Arquivo da categoria: Proteção solar

Câncer de pele também pode atingir os lábios; fotoproteção é fundamental

Sendo causado principalmente pela exposição excessiva e sem proteção ao sol, este tipo de câncer atinge principalmente o lábio inferior de pessoas com fototipos de pele baixos. Dermatologista Valéria Marcondes explica quais os principais tratamentos da doença e como preveni-la.

O câncer da pele é um dos tipos de câncer mais comuns, correspondendo a 33% dos diagnósticos da doença no Brasil. E, por mais estranho que possa parecer, o câncer de pele não se restringe apenas ao tecido cutâneo, podendo atingir também os lábios, uma região extremamente delicada, de pele fina, formada por uma semimucosa, ou seja, uma transição da mucosa oral para a pele estratificada que a gente tem ao redor dos lábios.

“Assim como outros tipos de câncer, o câncer de lábios ocorre devido a um crescimento anormal e acelerado de células cancerígenas, sendo que sua principal causa é a exposição excessiva e sem proteção aos raios ultravioletas do sol. Mas, apesar da exposição solar ser o principal fator, o tabaco e o álcool também possuem papel importante no desenvolvimento do câncer de lábio”, explica a dermatologista Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology (AAD).

labios_bonitos

Segundo a especialista, este tipo de câncer tende a aparecer principalmente no lábio inferior, pois estes ficam mais expostos ao sol devido a sua posição, e em pessoas de pele clara. “Pessoas de fototipos de pele mais baixos possuem menos melanina, pigmento que dá cor a pele e que a protege da ação dos raios solares. Dessa forma, quem tem a pele mais clara acaba desenvolvendo câncer de pele e de lábios mais facilmente. O que, claro, não quer dizer que pessoas de fototipos altos não possam desenvolver este tipo de câncer, apenas estão mais protegidas”, completa.

E, apesar do câncer de lábios poder demorar anos para aparecer, já que os danos dos raios solares são cumulativos, alguns sinais podem surgir antes da doença se instalar de fato. Um exemplo é a Queilite Actínica, uma doença que afeta o lábio devido à exposição constante e desprotegida ao sol e que, apesar de ainda não ser um câncer, tem grande potencial de se tornar maligna.

“Podendo permanecer por muitos anos antes de se transformar em um câncer, a Queilite Actínica é bastante comum em profissionais que trabalham em ambientes externos e começa com uma pequena descamação da área dos lábios que pode evoluir para feridas que não cicatrizam. Em casos mais graves, o lábio incha e podem aparecer manchas brancas e vermelhas, bolhas e sensação de queimação na região”, alerta a médica.

Outros sintomas da doença incluem sangramento, dor e o surgimento de feridas, lesões, bolhas, úlceras e nódulos que não desaparecem na região dos lábios. Ao encontrar qualquer um deles, o mais importante é que você consulte um médico especializado. Apenas ele poderá realizar uma avaliação de seus lábios, pedir exames para confirmar a doença, como uma biopsia, e dar o diagnóstico correto, indicando o melhor tratamento para o seu caso.

“Assim como outros cânceres, o tratamento depende do estágio, do quão rápido a doença está progredindo e da saúde do paciente no geral. Se o tumor ainda estiver pequeno, pode ser realizada uma cirurgia para removê-lo, com a possibilidade de uma segunda intervenção para a reconstrução do lábio, dependendo do quanto a estrutura foi afetada. Já em casos em que a doença está em estágios mais avançados, a radioterapia e a quimioterapia podem ser usadas para diminuir o tumor antes de removê-lo cirurgicamente e depois da cirurgia para reduzir o risco de reincidência”, destaca a dermatologista.

Porém, prevenir a doença ainda é o melhor remédio e evitar o câncer não é tão difícil, basta adotar alguns cuidados e hábitos básicos a sua rotina diária. Por exemplo, é fundamental que, além de evitar fumar e ingerir álcool, você não faça sessões de bronzeamento artificial, utilize chapéus e bonés sempre que for se expor ao sol e, o mais importante, aplique diariamente protetores labiais com fator de proteção solar de no mínimo 30 FPS, reaplicando sempre a cada duas horas.

pexels protetor labial lábios
Pexels

“É essencial também que você consulte um médico regularmente para detectar qualquer indicio de câncer precocemente. Quando diagnosticado nos primeiros meses do aparecimento, praticamente 100% dos casos de câncer de lábios são curados rapidamente e com pouco ou nenhum dano estético”, finaliza Valéria.

Fonte: Valéria Marcondes é dermatologista da clínica que leva seu nome, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia com título de especialista e da Academia Americana de Dermatologia. Foi fundadora e é membro da Sociedade de Laser.

Anúncios

Marca grega Korres traz ao Brasil sua nova linha de Protetores Solares

Para ampliar ainda mais seu portfólio de produtos no mercado brasileiro, Korres apresenta sua nova linha de protetores solares. A marca grega, conhecida por seus produtos naturais e cruelty free, apresenta seu Protetor Solar Uva Mediterrânea de textura matte. Ideal para a pele da brasileira, o protetor proporciona um acabamento matte instantâneo, além de suavizar rugas e marcas de expressão, e proteger a pele dos raios UVA e UVB. Por aqui chega nas versões FPS 30 e FPS 50.

Sobre os produtos:

Feito a partir da uva mediterrânea, que tem alto teor antioxidante, o protetor solar facial com ação anti-idade protege as células epidérmicas do fotoenvelhecimento. Formulado com células tronco do fruto da uva vermelha proveniente do Mediterrâneo, o protetor é extremamente tolerante à radiação UV, e ajuda a proteger contra a exposição ao sol e, ao mesmo, tempo reduz os sinais de envelhecimento da pele.

O protetor está disponível nas versões de FPS 30 e FPS 50, e deve ser aplicado na pele do rosto e pescoço.

korres protetor solar 30

Uva Mediterrânea – Red Grape FPS 30 – R$ 59,90
FPS 30: Protege a pele até 30 vezes mais contra queimaduras solares (UVB).
FPUVA: Protege a pele até 14,17 vezes mais contra envelhecimento solar (UVA).

korres protetor solar 50

Uva Mediterrânea – Red Grape FPS 50 – R$ 69,90
FPS 50: Protege a pele até 50 vezes mais contra queimaduras solares (UVB)
FPUVA: Protege a pele até 19,6 vezes mais contra envelhecimento solar (UVA).

Protetor solar facial. Suaviza rugas e auxilia na redução de marcas, proporcionando um tom de pele mais uniforme (baseado em estudo clínico). Oferece alta proteção. Indicado para pele muito sensível à queimadura solar.

Onde encontrar: no e-commerce da Korres, lojas Sephora e por meio das especialistas de beleza Avon.

ADCOS lança fotoprotetor com vitamina C que age como escudo contra a poluição

A ADCOS Cosmética de Tratamento amplia seu portfólio de fotoproteção com o novo Fluid FPS 70 Shield Protection que traz tecnologia antipoluição e vitamina C nas versões incolor e tonalizante.

Sua fórmula exclusiva leve e com toque seco foi desenvolvida para proteger as células dos danos causados pela poluição que hoje atinge grande parte da população. Além de possuir vitamina C, que tem ação antioxidante, e vitamina E, que confere ação antienvelhecimento e estímulo da produção de colágeno, o produto ainda protege o DNA da pele através do ativo Alistin, controla a oleosidade por até dez horas e confere alta proteção contra os raios UV, infravermelho e luz visível, graças ao ativo Melanin.

O Fluid FPS 70 Shield Protection é um produto único com escudo protetor e que oferece múltiplos benefícios com a máxima eficácia para promover uma beleza saudável. O produto faz parte da estratégia da marca de trazer produtos com cada vez mais alta proteção solar – até este lançamento o produto de maior proteção era FPS 60 – e demonstra o comprometimento da ADCOS com o combate ao câncer de pele.

Benefícios comprovados Fluid FPS 70 Shield Protection:

– Antipoluição com o escudo protetor Shield Protection;
– Com Vitamina C que age contra os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento da pele;
– Controla a oleosidade da pele por até 10 horas;
– Protege o DNA da pele contra radiação UV (UVB/UVA/UVA longo) e luz visível;
– Fórmula leve de rápida absorção;
– Toque seco que garante sensação de pele limpa;
– Reduz a aparência dos poros e suaviza linhas de expressão;
– Auxilia na prevenção de manchas;
– Oil free;
– Resistência à agua;
– Disponível nas versões incolor e tonalizante.

Valor dos produtos:

343072_812987_9457_filtro_solar_fps_70_fluid_50ml_frente
Fluid FPS 70 Shield Protection versão incolor – R$ 113,00

343072_812986_9458_filtro_solar_tonalizante_fps_70_fluid_50ml_frente
Fluid FPS 70 Shield Protection versão tonalizante – R$ 118,00

Informações: ADCOS

ROC lança protetor solar para rosto e corpo com ação anti-idade

Para deixar a rotina de cuidados com a pele ainda mais completa, ROC desenvolve produto que atende uma das maiores preocupações das consumidoras brasileiras

ROC, marca de dermocosmético com alta performance da Johnson & Johnson, desenvolve uma novidade no mercado de proteção solar: Minesol Rosto e Corpo, o primeiro protetor solar com ação anti-idade para o corpo. O lançamento fortalece uma tendência do mercado de beleza dos produtos multifuncionais, que vem ganhado muito a preferência dos consumidores brasileiros.

A grande revolução de ROC Minesol Rosto e Corpo está na fórmula que combina ativos antioxidantes, como o extrato de chá verde, com uma textura leve, ação fluida e resistente à água – ideal para o corpo todo. O produto foi desenvolvido no Brasil especialmente para a pele brasileira e atende consumidores que procuram proteção dos efeitos do sol, oil free e prevenção de envelhecimento. Tudo ao mesmo tempo, mas sem sobrecarregar a cútis devido à sua textura.

Segundo José Cirilo, diretor de marketing da Johnson & Johnson Consumo, as consumidoras brasileiras, cada dia mais, estão preocupadas com o aparecimento de rugas e com os problemas que a falta da proteção solar causa na pele. “A linha Minesol Rosto e Corpo vem para ajudar as consumidoras que buscam proteção solar para o rosto, mas também querem cuidar do corpo como um todo”.

Minesol Rosto & Corpo


Preço sugerido (SP): FPS 30 – 120 ml/R$ 49,90 – 200ml/R$ 59,90


Preço sugerido (SP): FPS 60 – 120 ml/R$ 59,90 – 200ml/R$ 69,90

Protetor solar fluido hidratante;
Ação antioxidante;
Rápida absorção;
Resistente a água.

Informações: Central de Relacionamento com o Consumidor Johnson & Johnson – 0800 703 63 63

 

Você está de olho na validade dos seus cosméticos?

Não vale renovar apenas o closet para o verão e deixar os produtos de beleza fora desse upgrade. Utilizar maquiagens e cosméticos vencidos podem causar alergias, infecções e até mesmo intolerância aos ativos utilizados. Maquiagens, geralmente, trazem um prazo de seis a 36 meses de validade, mas a forma como você armazena pode encurtar esse período. O mesmo acontece com os cosméticos, alguns ativos como as vitaminas, por exemplo, são extremamente sensíveis e podem oxidar facilmente.

A saúde da sua pele pede atenção: a linha Solar Gold, da Nutriex, combina proteção contra os raios UVA e UVB, vitamina E, hidratação totalmente oil free e longa duração, mas a marca adverte que é preciso acompanhar a validade dos seus produtos. Afinal, o protetor, que age como prevenção ao câncer de pele e ao envelhecimento precoce, quando utilizado fora do período de validade, pode não proporcionar a mesma performance.

Por onde anda sua nécessaire?

A praticidade de ter um kit básico no carro pode afetar a eficiência dos seus produtos, as altas temperaturas não só danificam as embalagens, mas podem reduzir a potência da formulação. Deixar a nécessaire em locais úmidos, como o banheiro, pode ser prejudicial, sem mencionar a fácil proliferação das bactérias.

3 dicas para organizar e armazenar seus produtos de beleza:

Beauty products

1) Guarde maquiagens e cosméticos em locais secos e protegidos do sol.

remedio descarte correto

2) Antes de jogar fora a caixa, coloque uma etiqueta com a validade na embalagem, e esteja sempre de olho.

maquiagem annca pixabay
Pixabay

3) Feche corretamente as embalagens para que não fiquem expostas às bactérias, pó e outros fatores externos.

Confira abaixo a linha facial e corporal de proteção solar de Solar Gold, da Nutriex:

facialtonalizante alta

Protetor Solar Facial Tonalizante Solar Gold – com a exclusiva tecnologia DUO, protege e tonaliza ao mesmo tempo. Previne o envelhecimento precoce causado pela exposição ao sol, bem como à poluição. Com o sistema Color Adapt que adequa a cor do produto à tonalidade da pele, o produto disfarça olheiras e imperfeições, proporcionando uma cobertura perfeita e uniforme de forma suave e natural. Preço Sugerido: R$ 30,95

facial60 alta

Protetor Solar Facial Solar Gold – elaborado especialmente para a cuidados com o rosto, tem em sua formulação Bioactive E, 60 X mais proteção contra queimaduras solares (UVB), sem efeito oleoso, com controle de brilho e efeito matte. Preço Sugerido: R$ 37,26

PROT_SOLAR_GOLD_FPS_30_200_ML

Protetor Solar Gold FPS 30 – com a exclusiva tecnologia de efeito mate e textura leve, protege e absorve a oleosidade da pele. Previne o envelhecimento precoce causado pela exposição ao sol, bem como à poluição. Com formulação resistente ao suor e água o protetor também possui ação antioxidante e tecnologia Bioactive E. Preço Sugerido: 125 ml R$ 19,45 / 200 ml R$ 26,62

PROT_SOLAR_GOLD_FPS_60_200_ML

Protetor Solar Gold FPS 60- com a exclusiva tecnologia de efeito mate e textura leve, protege e absorve a oleosidade da pele. Previne o envelhecimento precoce causado pela exposição ao sol, bem como à poluição. Com formulação resistente ao suor e água o protetor também possui ação antioxidante e tecnologia Bioactive E. Preço Sugerido: 125 ml R$ 31,76 / 200 ml R$ 35,32

Informações: Nutriex

 

O que fazer ou evitar para manter a pele linda no inverno

Quer saber tudo que você não pode esquecer nos períodos mais frios do ano? Fique atento a esse check-list, que vai fazer você evitar os piores erros que podem detonar sua pele no frio.

A poluição, as baixas temperaturas e o tempo seco são características do inverno que influenciam no modo que a pele deve ser tratada. “Como a pele produz menos oleosidade natural, o ressecamento e a sensação de incômodo aparece principalmente na pele do rosto, que é a mais exposta ao vento e poluição”, explica a dermatologista Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

“A pele, quando não é cuidada de maneira propícia no inverno, reflete diretamente, ficando mais avermelhada e irritada, ressecada, pelo alto grau de poluição que temos neste período, sendo necessários cuidados especiais”, acrescenta Mika Yamaguchi, farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos. Para evitar alguns problemas, as especialistas lembram os cuidados que você deve ficar atento:

pele-protetor-solar

Aplique protetor solar — não tem jeito, o fotoprotetor é de uso diário e eterno: “A radiação ultravioleta, também no outono e inverno, provoca danos que comprometem a estrutura de sustentação da pele, causando o aparecimento precoce de rugas e flacidez, além das manchas como reação à fotoexposição. A orientação continua a ser a de reaplicar o fotoprotetor de quatro em quatro horas em ambientes fechados e de duas em duas horas em fotoexposição direta. O filtro deve ter dióxido de titânio ou óxido de zinco na formulação: esses são bloqueadores físicos importantes”, explica a Thais.

creme pele indian express
Foto: Indian Express

Não use qualquer creme – nesse ponto, cabe um grande alerta: “Existem hidratantes que desidratam”, comenta Mika Yamaguchi. “Isso acontece em produtos que usam, na base, um tipo de tecnologia que ajuda a emulsionar (o etoxilado). Se eu tenho um emulsionante que tem essa capacidade de emulsionar água e lipídeo (os dois constituintes do nosso manto hidrolipídico) em um creme, na hora em que ele entra em contato com a pele, se ele for muito forte, vai emulsionar o meu manto hidrolipídico e, ao invés de hidratar, ele vai romper a função de barreira natural e vai começar a desidratar.” O ideal, para isso não acontecer, é buscar produtos cujos veículos sejam à base de fosfolipídeos que formam uma segunda pele e protegem a pele de forma mais efetiva diminuindo a perda de água por evaporação. Base Second Skin e agentes gelificantes como o Lecigel são exemplos.

pele rosto hidratante3

Invista nos hidratantes e reparadores — além de buscar produtos cujos veículos sejam à base de Fosfolipídeos, é ideal investir no ácido hialurônico de alto e baixo peso molecular associados. “Eles são indicados para estimular a produção de hidratação natural em todas as camadas da pele”, comenta a dermatologista. Dois ativos, nesse sentido, se dão muito bem juntos: Hyaxel e DSH CN. “O primeiro é um ácido hialurônico de baixo peso molecular e vetorizado ao silício orgânico, que tem a capacidade de aumentar a expressão gênica de proteínas como aquaporinas, filagrinas, loicrinas e outras importantes para aumentar a auto hidratação; já DSH CN, ácido hialurônico de alto peso molecular, forma um filme de retenção hídrica e devolve elasticidade ao tecido cutâneo”, explica Mika. Com relação aos cremes reparadores, a médica diz que eles são fundamentais e podem ser usados à noite para evitar os danos ambientais como a poluição. “São substâncias antioxidantes com capacidade de reparo celular e que atuam contra os radicais livres”, comenta Thais.

pés

Lembre dos pés, mãos e corpo — hidratar essas regiões é fundamental. “No caso dos pés, passar o hidratante à base de fosfolipídeos ou Nutriomega 3, 6, 7 e 9 e colocar uma meia de algodão ajuda a pele a absorver o produto mais facilmente. Nas mãos, invista nos ácidos hialurônicos. No corpo, a reposição lipídica deve ser eficiente, com opções como Dry Oil que tem na sua composição esteres de karité e purcelin que podem ser associados a outros óleos, restabelecendo a hidratação da pele”, indica a médica.

suplementos vitaminas Jeltovski
Foto: Jeltovski

Beba água e tome vitaminas — a hidratação da pele deve ser dinâmica, por isso beber bastante água é importante independente da estação. “Beber água na medida certa nas estações mais frias ajuda a manter a pele hidratada”, comenta Mika. Além disso, alguns nutracêuticos também são recomendados para uma hidratação dinâmica (de dentro para fora): “FC Oral, ou as chamadas cápsulas de caviar, contém um componente importante, o ômega 3 vetorizado pelo fosfolipídeo, que possui uma identidade com a membrana celular. Dessa forma, o ativo promove uma hidratação de dentro para fora, restaurando os danos dessa membrana e também melhora a fluidez, isto é, permite que os nutrientes sejam absorvidos de uma forma mais plena, o que também traz resultados para a hidratação”, afirma a farmacêutica.

274172_573153_saiba_como_se_livrar_da_acne_web_

Tenha cuidado com retinoides — para tratamento de acne, manchas e rejuvenescimento facial, os retinoides são excelentes opções — e geralmente são prescritos no outono e no inverno. “Mas eles devem ser usados com parcimônia e orientados por dermatologistas. Seu uso contínuo pode causar hipersensibilidade cutânea, vermelhidão e irritabilidade”, alerta Thais. Dependendo da sensibilidade da pele, algumas substâncias podem ser usadas como alternativas naturais ao retinol, como Lanablue, que possui elevados índices de vitaminas do complexo B, além de aminoácidos e tem ação similar aos retinoides na diferenciação dos queratinócitos — suaviza linhas, rugas e densifica a epiderme.

mulher chuveiro banho

Evite banhos muito quentes — ficar mais de 15 minutos em uma ducha quente é mais que o suficiente para comprometer a camada hidrolipídica da pele, que segura a hidratação. “Dessa forma, a pele perde água e lipídeos, o que compromete sua função de barreira. O ideal é banho morno e logo após o banho hidratar a pele”, finaliza a dermatologista.

Fonte: Thais Pepe é dermatologista especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, membro da Sociedade de Cirurgia Dermatológica e da Academia Americana de Dermatologia. Diretora técnica da clínica Thais Pepe, tem publicações em revistas científicas e livros, além de ser palestrante nos principais Congressos de Dermatologia.

Inverno não dispensa protetor solar

Atualmente, segundo dados do INCA, o câncer de pele é os mais prevalentes entre a população brasileira, correspondendo a 30% de todos os diagnósticos de tumores malignos

Os cânceres de pele são os mais incidentes no Brasil, representando cerca de 30% de todos os casos da doença – um número que chega a 165 mil novos casos por ano, segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer). Por isso, o verão é marcado por intensas campanhas de conscientização sobre a doença, mas isso não significa que as estações mais frias do ano não representam risco para a pele.

Em geral, as pessoas tendem a relacionar o câncer de pele exclusivamente ao melanoma. Contudo, 95% dos casos de tumores cutâneos identificados no Brasil são classificados como não melanoma, um índice que está diretamente relacionado à constante exposição à radiação ultravioleta (UV) do sol. O sol durante o inverno, apesar de parecer mais “fraco”, continua emitindo radiação, que possui um efeito cumulativo na pele.

medico examinando pele

De acordo com Bernardo Garicochea, oncologista e especialista em genética da unidade do Grupo Oncoclínicas em São Paulo – Centro Paulista de Oncologia (CPO) -, é importante a avaliação frequente de um dermatologista para acompanhamento das lesões cutâneas. “As alterações a serem avaliadas como suspeitas são o que qualificamos como ‘ABCD’- Assimetria, Bordas irregulares, Cor e Diâmetro. A análise da mudança nas características destas lesões é de extrema importância para um diagnóstico precoce”.

Evitar a exposição excessiva e constante aos raios solares sem a proteção adequada é a melhor medida – e isso vale desde a infância. Vale lembrar que, mesmo áreas não expostas diretamente ao sol e menos visíveis – como o couro cabeludo – podem apresentar manchas suspeitas.

Imunoterapia e o melanoma

O melanoma é o tipo de câncer que apresenta o maior número de mutações genéticas no DNA do tumor. Essas mutações podem confundir o sistema imunológico do paciente e dificultar a ação de terapias tradicionais. Por isso, a imunoterapia é uma das grandes aliadas no tratamento da doença.

protetor-solar-333

“A Imunoterapia é o tratamento que promove a estimulação do sistema imunológico por meio do uso de substâncias modificadoras da resposta biológica. Em resumo, trata-se de um grupo de drogas que, ao invés de mirar o câncer, ajuda as nossas defesas a detectá-lo e agredi-lo”, explica Garicochea. De acordo com ele, 3% dos melanomas são hereditários. O especialista do Grupo Oncoclínicas indica alguns pontos de atenção que podem indicar propensão à doença:

=Pessoas que possuem uma grande quantidade de pintas escuras espalhadas pelo corpo;
=Incidência de melanoma em algum parente muito jovem (menos de 35 anos);
=Mais de dois casos de melanoma na família (em qualquer idade).

Fonte: Centro Paulista de Oncologia – CPO

Rotina de beleza deve manter cuidados com fotoproteção mesmo nos dias frios

Mesmo com a diminuição da incidência dos raios UVB durante as estações mais frias, outono e inveno, os raios UVA continuam com a mesma intensidade o ano todo e contribuem para o desenvolvimento de patologias

Incluir no ritual de beleza cuidados necessários com fotoproteção para uma pele bonita, saudável e longe de complicações, ainda mais em um país tropical como o Brasil, já é uma rotina para as mulheres brasileiras.

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), mais comum entre a população do país, o câncer de pele representa 33% de todos os diagnósticos da patologia. Os tumores de pele do tipo não melanoma representam 175 mil dos 600 mil novos casos da doença estimados para este ano de 2018. Somados a eles, mais seis mil novos casos de melanoma, o tipo mais agressivo dos tumores cutâneos.

corina cunha.png

De acordo com Corina Cunha, Farmacêutica com especialização em Cosmetologia e uma das idealizadoras da Pink Cheeks (marca pioneira no segmento de cosméticos para a prática esportiva), ao contrário do que a maioria das pessoas imagina, o “sol de verão” não é único vilão da história, e a chegada das estações mais frias como o outono e inverno não é motivo para que se diminua a fotoproteção.

“Isso porque a emissão de raios ultravioleta ocorre durante todo o ano, inclusive no inverno e em dias nublados, em qualquer uma das quatro estações. No inverno, o impacto dos raios solares UVB sobre a pele diminui, mas, os raios UVA continuam penetrando com a mesma intensidade e contribuem para o desenvolvimento de câncer de pele e outras lesões cutâneas, como queimaduras, inflamação, alteração no DNA e envelhecimento precoce da pele”, explica Corina.

Mas é possível aliar, de maneira efetiva, beleza e proteção? Felizmente, sim. Hoje, existem marcas de cosméticos que oferecem opção de fotoproteção nas maquiagens. A Pink Cheeks, que é pioneira no segmento de cosméticos para a prática esportiva, lançou com exclusividade no mercado nacional a Sport Makeup, uma linha de maquiagem com altíssima proteção solar UVA e UVB que conta com base, corretivo, iluminador, pó, gloss e o all in one, um produto versátil que pode ser usado como blush, sombra e batom.

A linha ainda agrega resistência à água e ao suor, sendo uma ótima opção para a prática de esportes. Ao utilizar a linha completa obtém-se a proteção em camadas dentro do sistema “layer protection” que os produtos oferecem. A pele fica com múltiplas camadas de filtro solar, ampliando ainda mais os cuidados.

Além da Sport Makeup, a marca conta também com protetores faciais, corporais e destinados aos lábios, todos com altíssimo fator de proteção solar e opções incolores para o público feminino e masculino.

Conheça a linha completa e seus benefícios:

sport makeup1

– Sport Foundation: base em bastão FPS 44, FPUVA 15, de alta cobertura, resistente à água e ao suor. Dermatologicamente testado, o produto uniformiza as imperfeições e a tonalidade da pele. Acabamento mate e aveludado, com vitamina E. Em 8 tonalidades. Tonalidades: Claro, Neutro, Médio, Caramelo, Café Bronze, Café, Café Latte, Cappuccino. Preço: R$ 89,90

sport makeup 3

– Sport Concealer: corretivo FPS 40, FPUVA 30, de alta cobertura, resistente à água e ao suor. Protege o DNA da pele, corrigindo imperfeições como olheiras e manchas sem causar o “efeito máscara”. Dermatologicamente testado, contém ativos que promovem ação antioxidante. Sem parabenos. Em 2 tonalidades. Tonalidades: Caramelo, Bege Neutro. Preço: R$ 49,90

sport make up 5

– Sport All-in-one: blush, batom e sombra em formato bastão FPS 30, FPUVA 10, resistente à água e ao suor, com hidratante. Disponível em 1 tonalidade. Tonalidades: Terracota. Preço: R$79,90

sport makeup 4

– Sport Highligter: iluminador formato bastão FPS 30, FPUVA 10, resistente à água e ao suor, com hidratante. Disponível em 1 tonalidade. Tonalidade: Ivory. Preço: R$84,90

sport makeup 6

Sport Powder: pó translúcido FPS 30, FPUVA 13, de alta proteção, resistente à água e ao suor. Dermatologicamente testado, possui cobertura ultra suave, para um acabamento mate e aveludado, além de controlar a oleosidade da pele. Disponível na tonalidade translúcido, para todos os tipos de pele. Tonalidade: Translúcido. Preço: R$ 89,90

sport makeup 7

– Sport Gloss: gloss labial FPS 10, FPUVA 14. Protege e regenera lábios ressecados pelo sol, sal, cloro, vento e frio. Disponível em 4 tonalidades. Tonalidades: Sweet Cotton, Deep Pink, Gold Rose, Fire Red. Preço: R$ 39,90

Linha de protetores solares:

sport makeup 8

Filtro Solar Corporal Shild – 45g: filtro solar corporal em bastão FPS60 e FPUVA50 ideal para a prática esportiva. Sem fragrância, toque seco, fácil de levar e aplicar, não escorre, proteção muito alta, dermatologicamente testado, resistente à água e único no Brasil. Preço: R$ 84,90

sport makeup 2

Filtro Solar Facial Pink Stick – 14g: filtro solar facial de altíssima proteção – FPS 90 PPD 70. Não escorre com o suor, por isso é ideal para correr, pedalar, caminhar, etc. Possui extrato de groselha negra e Vitamina E, que são antioxidantes. Disponível em 5 tons de cores que se adaptam a diversas tonalidades de pele. Possui também 1 versão incolor, indicada para homens e mulheres. A cobertura do Pink Stick é leve (8% de pigmento), diferente de uma maquiagem convencional, indicado para todo tipo de pele, inclusive as oleosas, pois possui toque seco (fosco). Produto resistente à água por 4 horas em formato bastão que facilita a aplicação. Preço: R$ 79,90

Informações: Pink Cheeks

 

 

Maio é o mês de combate ao melanoma: redobre a atenção com pintas no corpo

Dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia explica como o autoexame da pele permite detectar precocemente o melanoma e aumenta as chances de cura

Maio é o mês do combate ao melanoma, o tipo de câncer de pele com o pior prognóstico e o mais alto índice de mortalidade. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), apesar de não ser o mais frequente câncer de pele, no ano de 2018 são estimados 2.920 casos novos em homens e 3.340 casos novos em mulheres. Com relação ao câncer de pele não-melanoma, estimam-se 85.170 casos novos de câncer de pele entre homens e 80.410 nas mulheres para o ano de 2018. É por isso que você deve ficar atento aos sinais que aparecem no seu corpo.

De acordo com a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, embora a principal causa do melanoma seja genética, a exposição solar também influencia no aparecimento da doença — principalmente com os elevados índices de radiação que atingem níveis considerados potencialmente cancerígenos, onde ocorre exposição à radiação UVA/UVB E IR (infravermelho).

“O filtro solar deve ser usado diariamente independentemente da estação do ano e se está num dia nublado, chuvoso ou encoberto; a radiação UV mesmo em um dia 100% encoberto, ela só é barrada em 30% e 70% dessa radiação passa”, alerta a dermatologista.

Esta fotoexposição, ao longo dos anos, pode gerar lesões novas ou modificar aquelas que já existiam previamente na pele de qualquer pessoa. Com uma exposição solar frequente, seja por lazer ou ocupacional, muitas vezes, as pessoas não percebem a medida da exposição ao sol silencioso no trabalho de campo, no dirigir ou andar na rua.

Diagnóstico precoce

Embora o diagnóstico de melanoma normalmente traga medo e apreensão aos pacientes, as chances de cura são de mais de 90%, quando há detecção precoce da doença, segundo a SBD. “Por isso, a realização do autoexame dermatológico é necessária”, explica Claudia.

melanoma pele exame medico

Autoexame 

O autoexame deve ser realizado principalmente nas pessoas de pele clara, aquelas que possuem antecedentes familiares de câncer de pele, têm mais de 50 pintas, tomaram muito sol antes dos trinta anos e sofreram queimaduras. Quem tem lesões em áreas de atrito, como área da peça íntima, sutiã, palma das mãos, planta dos pés e área do couro cabeludo, também deve seguir as instruções.

A indicação também vale para as pessoas que apresentam muitas sardas e manchas por exposição solar anterior, já retiraram pintas com diagnóstico de atípicas, não se bronzeiam ao sol, e consequentemente acabam adquirindo a cor vermelha com facilidade e apresentam qualquer lesão que esteja se modificando.

“Podemos realizar esse procedimento com certa regularidade, uma vez por mês, na frente do espelho e de preferência com luz natural, para verificar o surgimento de alguma mancha, relevo ou ferida que não cicatriza”, indica a médica.

As dicas para o autoexame são:

mulher espelho banho thumbnail-full01.png

=Examine seu rosto, principalmente o nariz, lábios, boca e orelhas.
=Para facilitar o exame do couro cabeludo, separe os fios com um pente ou use o secador para melhor visibilidade. Se houver necessidade, peça ajuda a alguém.
=Preste atenção nas mãos, também entre os dedos.
=Levante os braços, para olhar as axilas, antebraços, cotovelos, virando dos dois lados, com a ajuda de um espelho de alta qualidade.
=Foque no pescoço, peito e tórax. As mulheres também devem levantar os seios para prestar atenção aos sinais onde fica o sutiã. Olhe também a nuca e por trás das orelhas.
=De costas para um espelho de corpo inteiro, use outro para olhar com atenção os ombros, as costas, nádegas e pernas.
=Sentada(o), olhe a parte interna das coxas, bem como a área genital.
=Na mesma posição, olhe os tornozelos, o espaço entre os dedos, bem como a sola dos pés.

De acordo com a dermatologista, este tipo de cuidado de rotina, principalmente para quem tem a pele bem clara e com muitas pintas, promove consciência e aguça o olhar sobre as lesões, aumentando a percepção de mudança ou seu crescimento. O passo seguinte, ou mesmo em caso de dúvida, é visitar o dermatologista.

Lesões preocupantes 

melanomaimage10b-large

Para saber se uma lesão é mais preocupante, normalmente é usada a regra do ABCD (área, borda, cor e diâmetro) sobre pintas com pigmentação. “Dividimos a lesão em quatro partes iguais e comparamos os quadrantes observando a simetria, avaliamos as bordas identificando irregularidade na forma de desenhos circinados, observamos a presença ou não de várias cores compondo esta figura e observamos se apresenta diâmetro acima de 6 mm”, comenta a médica.

Quanto aos sinais clínicos, qualquer lesão que coce, doa ou sangre e que aumente de tamanho com rapidez ou apresente sensibilidade, precisa ser examinada por um dermatologista, que fará então uma dermatoscopia manual ou de preferência digital avaliando a necessidade da retirada cirúrgica.

Além de prevenir o surgimento do melanona, o autoexame, por ser uma avaliação em que o paciente começa a detectar precocemente lesões que apresentam sinais e sintomas diferentes dos habituais ou que estão crescendo, proporciona visitas precoces ao dermatologista que decidirá sobre o tratamento terapêutico em questão com chances maiores de cura.

“Outra lesão que hoje é bastante comum, principalmente após a quinta e sexta década de vida são os carcinomas, tanto provenientes da camada basal, como da camada espinhosa da epiderme, que quando diagnosticados também com rapidez trazem 100% de cura ao paciente”, informa a dermatologista.

A grande maioria destas alterações tem componente genético, pelo tipo de pele herdada, mas tem como gatilho principal a exposição solar crônica sem a proteção solar adequada.

protetor-solar-333

“Todos os pacientes devem aplicar FPS diariamente antes de sair de casa, principalmente quando em contato com o meio e precisam reaplicar pelo menos mais uma ou duas vezes ao dia, evitando assim a perda da saúde e da beleza da pele”, recomenda a dermatologista.

Fonte: Claudia Marçal é dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, Membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialização pela AMB, Membro da American Academy of Dermatology e CME na Harvard Medical School

Dermatologista ensina cinco práticas para cuidar da pele no outono

Tomar água, usar hidratantes e protetores solares são algumas das recomendações para manter a pele saudável nessa estação do ano

A pele é um dos órgãos mais sensíveis às intempéries climáticas e durante o outono ela sofre ainda mais com as alterações bruscas de temperatura, calor e frio, além do tempo seco. Por isso, nessa época, a pele merece cuidados especiais para mantê-la bonita e saudável.

Para a dermatologista do Hospital Santa Cruz (HSC), Cassiana Tami Konishi Okada, no tempo frio é comum a pele ficar desidratada e com aspecto esbranquiçado. “Deixar a pele sem cuidado, pode provocar complicações, como doenças e alergias. E sob a exposição solar, mesmo nas temperaturas mais amenas como a do outono, é importante manter a proteção contra os raios solares ultravioletas”, afirma.

Para evitar estes e outros problemas, a dermatologista do HCS recomenda cinco práticas, simples e essenciais, para auxiliar a manter o bem-estar da pele na mais instável das estações.

1) Hidratação Interna

mulher bebendo água ibbl

Nesse período, o ar seco rouba a umidade dos olhos, das vias respiratórias e também da pele. A ingestão de água é fundamental e é a melhor prática para manter a pele hidratada e evitar o ressecamento. Recomenda-se beber no mínimo dois litros de água ao dia. Carregue sempre que possível uma garrafinha no carro, no trabalho, em casa, tomando pequenas quantidades do líquido, com disciplina e frequência.

2) Hidratação externa

hidratantes3

Outra forma de hidratar a pele é por meio do uso de cremes e loções hidratantes. Existem diferentes tipos de produtos para cada região do corpo. Para as mãos, por exemplo, os hidratantes precisam ser mais resistentes às lavagens e ter uma absorção rápida para que não atrapalhe a rotina das atividades diárias. Para os pés, devem ser mais potentes, o suficiente para que haja uma absorção adequada pela pele espessa da região, e não muito oleoso, para evitar desconforto ao utilizar os calçados. Os hidratantes labiais, especialmente, não precisam ter gosto e brilho. Devem ser aplicados diariamente, de preferência, após o banho, quando a pele úmida facilita sua absorção.

3) Banho

freegreatpicture-mulher-banho

O banho quente e prolongado, assim como o uso de bucha ou esponja áspera, resseca a pele e deve ser evitado. O ideal é usar água morna no banho com duração de até dez minutos, utilizando sabonetes neutros. É bom lembrar que com a diminuição das chuvas o ar fica mais poluído, principalmente nas cidades, e as partículas suspensas impregnam mais na pele, desencadeando um estresse oxidativo, produzindo radicais livres que, por sua vez, induzem ao envelhecimento. Assim, o banho diário para a higienização é fundamental para manter a pele saudável.

4) Proteção Solar

protetor -solar- rosto

Além da higiene e hidratação adequadas, a proteção solar é fundamental também no outono. Atualmente, até para facilitar o dia a dia das pessoas, existem opções de cremes multifuncionais que agregam num mesmo produto hidratante, protetor solar e ativos que combatem o envelhecimento. O recomendável é a utilização de protetores solares a cada três horas nas áreas expostas. O fator protetor vai depender de cada pele e recomenda-se procurar um especialista para orientação adequada.

5) Lavar o Rosto

limpar lavar rosto agua.jpg

Uma prática importante não só no outono, mas nas outras estações também, é lavar o rosto antes de dormir. A pele fica exposta a grande quantidade de impurezas durante o dia e precisa de uma limpeza profunda. Recomenda-se usar água fria ou morna em abundância. Outra prática indicada é hidratar o rosto antes de se deitar. Mas, atenção para o excesso de creme. Ele deve ser específico para cada tipo de pele e não muito oleoso.

Fonte: Hospital Santa Cruz