Arquivo da categoria: outono/inverno

Corello seleciona produtos para apoiar a Fundação Laço Rosa

Ao comprarem modelos de scarpins, clientes automaticamente ajudam na prevenção contra o câncer de mama

scarpins corello

Em apoio ao mês de prevenção contra o câncer de mama, a Corello e a Fundação Laço Rosa promovem até o fim do mês de outubro, uma ação filantrópica em que clientes podem ajudar automaticamente ao efetuarem compras de produtos selecionados.

Parte da renda arrecada ao longo do mês com os produtos “Outubro Power Rosa” vão direto para a instituição, que atende diretamente centros de infusão de quimioterapia através do acolhimento, doação de perucas, programas de empoderamento feminino e ações que chamam a atenção da sociedade para a causa, como o Cristo Redentor iluminado de rosa no Rio de Janeiro.

scarpin corello1

Entre os produtos participantes da ação estão modelos de scarpin nas cores rosa e vermelho, por exemplo. A Corello é uma das marcas que apoia a causa como incentivo à saúde das mulheres brasileiras.

corello

Informações: Corello

Anúncios

Dicas práticas para limpar a casa e prevenir alergias

Com o inverno em curso, a marca Arno reúne dicas para minimizar a presença de impurezas nos ambientes e, assim, evitar crises alérgicas

 

Quem nunca sentiu sensação de nariz entupido, coceira nos olhos, ressecamento das mucosas, garganta seca e tosse irritante? Os principais vilões normalmente são microscópicos e estão sempre por perto, em locais onde nem imaginamos. Mesmo que o ambiente esteja limpo, quem sofre com crises alérgicas precisa estar atento à higienização para evitar contato com microrganismos como ácaros e fungos.

Pensando em minimizar esse impacto, a Arno reúne dicas práticas para ajudar na rotina de limpeza doméstica – um auxílio à prevenção de alergias e doenças respiratórias –, no momento em que lança o primeiro modelo vertical de aspirador de pó: Arno Cyclonic Force Light, portátil, potente e eficiente.

Confira abaixo as dicas da marca

tapete cachorro personal clean

1. Aspire toda a casa de uma a duas vezes por semana. Se tiver pets, devido ao acúmulo de pelos, o uso do aspirador deve ser redobrado. Opte sempre por aspiradores, pois vassouras e espanadores fazem a poeira subir e espalhar-se pelo ar – o que prejudica os alérgicos. Após a aspiração, passe um pano úmido para finalizar a limpeza, tanto nos móveis quanto no chão.

cama lider

2. No quarto, mantenha as roupas de cama sempre limpas. O ideal é trocá-las uma vez por semana. Aproveite essas trocas para aspirar o colchão e deixá-lo ventilar por algumas horas.

travesseiro

3. Se possível, deixe os travesseiros no sol pelo menos uma vez por mês e lave-os a cada seis meses. O mesmo pode ser feito com as almofadas.

janelas abertas
Foto: Emily Beeson/Morguefile

4. Não se esqueça de aspirar os tapetes e tirar o pó das cortinas toda semana.

janela

5. Nos dias mais quentes e ensolarados, abra portas, janelas, guarda-roupas e gavetas para o ar circular. Aproveite essas ocasiões para tirar roupas, tapetes, edredons e cobertores guardados e expor tudo à luz solar, a fim de eliminar o mofo que possa estar presente.

A recomendação da Gerente de Marketing de Non-Food do Groupe SEB, Júlia Castro, é prestar atenção aos lançamentos do mercado de limpeza e distinguir bem as funcionalidades de cada utensílio doméstico. “Ter em casa um bom aspirador de pó é fundamental para facilitar a limpeza do dia a dia. A mais nova linha de aspiradores Arno Cyclonic Force, por exemplo, é eficiente e possui itens que permitem aspirar a poeira inclusive de locais difíceis de atingir, a que nem sempre damos atenção”, revela a executiva.

aspirador arno 1.png

O novo Arno Cyclonic Force Light certamente será um excelente companheiro para as limpezas rápidas do dia a dia porque oferece máxima autonomia e desempenho. É prático, superleve (2,3 kg), portátil e flexível para manobras. Por ser sem fio, possibilita mobilidade e autonomia a quem o manuseia. Tem máxima potência e poderosa bateria de lithium (14,4 V) de alta duração, com independência de até 30 minutos.

Possui a exclusiva tecnologia Cyclonic, com a força de sucção em forma de um ciclone, que potencializa o fluxo de ar e permite aspirar mais e melhor. Conta com duas velocidades, tem carregador de parede, elevada capacidade do reservatório para armazenar até 0,65 L de sujeira e escova com luz de LED que permite enxergar até as menores partículas de sujeira. E, para maior comodidade, pode ser guardado na posição vertical. Preço sugerido: R$ 599,99.

Outras opções de aspiradores Cyclonic Force

Com design moderno, a nova linha da Arno destaca a tecnologia Cyclonic, que potencializa o fluxo de ar para aspirar mais e melhor. Os lançamentos trazem o exclusivo e patenteado acessório Delta, que, em formato triangular, permite a remoção até mesmo da sujeira nos cantos.

cyclonic force

Compacto, forte e com alto poder de sucção, o novo aspirador Arno Cyclonic Force limpa a sujeira até nos cantos mais difíceis da casa. Com 1.400 W de potência, tem capacidade para armazenar até 1,2 L de sujeira. Preço sugerido: R$ 349,99.

force L.png

Já o Arno Cyclonic Force XL atrela alta performance a qualidade. Com potência de 1.400 W, tem capacidade para armazenar até 1,5 L de sujeira. Preço sugerido: R$ 369,99.

Ambos os produtos chegam com kit completo de acessórios, que inclui bocal para aspirar cortinas e estofados, bocal 2 em 1 com escovinha e de uso especial para cantos e frestas, dois tubos prolongadores, uma mangueira de sucção, um enrolador automático de fio (cada modelo possui uma metragem específica) e rodas emborrachadas que não riscam nem mesmo os pisos mais sensíveis.

Informações: Arno  – SAC (11) 2060-9777

 

Médicos-veterinários dão dicas para prevenir a gripe em pets

 

Grandes variações de temperatura e baixa umidade do ar, situações frequentes no outono e também no inverno, fazem com que a incidência de doenças respiratórias em cães aumente nesta época do ano.

Por isso, é importante manter os pets aquecidos e abrigados, especialmente nos dias mais frios, como sugere o médico-veterinário Rodrigo Mainardi, presidente da Comissão Técnica de Clínicos de Pequenos Animais do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP). “É interessante manter os animais em áreas cobertas e longe de corredores de vento, para tentar amenizar as mudanças bruscas de temperatura.”

Deixar os cães em lugares fechados, onde não há circulação de ar, ou em locais com grande concentração de animais, como creches, canis e abrigos, também favorece a transmissão de viroses, explica a médica-veterinária Rosangela Gebara, membro da Comissão Técnica do Bem-Estar Animal do CRMV-SP.

“Quase todos os cães são suscetíveis à infecção da gripe canina e a doença tende a se espalhar mais facilmente entre os animais que ficam alojados em um mesmo local” observa a médica-veterinária.

Há dois tipos do vírus Influenza A que causam gripe em cães – o H3N8 e o H3N2. “Esses vírus causam a doença em cães, mas não em seres humanos” enfatiza Rosangela. A gripe canina pode ser transmitida por meio de tosse e espirros de cães infectados e também por cães não infectados que entraram em contato com objetos contaminados.

veterinarian dogs

Sintomas

Mainardi explica que, como na gripe humana, coriza, tosse seca e apatia são os primeiros sintomas observados nos animais gripados. Mas eles também podem apresentar espirros, febre e falta de apetite. “Como muitas doenças graves nos cães também são virais e possuem esses mesmos sinais, assim que o tutor perceber os sintomas é recomendável a visita ao médico-veterinário”, orienta.

Rosangela ressalta que a maioria dos cães melhora após duas ou três semanas. “Dependendo da gravidade dos sintomas e do status imunitário do animal, ou seja, se for um animal muito jovem, idoso, com a imunidade baixa ou com alguma outra doença concomitante, a gripe pode piorar”, diz. Nesse caso, o animal pode ter uma infecção bacteriana secundária e desenvolver uma pneumonia, que pode se agravar e levar o animal à morte se não for tratada.

Cuidados

Se o cão estiver com gripe é importante mantê-lo bem hidratado, disponibilizando água fresca em diversos pontos da casa. A médica-veterinária também recomenda reforçar a alimentação. “Animais gripados necessitam de um maior aporte calórico para enfrentar a infecção, portanto devemos oferecer alimentos mais palatáveis e em maior frequência e quantidade.”

Também é importante evitar ao máximo dar banhos no animal doente. Se for realmente necessário, o mais indicado é dar banhos rápidos, com água morna, lembrando de secar bem o pelo do animal.

Quanto aos passeios, deve-se seguir a rotina do animal, evitando, no entanto, exercícios muito intensos, passeios na chuva ou nas horas do dia em que a temperatura esteja muito baixa. “Os passeios diários, seguindo o ritmo do cão, são benéficos e não devem ser cortados, só se for por recomendação médica-veterinária” diz Rosangela.

cachorro inverno frio

Para Mainardi, os cuidados variam de animal para animal, por isso é importante que o tutor siga as orientações do profissional que acompanha o pet. “Em alguns casos o médico-veterinário pode prescrever anti-inflamatórios e/ou xaropes com anti-histamínicos para melhorar os sintomas da tosse e coriza” esclarece Rosangela.

Roupas, assim como caminhas, casinhas, potes de água e de comida não devem ser compartilhados com outros animais enquanto o cão estiver doente. “Como em toda gripe, a transmissão é fácil e rápida, portanto o isolamento do animal também é recomendado” complementa Mainardi.

Prevenção

Vet dog and injection

Existem vacinas que protegem contra o vírus da parainfluenza canina. Essas vacinas devem ser aplicadas, de forma preventiva, em filhotes a partir das oito semanas de vida e repetidas anualmente, seguindo sempre a recomendação do fabricante e do médico-veterinário. Geralmente são vacinas de aplicação intranasal e que protegem também contra Adenovírus Canino Tipo 2 e Bordetella bronchiseptica, uma bactéria que pode causar bronquite.

“As vacinas só devem ser aplicadas por um médico-veterinário e somente em animais saudáveis. Não se deve vacinar animais enfermos, subnutridos, parasitados ou sob condições de estresse”, alerta a médica-veterinária.

Outras medidas podem contribuir para evitar que o animal fique gripado:

• evitar passeios em dias muito frios;
• não deixar o cão dormir ao relento, protegendo-o de correntes de ar e intempéries;
• colocar cobertores nas casinhas e roupas para mantê-los aquecidos nos dias frios. Os tutores devem priorizar o uso de roupinhas confortáveis e que não restrinjam a movimentação do animal;
• manter o cão bem hidratado;
• oferecer uma quantidade maior de alimentos e que sejam mais agradáveis ao paladar, a fim de manter a imunidade do animal.

Fonte: CRMV-SP

Segunda pele é térmica e mantém o corpo aquecido e seco

Com diversos níveis de isolamento e retenção da transpiração, uma peça segunda pele é essencial e deve ser usada para quem pratica esporte ao ar livre, para quem vai viajar para um local frio – montanha ou cidade e até mesmo para quem quer apenas se aquecer de forma confortável nos dias mais frios por aqui. É térmica, portanto mantém o calor natural do corpo. Além disso, ajuda a expelir o suor da transpiração mantendo o corpo seco.

A Benevento, especializada em roupas e acessórios para neve e inverno, trabalha exclusivamente com grifes internacionais oferecendo sempre as últimas tendências da moda. São mais de 40 marcas dentre blusas, casacos, jaquetas e calças, casuais ou esportivas, que deixam o corpo aquecido e elegante mesmo nas temperaturas mais baixas. 

Acima, calças segunda pele da Black Spade, masculina e feminina. Preço sugerido: R$ 179,00 cada

Para segunda pele, há variedades de camisetas, blusas e calças de grifes, modelos com design e conforto e confeccionadas utilizando-se da mais alta tecnologia nos tecidos podendo ser usadas em diversas situações. São produtos exclusivos das marcas Spyder (Estados Unidos), Mico (Itália) e Black Spade (Turquia).

Os modelos (feminino, masculino e infantil) têm looks perfeitos para ambientes urbanos e muito confortáveis para a prática de esportes. As calças segunda pele não têm costura, o que garante muito conforto e liberdade de movimento. Há várias opções de peças, desde as com moderada retenção de calor até as com alta retenção.

Informações: Benevento

Alerta: cães e gatos precisam de cuidados especiais no inverno

A queda abrupta nas temperaturas afeta também os pets que, além de sofrerem com o desconforto causado pelo frio, podem desenvolver sérios problemas de saúde. Para cuidar melhor de seu pet no inverno, confira as dicas da veterinária Djeniffer Navroski e da farmacêutica Sandra Schuster, da docg., primeira empresa de vendas diretas de produtos para pets.

1 – Vacinação

cachorro vacina doglistener
Foto: Doglistener

Estar com a vacinação em dia é fundamental para a saúde dos animais e isto inclui a vacina contra a “gripe dos cães” ou traqueobronquite infecciosa (Tosse dos canis), doença cujo risco aumenta no inverno devido ao clima mais frio e à consequente queda na imunidade. Já nos gatos a prevenção contra a rinotraqueíte é feita na vacina tríplice, quádrupla ou quíntupla, que também deve ser administrada anualmente.

Mas a veterinária alerta: “caso o animal esteja apresentando qualquer sintoma de gripe ou rinotraqueíte precisa ser tratado antes de ser vacinado”. Tosse seca, secreções nasais, espirros e a impressão de que cão está engasgado são sinais de gripe nos cães. Nos gatos, atenção a espirros, secreção nasal e febre.

A Tosse dos Canis pode ser causada, ainda, por diversos agentes infecciosos, entre eles a Bordetella bronchiseptica, que acomete também os humanos. Mais um motivo para investir na prevenção.

2 – Banho

gato tomando banho pinterest

A temperatura da água e do ambiente deve ser adequada ao clima. Em casa ou no pet shop, a água deve ser morna e o ambiente aquecido. Para que o pet não sofra com a mudança brusca de temperatura, ao sair do pet shop, o tutor deve vesti-lo com uma roupa e cobri-lo com um cobertor ou manta, preferencialmente.

Com o frio é normal que a pele dos animais resseque com mais facilidade, por isso é importante estar atento à fórmula do xampu e condicionador. “Desenvolvemos produtos específicos para o tipo de pelagem dos pets e as fórmulas são livres de parabenos e óleos minerais, ajudando a manter a pele e a pelagem mais hidratadas. Além disso, todos os xampus contêm um ativo neutralizador de odores, que faz com que o banho ‘dure mais tempo’, ajudando a reduzir a frequência das lavagens”, comenta Sandra Schuster.

docg banho.jpg

Outra alternativa criada pela docg. é o banho seco. Nas versões em pó ou spray, é uma opção para manter o pet limpo reduzindo o número de banhos úmidos.

banho seco docg

Durante o inverno também é importante que o tutor opte por tosas mais altas para ajudar a proteger o pet. A tosa higiênica deve ser mantida, pois auxilia na higiene e evita que os pelos das patas fiquem úmidos por muito tempo.

3 – Hidratação

gato bebendo agua fonte Icon Home Design
Foto: Icon Home Design

Com temperaturas mais baixas, os animais tendem a ingerir menos água, o que pode prejudicar a saúde, principalmente dos gatos, que têm maior tendência a problemas renais. É importante estimular o consumo de água distribuindo mais potes pela casa e fazendo uso de fontes, que mantêm a água em movimento. Ofertar alimentos úmidos, como em pasta de alta qualidade e sachês, também auxilia a suprir parte da necessidade de líquidos.

hidratante pet

A pele das patas dos animais sofre bastante com as temperaturas baixas, principalmente nos dias de geada. Para reduzir os efeitos do frio, os cães podem usar sapatinhos quando saem para o passeio, mas são poucos os animais que se acostumam com o acessório. O ideal é evitar os horários mais frios e também usar um hidratante. “A docg. criou um creme para patas com D-pantenol e glicerídeos de soja, que hidrata profundamente a pele dos pets. Ele também está sendo muito utilizado nos focinhos, que igualmente sofrem com as baixas temperaturas”, revela a farmacêutica.

4 – Roupas

cachorro roupinha pixabay

Roupas não servem apenas para embelezar os animais, elas ajudam a manter o calor dos pets, principalmente dos animais com pelo curto ou que não possuem subpelo. “É importante tirar a roupa do pet e escovar os pelos todos os dias para que não embolem e causem desconforto ou, até mesmo, a proliferação de fungos”, alerta Djeniffer. “O ideal é trocar a roupa a cada dois dias, para evitar o acúmulo de sujeira e umidade”, complementa.

5 – Atividade física

cachorro chuva
Foto: La Tienda de Frida

Assim como os humanos, os animais tendem a ficar menos ativos nos dias mais frios. Porém, os tutores devem manter o nível de atividade física dos animais, pois os exercícios evitam o ganho de peso e auxiliam na termorregulação (controle da temperatura corporal).

6 – Caminhas e casinhas

gata-na-caminha-castlelass

Camas e cobertores ajudam a manter o pet aquecido no período de descanso. Há várias opções de camas, inclusive forradas com pelos, que ajudam a aquecer ainda mais o animal. Gatos também gostam muito de tocas, portanto avalie a possibilidade de comprar uma cama no formato iglu. Utilizar tapetes ou cobertores embaixo da caminha ou camas elevadas também é indicado. Outro cuidado é em relação a mudanças bruscas na temperatura. Se o pet estiver dentro de casa, em um ambiente aquecido, não deve sair diretamente para a parte externa. Além disso, aquecedores só devem ser usados junto com umidificadores de ar e os animais não devem ficar muito próximos dos equipamentos para evitar acidentes.

Para os animais que ficam no jardim, o ideal é que a casinha fique numa área coberta. As fabricadas com proteção térmica e portas ajudam a evitar a entrada de vento e amenizam o frio. Dentro das casinhas é recomendado o uso de caminhas e cobertores. Mas é fundamental cuidar da higiene do ambiente e acessórios e trocar sempre que estiverem úmidos.

cachorro e gato deitados.jpg

Com essas dicas seu pet estará pronto para enfrentar a estação mais fria do ano.

Fonte: docg.

 

 

Babados e volumes são tendências desta temporada

O SPFW acabou faz um tempinho, mas diversas tendências que foram vistas nas passarelas da última edição já podem ser encontradas nas lojas de todo Brasil. A PatBo desfilou sua coleção de inverno 2018 e uma das tendências vistas nos looks foram as peças com babados e volumes.

Assim, que tal ver algumas opções de peças que seguem o trend? Abaixo modelos das marcas Amaro, Amissima, Cruise, Enfim, John John, Le Lis Blanc, Lenny Niemeyer, Lez a Lez, Lunender, Maria Filó, Mixed e PatBo.

Investir em acessórios é transformar o look

Sabe aqueles dias de preguiça em que nos falta inspiração para montar um look confortável, mas que também tenha informação de moda? Pois bem, o segredo é simples – aposte nos acessórios. Pode ser a it bag do momento, um brinco descolado ou um cinto cheio de personalidade.

A Marisa possui vários acessórios que podem ajudar na hora da dúvida. Brincos, colares, bolsas, chapéus… as opções são várias, confira abaixo:

Informações: Marisa

John John inicia liquidação com descontos de até 40%

John John deu início a sua liquidação progressiva com descontos de até 40%. Todos os produtos da marca entram na ação que funciona da seguinte maneira: na compra de dois produtos, o desconto aplicado é de 20%, três produtos 30%, quatro ou mais produtos 40%.

Peças femininas e masculinas entram na sale. Vestidos, camisas, saias, calças, acessórios e sapatos são algumas das opções que o cliente pode escolher durante a compra. Uma boa opção para quem ainda não comprou o presente do Dia dos Namorados.

 

A promoção é válida em todas as lojas físicas e no e-commerce da marca, enquanto durarem os estoques.

 

As baixas temperaturas e os pets

Estamos no outono e o inverno está se aproximando. Com a chegada das temperaturas mais baixas os animais ficam mais vulneráveis a algumas doenças, assim como os humanos. As respiratórias, causadas por vírus e bactérias, são as mais comuns em cães e gatos. Casos de doenças como erlichiose também aumentam devido ao tempo seco do inverno e a alta proliferação de carrapatos.

Nessa época do ano, os atendimentos no Pet Care crescem em até 20% por conta das condições climáticas.

Em cães, a Gripe Canina, também conhecida como “tosse dos canis”, é a doença respiratória mais frequente nos meses frios. Ela é transmitida pela bactéria Bordetella e quando animais sadios não vacinados entram em contato com cães doentes. Os sintomas são parecidos com os da gripe humana: espirros, falta de apetite e tosse seca. Em casos mais graves, a gripe canina pode até evoluir para uma pneumonia.

cachorro deitado doente

Em gatos, a doença respiratória mais comum é a rinotraqueíte. Ela é transmitida pelo vírus Herpesvírus Felino, que não é contagioso para os humanos. Geralmente, os gatos que não foram vacinados podem adquirir o vírus quando são filhotes e, uma vez contaminado, 80% dos gatos tornam-se portadores dela pelo resto da vida.

Os gatos podem desenvolver os sinais da doença dependendo do seu sistema imunológico. Os principais sintomas são: espirros, secreção nasal (catarro), secreção ocular, dificuldade para respirar e desidratação. Alguns animais podem apresentar também dermatite ao redor dos olhos, devido a quantidade de secreção de pus na região.

gato coçando os olhos warren photographic
Foto: Warren Photographic

O tratamento para ambos inclui antibióticos, colírios, soro, inalação e suporte nutricional adequado, que depende do quadro clínico de cada animal.

“A melhor maneira de prevenir as gripes nos pets é por meio da vacinação. Assim como nos humanos, a dose anual precisa estar em dia”, ressalta a veterinária Carla Berl, diretora da rede de hospitais veterinários Pet Care.

Já erlichiose, conhecida como doença do carrapato, pode ser uma doença silenciosa e destruir a medula óssea e rins lentamente. Os principais sintomas que cães infectados são, febre, prostração, perda de apetite e hemorragias. Podem ainda ocorrer urina com sangue, pneumonia, vomito e diarreia. Como os sintomas da Doença do Carrapato variam de animal para animal, ela também pode ser confundida com a cinomose.

“Por isso, todo animal que passeia em praças, frequenta banho e tosa ou áreas onde tem carrapatos e mosquitos, ficam em hoteizinhos, sítios, fazendas e litoral, devem fazer exames periódicos anualmente, para ser diagnosticado antes da manifestação da doença, e assim, ter um tratamento mais eficaz”, completa Carla.

gato e cachorro adoção3.jpg

É importante lembrar que animais sentem frio e é preciso oferecer um abrigo e não deixar dormir no chão gelado. Alguns animais doentes crônicos podem sofrer de hipotermia se não estiverem saudáveis. Uso de roupas, caminhas e cobertores ajudam para eles não sintam muito frio. Animais que dormem desabrigados estão mais propensos a adquirirem essas doenças de inverno.

Fonte: Pet Care

 

Cinco peças que não podem falta no guarda-roupa de outono&inverno

Os dias de frio já deram as caras. E, como você sabe, a moda feminina está se renovando constantemente. A cada estação, nos deparamos com infinitas novidades para repaginar o closet e deixar o look ainda melhor.

No entanto, há sempre aquelas peças clássicas e que são indispensáveis no nosso guarda-roupa, independente das tendências que estão bombando no momento. Essas roupas são excelentes, não somente para compor qualquer visual com muito estilo, como também nos esquentar durante o outono&inverno.

Quer descobrir quais são elas? Selecionamos cinco itens que não podem faltar na estação mais charmosa do ano. Anota aí:

Jaqueta de couro

A jaqueta de couro é uma das peças mais curingas que podemos ter. O item, que ficou popularmente conhecido entre as décadas de 1950 e 1960, vem, até hoje, marcando presença nos nossos looks mais estilosos.

A boa notícia é que a jaqueta de couro é superdemocrática: combina bem em qualquer estilo e pode ser usada em diversas ocasiões! Há ainda, outro ponto que merece destaque. Por exemplo, se você não abre mão da moda ecofriendly, basta utilizar os modelos produzidos a partir de couro ecológico, fazendo com que a peça continue com a sua qualidade em alta, mas sem agredir o meio ambiente.

Se você não quer usar a jaqueta de couro apenas na cor preta, não se preocupe! É possível encontrar opções em variadas cores, como o marrom, o branco e, claro, o vermelho — que é a tonalidade mais queridinha do momento.

julianne.jpg

Como usar

Em dúvida sobre como usar a jaqueta de couro para compor os seus looks? É muito fácil: combine o item com uma calça justinha ou jeans, saias floridas, camisetas e vestidos para a noite. Você vai arrasar.

Suéter

Sabe aquele dia em que não estamos com muita criatividade para compor o look? Nestes momentos, o suéter pode ser a sua melhor escolha! Além de ser muito charmosa, a peça é atemporal e já provou que cai bem em diversas ocasiões, tanto no outono, quanto no inverno.

O suéter também pode variar de estilo. Hoje em dia, você encontrará modelos em tricot, lã ou crochê, com a manga longa, gola alta e outros adereços, como botões.

Para os dias de frio intenso, prefira as opções mais pesadas, que geralmente são de lã e com golas maiores. Agora, se o clima está apenas nublado, aposte em uma versão mais leve, que é o caso dos formatos abertos.

julia roberts

Como usar

Os modelos curtinhos podem ser usados tanto com saias e vestidos, quanto com peças mais formais. Para o office look, por exemplo, há a possibilidade de investir em um suéter com gola V e combiná-lo com uma camisa social. Estiloso na medida certa. Por outro lado, se você procura por uma produção mais casual e cheia de personalidade, os modelos mais longos se encaixam perfeitamente com peças justinhas. Legging, calça skinny e saia com meia-calça são ótimas sugestões!

Calça jeans

Não há discussão! A calça jeans veio para ficar e tem sido um item essencial no nosso closet em qualquer estação do ano — do inverno ao verão. Basta checar os looks das principais fashionistas e it girls, que constantemente são clicadas usando a peça nas suas produções mais incríveis.

O que não falta são opções para escolher a calça jeans ideal. Os modelos que mais estão fazendo sucesso são os destryoed e boyfriend, que combinam muito com camisetas justinhas e casacos; o jeans flare, super indicado para usar com salto alto e alongar a silhueta; além do jeans preto ou escuro, que é a cara do inverno e traz um toque de elegância para o look.

sandra-bullock
Pinterest

Como usar

O jeans é muito versátil e conversa bem com várias outras peças. O blazer é uma delas e fica ótimo quando usado em encontros formais e com uma pegada mais chic. Para os pés, aposte em botas quentinhas, no tradicional scarpin ou, até mesmo, na tendência do tênis branco.

Cachecol

Quer saber como arrematar a sua produção de inverno? Invista no cachecol! O acessório é a melhor opção para acompanhar você nos dias mais frios e, de quebra, ajuda a deixar o look bem estiloso.

A peça, que já se tornou indispensável para muitas pessoas, surge nas lojas em diferentes versões. Aqui, você poderá escolher entre os modelos em tecidos leves e estampados, ou também, aqueles em tricô, que são excelentes para os dias bem frios.

Em resumo, o cachecol é a peça que faltava para transformar o seu look, deixando o visual mais moderno e sofisticado.

halle berry
Pinterest

Como usar

O que não falta é opção para escolher o seu cachecol preferido. São diferentes cores, tecidos e estampas que, certamente, deixarão a sua produção de cara nova. Para a nossa felicidade, o acessório pode ser usado de várias maneiras: com calça jeans, jaqueta de couro, blazer, moletom ou, inclusive, com um vestido, saia ou shorts. Não tem erro.

Colocou uma roupa escura e está achando a combinação muito apagada? O cachecol é ideal para quebrar a monotonia! Encontre uma cor chamativa, como o vermelho, amarelo ou pink, e você terá um look despojado e super original.

Trench coat

Uma das peças que não podem ficar de fora do guarda-roupa no inverno é o trench coat. Muito indicado para a estação mais fria do ano, o item é hiper prático, funcional e, claro, proporciona um estilo bastante britânico e sofisticado para a produção.

A peça pode ser levada ao look de diferentes modos — aberto, fechado, com calças ou fazendo a vez do vestido. Em todas as opções, você ficará super aquecida e cheia de estilo.

Geralmente, você encontrará o trench coat em cores mais neutras, como o bege ou caramelo. Há também, os modelos em preto, branco ou azul-marinho. Agora, se você gosta mesmo de ousar, ouse sem medo e utilize uma cor mais intensa. Os tons de pink, vermelho e amarelo são excelentes opções para destacar e valorizar o seu visual.

nicole kidman.jpg

Como usar

Quer uma combinação superconfortável? A nossa dica é combinar o trench coat com uma calça skinny e camiseta. Para os pés, prefira uma sapatilha, tênis ou outro calçado básico. Mas, se você está em busca por um look sofisticado e poderoso, componha o look utilizando a peça junto a uma camisa social ou suéter. Uma bota de couro ou salto alto ainda complementarão o visual com muita elegância. Experimente!

Independente da sua escolha, essas cinco peças da moda indispensáveis durante o inverno são capazes de deixar a sua produção incrível.

Fonte: Damyller