Arquivo da categoria: bar

Chandon apresenta drinque tendência para amantes das borbulhas

O Bubbles Chandon, criado pelo Help! Bar, exalta ainda mais as borbulhas delicadas originais da Chandon e já é a escolha perfeita para o brinde.

Além de delicioso, o drinque tem um preparo rápido e fácil, confira:

Bubbles Chandon

100ml Chandon Brut;
1 drops Flavorizado (Cranberry/ Bitter Angustura/ Vanilla/ Violeta);
Twist de Siciliano (opcional).

torrao flavorizadodrink_bubble_chandon2drink_bubble_chandon_drink_bubble_chandon4drink_bubble_chandon5

Fonte: Chandon

Anúncios

Cachaça Week no Trabuca Bar

Destilado nacional por excelência, a cachaça tem um dia só dela, 13 de setembro. E para comemorar o Dia da Cachaça, o Trabuca Bar realiza a Cachaça Week, para curtir e degustar com os amigos que curtem a bebida. Para isso, foi elaborada por Jaqueline Dias e Fernando Spolaor, uma carta de drinques especiais, disponível de 12 a 14 de setembro, e em double drink, das 18 às 21 horas.

Instituída por um decreto parlamentar em 2010, a data chegou para homenagear uma passagem de nossa história conhecida como Revolta da Cachaça, em que a coroa portuguesa (em 1659) proibiu a produção do líquido no Brasil e ordenou a destruição de todos os alambiques. Em 13 de setembro 1661, a rebelião levantada pelos senhores de engenho do Rio de Janeiro acabou, retomando a liberação.

Feita de cana-de-açúcar, a cachaça produzida no país ganhou variadas versões obtidas por meio da fermentação e destilação do caldo de cana ou melaço, que pode ser envelhecido em diferentes tipos de toneis, resultando em bebidas com estrutura, aromas e sabores diferentes. Algumas destas variedades foram utilizadas pelos mixologistas na carta com cinco drinques. São eles:

trabuca bar drinques cachaca

=Jungle Bird by Fernando Spolaor – Blend de Ypiócas (150 e 160), Campari, limão, suco de abacaxi e xarope de amêndoas (R$ 32,00).
=Pinicilina by Fernando Spolaor – Cachaça Nega Fulô Carvalho, limão, cumaru, gengibre e JW Double Black (R$ 32,00).
=Maria Luisa by Jacqueline Dias – Ypióca 5 Chaves, licor Dom Benedictine, Vermute tinto, Vermute da casa, Absinto e Peychauds Bitter. (Releitura do clássico La Louisiane) (R$ 36,00).
=Bendito by Jacqueline Dias – Cachaça Nega Fulô Jequitibá, creme de cassis, limão, Ginger Beer caramelizado com lúpulo da casa (Releitura do clássico El Diablo) (R$ 32,00).
=RJ Sour by Jacqueline Dias – Cachaça Nega Fulô Ypê, chá de camomila, limão, açúcar, vinho tinto e clara de ovo. (Releitura do clássico New York Sour) (R$36,00).

Trabuca Bar: Av. Juscelino Kubitschek, 1.444 – Itaim Bibi / São Paulo. Dias e horários de funcionamento: segunda-feira a quinta-feira, das 12h às 15h; terça-feira a quarta-feira, das 18h à 1h. Quinta-feira, das 18h às 2h. Sexta-feira, das 12h às 2h (sem intervalo). Sábado, das 16h às 2h (sem intervalo). Domingos – fechado

Bar do Beco atrai clientela feminina com drinques caprichados e clima de quintal

Localizado na entrada do emblemático Beco do Batman, bar também tem equipe de mulheres no comando

Inaugurado em outubro de 2017 na Vila Madalena, o Bar do Beco nasceu da parceria entre amigos que tem no bairro sua morada e trabalho e de uma sinergia de capacidades, por assim dizer: a galeria de fotografia DOC, dos sócios Mônica Maia e Fernando Costa Netto, unidos a Fernanda Masini e Tiago Moraes, do time da agência Dabba Comunicação – que atende a conta da cerveja Fidalga –, situadas na mesma rua, aliados ao publicitário Luís Alcubierre e o advogado Daniel Biral.

Bar_do_Beco_DSF6766

Descontraído sem descuidar da qualidade, o Bar do Beco tem cara de casa, com um grande quintal rodeado por árvores frutíferas e mesas ao ar livre, algumas comunitárias, ótima pedida para reunir velhos amigos e conhecer novos. Assim como sua equipe, o público que lota suas mesas foi se tornando, organicamente, cada vez mais feminino. Talvez porque os banheiros são conservados absolutamente limpos até o último freguês.

E,00ntre os seis sócios, duas são mulheres: Mônica Maia, DOC Galeria, que gerencia o bar, e Fernanda Masini, agência Dabba. No bar, a chefe Juliana Braga conta com o apoio de duas bartenders, Camila Carlos e Laís Alves Moreira. Na cozinha, a chef Brenda Miranda tem como seu braço direito a cozinheira Edineia Santos. Caixa, administração e limpeza também tem equipe exclusivamente feminina.

Localizado em um dos pedaços mais pulsantes da Vila Madalena, o Bar do Beco é um dos acessos e uma continuação do famoso Beco do Batman; funciona ainda como um ponto de cultura, naturalmente alinhado à arte urbana, fotografia, além de música. O muro que o cerca traz um grande mural de grafite, sob a curadoria de Felipe ‘Flip’ Yung e Rafael Highraff – a área interna foi feita pelo Flip e os muros externos por vários grafiteiros convidados – e que receberá, de tempos em tempos, obras de outros artistas. A trilha sonora conta com playlists do Bar do Beco, montadas especialmente para cada dia.

“A ideia é tentar preservar do bairro, que vai perdendo a identidade rapidamente, a Vila Madalena das casinhas dos migrantes portugueses e italianos, moradores pioneiros”, entrega Mônica Maia.

Bar_do_Beco_Mix Batata Chips Guacamole_9212Bar_do_Beco_05162018RJ0021

No cardápio, receitas de sanduíches clássicos do mundo, especialmente adaptadas pela chef consultora Lelena Cesar, com algumas variações nos sanduíches e porções. Como o famoso bairro que o abriga e que recebe gente de todos os cantos, a casa oferece, entre outros, o brasileiríssimo sanduba de Pernil (R$ 25), eleito informalmente por seus clientes o melhor da Vila Madalena, o Choripan argentino (R$ 26) e o clássico da culinária libanesa, o Falafel (R$ 26,00). Entre as porções, de seis unidades, o México brinda com o guacamole servido com um mix de chips de batatas (R$ 25) e a Itália empresta as minibruschettas de tomate com manjericão e limão siciliano (R$ 16).

A casa criou ainda outros acepipes, como o Croquete de Pernil (com mostarda Pale Ale Três Fidalgas, R$ 22). “Escolhemos uma comida pra ser degustada com as mãos, que combinasse com o quintal, como se os clientes chegassem para um piquenique”, diz Lelena. Pet friendly, o Bar oferece aos peludos a Matilha Natureba, porções de 120 g de beterraba com alecrim e sal rosa ou banana com melado e canela (R$20).

Para acompanhar as gostosuras, cervejas Premium, como a artesanal Três Fidalgas (R$ 10, 600 ml), lançada em 2016 – inspirada na Vila Madalena e nos bairros vizinhos, Vila Beatriz e Vila Ida, todos com nome de mulheres –, clássicas como Serramalte (R$ 14, 600 ml) e a Corona long neck (R$ 12).

Bar_do_Beco_Beco Punch_9422
Beco Punch
Bar_do_Beco_Graffiti_9472
Graffiti

A coquetelaria, assinada pelo premiado Marcio Silva, ganhador do prêmio Comer e Beber, 2017, traz clássicos como Negroni (R$ 29), Gin Tônica (R$ 29), Margarita (R$ 27) e Mojito (R$ 29) e criações próprias, como o Beco Punch (Mix de rums, cordial de frutas vermelhas com hibisco, limão taiti, folhas de hortelã e vinho espumante seco, R$ 29) e o Graffiti (Gin com infusão de gengibre, xarope de especiarias, limão siciliano e bitter, R$ 28).

Bar_do_Beco_DSF9207Bar_do_Beco_DSF9740

Bar do Beco – Rua Aspicuelta, 17 – Vila Madalena – Horários de funcionamento: quartas e quintas-feiras, das 17 às 24 horas; sextas-feiras, das 15h às 24h; sábados e feriados, das 12h às 24h; Domingos, das 12h às 22h

Oh Freguês oferece rodízio de petiscos toda quinta-feira

Bar serve nove opções de comidinhas durante quatro horas, por R$ 28,90

As quintas-feiras estão mais gostosas para quem for ao Oh Freguês. O bar, recém-inaugurado na Zona Norte de São Paulo, agora conta com rodízio de petiscos das 18 às 22 horas, pelo valor de R$ 28,90 por pessoa.

São nove opções de comidinhas: batata frita, coxinha, mandioca frita, miniquibe, bolinho de queijo, pastéis (carne e queijo), polenta frita, bolinho de aipim com carne seca e iscas de frango crocante na farinha corn.

iscas de frango lecca fernandes
Foto: Lecca Fernandes

Todos os petiscos fazem parte do cardápio convencional, com valores que vão de R$ 22,90 a R$ 28,90, cada. Com isso, é possível consumir todos, à vontade, pelo preço de um.

A casa abre a partir das 18 horas e conta com DJ para movimentar a pista. Por isso, é cobrado o valor de R$ 10,00, opcional, referente ao couvert artístico.

Oh Freguês – Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, 145 – Freguesia do Ó . Horário de funcionamento: terça a sexta-feira, das 18h até último cliente. Sábado, das 14h até último cliente. Domingo, das 12h até último cliente

Qual a diferença entre drinque e coquetel?

Novas opções de bebidas surgem a todo o momento e com elas combinações ainda mais inusitadas: frutas, molhos, especiarias etc. Mas como saber se a mistura resultou em um drinque ou em um coquetel? A nomenclatura correta dada à bebida depende, sim, de sua composição, como explica o bartender responsável pela carta de bebidas do High Line Bar, Vinícius Gomes:

“Drinque é qualquer mistura de dois ou mais ingredientes, sendo que, por regra, um deve ser alcoólico. Já o coquetel é um grupo de drinques, assim como os sours, fizzes, entre outros. Para ser considerado um coquetel, é preciso seguir a estrutura com três pilares: base alcoólica; o bitter, que na maioria das vezes utiliza Angoustura; e dulçor, quase sempre torrão de açúcar”.

old-fashioned-cocktail-classic-Whiskey-Whisky-Bourbon-Rye-Drink-Orange-Angostura-bitters

Um coquetel clássico é o Old Fashioned, que leva uísque americano, torrão de açúcar e Angoustura Bitter, ou seja, “bebida alcoólica com o acréscimo do açúcar para dar um leve dulçor e seguir a estrutura”, explica o barman.

moscow mule

E, em relação ao drinque, muitos se tornaram populares ao redor do mundo. “Como o Moscow Mule, por exemplo, que leva vodca, limão e ginger beer, ou espuma de gengibre em versões mais atuais. Ou até o Dry Martini com gim, vermute e azeitonas”, conta Gomes.

As técnicas para o preparo das bebidas também são diferentes. Coquetéis devem ser mexidos, seja direto no copo ou mixing glass. Já os drinques podem ser batidos em coqueteleiras, mexidos com uma colher bailarina para misturar ingredientes, ou montados, quando a bebida é feita diretamente no copo que será servido, acrescentando os ingredientes em ordem.

“Mas existem diversas outras técnicas também utilizadas no preparo de drinques, como rolagem, swizzle, entre outras. Dependendo sempre do formato e composição da bebida a ser preparada”, finaliza Vinícius.

high line drinque

No High Line Bar é possível encontrar as versões clássicas de drinques, releituras e até mesmo opções autorais. Além de uma carta com bebidas feitas apenas com gim.

High Line Bar: Rua Girassol, 144 – Vila Madalena – São Paulo – Horário de funcionamento: terça e quarta-feira, das 18h às 2h. Quinta-feira, das 18h às 3h.  
Sexta-feira, das 18h às 5h. Sábado, das 15h às 5h. Domingo, das 16h à 0h

Happy Wine no Trabuca Bar tem noites de jazz e seleção de vinhos em dobro

Até o final do ano, o happy hour das terças-feiras tem ação para o cliente que, na compra de uma garrafa dos vinhos selecionados Grand Cru, ganha a segunda.

O Trabuca Bar realiza todas as terças-feiras o Happy Wine, projeto que fica até o final do ano e celebra grandes vinhos de diferentes países. Nestes dias, a trilha sonora da casa ganha o jazz do Strasbourg Trio, acompanhada por uma seleção especial de rótulos da importadora Grand Cru – na compra de uma garrafa, o cliente ganha a segunda – e que podem ser apreciados com sugestões do chef inspiradas em cada região.

A partir de hoje (28) será a vez do Chile ser representado por seis rótulos selecionados, entre eles, a carta inclui o Errazuriz Max Reserva Cabernet Sauvignon, da região do Vale do Aconcágua e o Leyda Reserva Pinot Noir, do Vale do Leyda. Até o dia 18 de setembro, os vinhos poderão ser harmonizados com uma variedade de comidas típicas chilenas, como as Empanadas (duo nos sabores carne picante e queijo e cebola – R$ 25,00), o Ceviche (de Saint Peter com cebola roxa, tomate, milho crocante, dedo de moça, batata roxa doce e rabanete – R$ 22,00) e outras delícias locais, além da clássica Seleção de queijos Trabuca (manchego, grana padano, brie e chevrotin, acompanhados com uva e geleias de pimenta caseira – R$ 40,00).

Os próximos países homenageados serão França, Espanha, EUA e África do Sul. Confira a programação abaixo e a lista completas de vinhos e menu do Chile.

trabuca vinhos

Happy Wine 2018:
24/09 até 16/10 – França
23/10 até 13/11 – Espanha
20/11 até 11/12 – EUA e África do Sul

Vinhos e menu Chile – de 28/08 a 18/09

Carta de Vinhos
Vinho Errazuriz 1870 Carmenere 2017 (R$ 110,00)
Vinho Errazuriz 1870 Chardonnay 2016 (R$ 110,00)
Vinho Leyda Reserva Pinot Noir 2016 (R$ 120,00)
Vinho Leyda Reserva Sauvignon Blanc (R$ 120,00)
Vinho Errazuriz Max Reserva Cabernet Sauvignon 2015 (R$ 160,00)
Vinho Errazuriz Max Reserva Cabernet Sauvignon 2014 (R$ 140,00)

Menu
Empanadas: Duo de típicas empanadas chilenas nos sabores carne picante e queijo e cebola (R$25,00).
Ceviche: Saint Peter, cebola roxa, tomate, milho crocante, dedo de moça, batata roxa doce e rabanete (R$ 22,00).
Seleção de queijos Trabuca: Manchego, grana padano, brie e chevrotin, acompanhados com uva e geleias de pimenta caseira (R$ 40,00).
Tostada: Salmão defumado, avocado e dill. (R$ 32,00).

trabuca bar

Trabuca Bar: Av. Juscelino Kubitschek, 1.444 – Itaim Bibi – São Paulo. Horários de funcionamento: terça-feira a quarta-feira, das 18h à 1h

Grand Cru participa da 3ª edição do Festival Vinho no Boteco

Até o dia 2 de setembro, sete wine bars paulistanos terão rótulos com preços de importadora

A Grand Cru participa da terceira edição do Festival Vinho no Boteco. A ação tem como objetivo reunir wine bars paulistanos para mostrar como o consumo de vinho pode trazer uma nova experiência ao público com rótulos de qualidade.

O evento recebe o apoio de três importadoras e conta com uma lista de mais de 60 rótulos no total, porém cada bar tem a liberdade de escolher os que mais se alinhem à sua identidade.

dionysos-ficha-site-1
Dionysos

Participam do evento, com vinhos da Grand Cru, o Prosa e Vinho, Dionysos, Ovo e Uva, Canaille Bar com taças a partir de R$ 9,30 e garrafas a partir de R$ 44,90. Serão oferecidas opções de vinhos brancos, tintos, rosés, espumantes e vinhos de sobremesa de doze países diferentes: Argentina, Austrália, Brasil, Chile, Estados Unidos, França, Itália, Portugal, Espanha, Uruguai, Eslovênia e Macedônia.

Sobre o evento

sancho
Sancho Bar Y Tapas

No total sete casas irão participar: Canaille Bar, Dionysos, Enoteca Decanter, Epi Gastronomia e Eventos, Ovo e Uva, Prosa e Vinho e Sancho Bar y Tapas. Mas somente com duas opções de consumo: garrafas ou taças, com valores que começam a partir de R$ 9,30.

Os bares participantes estão no hotsite Festival Vinho no Boteco, onde se encontra também a lista de rótulos em taça e garrafa que cada um serve.

 

Vila 567 tem Dia dos Solteiros com entrada promocional e drinques em dobro

Estar solteiro é para uns motivo de reclamações e, para outros, de comemoração. Por isso, nesta quarta-feira (15), a comemoração do dia de quem está solto na pista ganha um incentivo a mais: o Vila 567, o bar-balada com maior infraestrutura dedicada à música sertaneja da Vila Madalena terá entrada pela metade do preço (a partir de R$15) e drinks em dobro na chegada até às 21h.

Com a melhor infraestrutura da região, a casa mescla uma decoração moderna e rústica e conta com três ambientes: mesas ao ar livre na entrada, uma pista de dança próxima ao palco e um rooftop com vista privilegiada para o bairro boêmio na parte de cima – ou seja, tem espaço suficiente para conversar ou dançar com os amigos.

drinque 567

Para deixar a data ainda mais interessante, dá para juntar os colegas do trabalho, os companheiros de infância, para aproveitar a promoção até domingo com double Moscow Mule (R$29,90) e Sakerinha (R$26,90) em dobro, de quarta, quinta e domingo.

A música acompanha a transformação da casa, que abre às 18h para o happy hour durante a semana e aos domingos às 16h. Até às 21h é possível aproveitar shows intimistas de música sertaneja ao vivo e após esse horário a casa abre espaço para a pista de dança, conduzida pelo DJ, mas sem perder o conforto do bar, trocando as mesas de boteco por bistrôs.

vila

Vila 567 – Rua Aspicuelta, 567, Vila Madalena – SP – Quarta-feira – das 18h às 3h

Trabuca Bar tem drinques em dobro no Dia dos Solteiros

Ação vale para todos os drinques disponíveis na carta, das 18 às 22 horas de 15 de agosto, para os que são solteiros – ou não.

Solteiros (adjetivo 1. que ainda não se casou; ou, aqueles que não estão casados, nem noivos, nem namorando) têm um dia só deles, 15 de agosto. E para comemorar a data ou ajudar quem quer deixar de ser solteiro, o Trabuca Bar estará de portas abertas oferecendo drinques em dobro – na compra de um, o segundo é gratuito.

Entre 18 e 22 horas, todos que forem celebrar e paquerar por lá, terão à disposição para escolher entre as opções presentes na carta de coquetéis bem executados e com apresentação surpreendente. Muitas das receitas são assinadas pela chef do bar, a mixologista Jacqueline Dias, e seu time de criação da casa. Entre as opções estão:

kissu punch drinque.jpg

Kissu Punch (R$ 32,00) – Sake Jun Daiti,1883 Ameixa Japonesa, purê de framboesa, suco de abacaxi, Vermute da Jackie (artesanal) e sálvia.

cherry lond island drinque.jpg

Cherry Long Island Iced Tea (R$ 36,00)– Tequila Jose Cuervo Silver, vodca, bourbon Bulleit, rum Kraken, Cherry Heering, ácido cítrico, um toque de tangerina e Pepsi. Leva também dois gomos de tangerina e cerveja vermelha.

martinez drinque.jpg

Martinez (R$ 37,00) – Gin Tanqueray London Dry, mix de Vermute Trabuca, Maraschino, angostura e twist de laranja.

flower power drinque.jpg

Flower Power (R$ 36,00)- Gin Tanqueray London Dry, água de flor de laranjeira, 1883 Ameixa Japonesa, flor de sabugueiro, água tônica, acompanhado de uma flor comestível (de sabor ácido).

catuaba gin drinque

Catuaba Gin (R$ 32,00)– Gin Tanqueray Tem, mix de Vermute Trabuca, catuaba, água tônica.

Trabuca Bar: Av. Juscelino Kubitschek, 1.444 – Itaim Bibi. São Paulo. Horário de funcionamento na quarta-feira, das 18h à 1h

Pinheiros tem novo espaço pet friendly que mistura serviços de beleza, bar, loja e eventos

O bairro de Pinheiros, tido como um dos mais descolados de São Paulo, ganha um novo espaço que corrobora o adjetivo. O CAB é um espaço plural que abriga salão de beleza, bar, espaço de eventos, shop de produtos de beleza, acessórios e decoração, além do corner da My Boo, atestando seu selo de pet friendly, nova marca de acessórios caninos. A empreitada é fruto da parceria de Daniel Lacerda, hair-stylist e makeup artist que assina o menu de serviços, junto de seus dois sócios, Daniella Oliveira e Alexandre Kiss.

cab1cab2

O CAB ocupa uma charmosa propriedade na rua Matheus Grou. Logo na entrada percebe-se que o projeto privilegia o clima de ‘casa’ da região, com mesas na varanda que te convidam para um drinque. Ao adentrar, na primeira sala encontra-se à disposição os serviços de cabelo e manicure. Mais alguns passos você está no bar, de frente para mesas de happy hour.

Cab_5

Nos fundos, após passar um corredor e a My Boo, um amplo jardim com mesas e espreguiçadeira, além de um paisagismo impecável – que conta com um pé de manga, jardim vertical e muito verde, tornam o espaço ainda mais surpreendente. No andar de cima, uma continuação de ambientes para serviços de maquiagem, massagem e depilação.

Cab_4

O bar tem a carta assinada pelo Anderson Lealdini, e traz releituras de drinques clássicos como o Negroni, Gin Tônica, Gran Mojito e Bloody Mary. O destaque fica para o Moscow Mango, com espuma de manga colhida no jardim, e o Sunset Ginger, que remete a história dos criadores do CAB.

O nome CAB vem de ‘cabelo’ e também de uma brincadeira com o verbo ‘caber’, já que o local tem como intenção reunir as mais diversas tribos para atividades distintas no mesmo metro quadrado. O lema é ‘Caber Tudo’.

Cab_3Cab_2

O porta-voz da casa, Daniel Lacerda tem mais de 20 anos no mercado de beleza. Gaúcho, iniciou sua carreira em Porto Alegre (RS). Chegando a São Paulo, fez sua estreia no extinto Mundorama, na Galeria Ouro Fino. Ao longo de sua trajetória passou por importantes salões; em seu último projeto antes do CAB, foi responsável pelo salão LAJE. Sua facilidade em transitar pelo universo da beauté, moda e lifestyle, o fez participar das principais semanas fashion do eixo Rio-São Paulo, além de assinar campanhas e editoriais para marcas, como O Boticário, Natura, Nike, C&A e revistas como Vogue, Elle, L’Officiel e Harper’s Bazaar.

Lacerda lidera uma equipe atual e conectada, sempre em busca do que há de mais contemporâneo em termos de comportamento, moda e música. Os profissionais da casa traduzem esses elementos em técnicas e estilos para que seus clientes possam expressar o que são através do visual, com especialistas em corte gráfico, loiro, cabelo colorido e infantil.

Já Daniella e Alexandre se uniram à sociedade trazendo expertises no mercado empresarial e de publicidade. Daniela traz em sua bagagem 15 anos de negócios, tendo atuado em todas as áreas de uma empresa, chegando à diretoria. Hoje é sócia do CAB e consultora de negócios e RH. Alexandre migra do segmento de marketing e publicidade, no qual trabalhou com grandes agências, e também em sua própria marca.

“Não nos conectamos com rótulos. Amamos pessoas. Amamos bom papo. E somos a favor da singularidade e pluralidade. Pode entrar, que aqui ‘CAB tudo’”, afirmam os sócios.

Cab_6Cab_1

CAB – Rua Mateus Grou, 355 Horário de funcionamento: terça e quarta , das 10h às 20h. Quinta a sábado, das 10h às 22 h (salão fecha às 20 horas).