospedar

recreação cachorros

O valor para hospedar o pet em hoteizinhos tradicionais pode chegar a cerca de R$ 100 por noite.
Na DogHero, o valor varia, em média, entre R$ 30 e R$ 60, cerca de 60% mais barato do que em hotéis de cachorro.

Outros cuidados

hotel toriba pet friendly

Ao considerar levar ou hospedar o pet, leve em consideração:

=A viagem pode ser estressante para o pet, além de que ele vai precisar ficar em caixas;

=O cãozinho vai receber atenção no destino ou ele vai ficar em segundo plano? Ele vai poder participar das atividades?

DogHero

dog-hero

Disponível para Android, iOS e web, a DogHero é a maior empresa de serviços para cães da América Latina. Pela sua plataforma, conecta pais de cachorro a passeadores e anfitriões que hospedam cães em casa. Atualmente, o aplicativo conta com mais de 16 mil anfitriões em 750 cidades no Brasil, Argentina e México que passam por um extenso e rigoroso cadastro e recebem orientação adequada. Em 2018, a startup foi listada no ranking das “100 startups to watch”, resultado de uma parceria entre as revistas PEGN e Época Negócios e a Corp.vc. A DogHero foi fundada em 2014 por Eduardo Baer, que atua como CEO, e por Fernando Gadotti, CFO da startup.

Sugestões de peças para levar na mala de viagem para a praia

As viagens de final de ano entre amigos e familiares são sempre motivo de ansiedade e animação, e os destinos ficam sempre por conta dos hot spots do litoral brasileiro como Trancoso, Pipa, São Miguel dos Milagres, entre outros. Para aproveitar os dias de sol, praia, piscina e muitas comemorações, confira algumas dicas de peças.

O beachwear é o principal: diferente estilos, recortes e cores para variar durante os dias de viagem. Além de saídas de praia, shorts e saias que possam ser usadas junto do beachwear para emendar um jantar ou saída noturna depois da ida à praia. O importante é investir em peças versáteis e que possam ser usadas tanto de dia, quanto de noite, para levar uma mala menos cheia, porém não faltar estilo.

Acessórios como cangas, chapéus, bolsas, sandálias e óculos de sol também são itens indispensáveis, além de adicionarem charme à produção, são ótimos para proporcionar conforto e bem-estar durante a exposição ao sol.

Abaixo sugestões de peças da Alto Giro, Dudalina  e New Beach, que são a cara do verão e que não podem faltar de jeito nenhum na mala de viagem:

Alto Giro

 

 

Dudalina

 

New Beach

 

Quais cuidados devem ser tomados ao escolher um hotel para o seu pet?

Com a chegada das festas e férias de fim de ano, muitas pessoas se programam com antecedência para viajar. Os preparativos envolvem a escolha de um destino, as datas, as passagens, a hospedagem, os passeios e etc. Porém, atualmente, os animais de estimação fazem parte da família e o planejamento de onde deixar o pet também virou uma prioridade. São tantas opções, que fica difícil escolher o melhor hotel para deixar seu companheiro.

De acordo com a veterinária Natália Gouvêa, da Clínica Soft Dogs e Cats, com duas unidades em Moema, a primeira dica é procurar indicações, tanto de pessoas que já tenham utilizado o serviço de determinado local, como também buscar referências na internet e nas redes sociais.

gato na cama com gato

A veterinária destaca que é muito importante conhecer o local pessoalmente e levar o bichinho de estimação. “Na visita, os tutores devem sempre avaliar a higiene do lugar, o espaço, as instalações, os monitores e o comportamento dos cães que estiverem no hotel. Além disso, verificar a reação do próprio animal é imprescindível”, explica Natália.

Outra dica importante é questionar sobre a presença de um veterinário de plantão. O ideal é que o hotel tenha um profissional responsável ou uma clínica 24 horas disponível para atender possíveis ocorrências.

Para os donos que farão viagens mais longas, a separação deve ser feita de forma gradativa. O pet deve ir ao hotel alguns dias e permanecer um período para se acostumar com o ambiente e entender que o proprietário voltará para buscá-lo. Segundo a veterinária, esse processo costuma evitar que o animal fique triste nos primeiros dias. “Outra forma de minimizar a separação é mandar uma manta ou peça de roupa do dono para o animal se sentir em casa. O cheiro traz tranquilidade”, finaliza a veterinária.

Também é importante saber, que a maioria dos hotéis adotam como regra, só aceitar animais com todas as vacinas em dia, como antirrábica, V10, pneumonia e giárdia, além de tomar vermífugo e utilizar antipulgas.

farol hotel pet fridnely

Fonte: Natália Gouvêa concluiu o curso de Medicina Veterinária pela Faculdade Anhembi Morumbi, em 2016 em São Paulo. Entre 2015 e 2016, realizou Curso de Extensão em Fisioterapia e Nutrição Animal, no Instituto Brasileiro de Reabilitação Animal, também em São Paulo. Atua na Clínica Soft Dogs e Cats.

 

Voos longos podem provocar trombose e até embolia pulmonar

Estamos no período das férias e das viagens com a família. E quem vai para longe, sempre sofre com os longos períodos na mesma posição, seja no carro ou nas apertadas poltronas de um avião. O grande problema é a imobilidade prolongada, que ocorre em diversos meios de transporte, assim como em viagens aéreas, e pode trazer grande risco para a saúde.

O Cirurgião Vascular e Radiologista Intervencionista Dr. Airton Mota Moreira, da Clínica Criep (Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa) explica que quando se fica muito tempo em repouso, a circulação pode se tornar mais lenta e levar o sangue a formar coágulos principalmente nas veias das pernas, conhecida como trombose venosa profunda (TVP) ou como “Síndrome do viajante”.

Na maior parte das vezes, o trombo se forma panturrilha, mas pode também instalar-se nas coxas e até nos membros superiores. O sintoma mais comum é inchaço de panturrilha, acompanhado ou não de dor e calor local.

“Trombos iniciados nas veias das pernas podem se fragmentar e produzir êmbolos, que podem migrar, por meio do fluxo de sangue, para o pulmão e provocar o bloqueio da circulação com infarto (obstrução) dos tecidos. Isto é conhecido como embolia pulmonar e que exige diagnóstico e tratamento rápidos”, ressalta o cirurgião.

Desta forma, após o diagnóstico de uma TVP é fundamental instituir o tratamento adequado para evitar a complicação mais grave e fatal que é a embolia pulmonar.

“Em alguns casos de trombose, procedimentos intervencionistas, como o implante do filtro de veia cava, podem ser necessários. Ele consiste em um dispositivo metálico semelhante a um ‘guarda-chuva’ que é introduzido na circulação por meio da punção da veia femoral (virilha) ou jugular (pescoço), sob anestesia local ou sedação. O objetivo deste material é evitar ou diminuir os riscos de embolia pulmonar, capturando trombos que eventualmente migrem para o pulmão a partir das pernas”, explica o médico.

O cirurgião completa que quando a embolia pulmonar já está estabelecida, técnicas intervencionistas podem ainda ser utilizadas para salvar a vida, promovendo a limpeza dos vasos do pulmão (trombólise pulmonar), reestabelecendo a circulação local. Neste tratamento, são injetadas drogas para dissolver coágulos por meio de cateteres.

Com relação às viagens de avião prolongadas, o médico destaca as seguintes medidas que podem ajudar a prevenir a trombose das veias das pernas:

· Levantar-se e caminhar no corredor do avião a cada duas horas;

· Exercitar a perna, principalmente panturrilha (batata da perna);

trombose-aviao

· Dar preferência a cadeiras no corredor, onde é mais fácil se movimentar;

· Evitar tomar medicamentos para dormir, uma vez que podem impedir que você se levante e ande durante a viagem;

mulher perna aeroporto

· Passageiros que já possuem alguma predisposição à doença, o ideal é realizar o uso de meias elásticas ou utilizar medicamentos anticoagulantes, mas sempre sob orientação médica.

Fontes

Airton Mota Moreira – especialista em Angiorradiologia e Radiologia Intervencionista. Iniciou sua formação no Piauí, onde completou graduação em Medicina no ano de 1990 pela Universidade Federal local (UFPI). Residência Medica credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular Periférica. Obteve o Título de Especialista em Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia pela Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (SoBRICE).

CRIEP – Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa