Arquivo da tag: carne

Ceias de fim de ano: confira cuidados básicos para garantir produtos de qualidade

As festas de fim de ano envolvem diversos sentimentos e ritos típicos do período natalino. Além de viagens, passeios e trocas de presentes, a organização das ceias também mobiliza as famílias. E quando o assunto é alimentação, todo cuidado é pouco.

A escolha consciente dos ingredientes que compõem as receitas típicas de fim de ano é, para muitos, um desafio. Seja porque se tratam de itens que não fazem parte do nosso cotidiano ao longo do ano, seja porque temos a falsa sensação de que todo produto exposto está em bom estado para consumo e é seguro.

Segundo dados do Ministério da Saúde (Sinan/SVS), em 2017 foram registrados 598 surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA), a cujos riscos 47.218 pessoas foram expostas, sendo que 9.320 adoeceram e 12 morreram. Cerca de 36% das ocorrências tiveram como local de origem as residências, tendo como os 10 agentes etiológicos mais identificados foram Salmonella, Escherichia coli, Staphylococcus aureus, Coliformes, Bacillus cereus, Shigella, Rotavírus, Clostridium perfringens, Norovírus e o vírus da Hepatite A. Os dados reforçam o quanto é fundamental ter alguns parâmetros em mente ao visitar mercados e açougues.

“Comprar carnes, de qualquer tipo, por exemplo, exige que o consumidor esteja atento, em primeiro lugar, para a origem do produto. Se a carne não tiver inspeção. poderá causar problemas sérios de saúde a quem consumir”, adverte o presidente da Comissão Técnica de Alimentos do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), Ricardo Moreira Calil, doutor em Saúde Pública.

Confira dicas de como selecionar produtos, em especial aves, pescados e carnes, que não apresentem riscos à saúde dos convidados:

carnes açougue pixabay
Pixabay

Consuma somente alimentos de origem animal inspecionados: o consumidor deve verificar a existência do selo de inspeção. Ele deve estar impresso na embalagem e tem um número de registro, que pode ser federal – o SIF (Serviço de Inspeção Federal), estadual – no caso de São Paulo, o SISP (Serviço de Inspeção do Estado de São Paulo) – ou até mesmo municipal, geralmente com a sigla SIM (Serviço de Inspeção Municipal). “A carne sem este selo indica um produto não fiscalizado. Não é possível, portanto, saber se o produto tem origem idônea e qualidade aceitável”, explica o médico-veterinário Daniel Bertuzzi Vilela, membro da Comissão Técnica de Alimentos do CRMV-SP.

delicatessen italia loja carnes paes
Pixabay

Observe as condições de armazenamento e exposição das peças: de um modo geral, a carne fresca deve estar a uma temperatura de até 7°C e a congelada de, no mínimo, -15°C. Calil explica que as carnes, quando expostas, precisam apresentar cor e odor naturais e a superfície não pode estar muito ressecada, apesar da ação da refrigeração diminuir a umidade. “O ideal é comprar sempre carnes com boa refrigeração, sejam congeladas ou resfriadas devem estar conservadas na geladeira, balcão refrigerado ou câmara fria que obedeçam as faixas de temperatura ideais”, explica.

Vigilancia-Sanitaria.png

Verifique se o estabelecimento do qual irá adquirir os produtos possui licença sanitária: documento administrativo expedido pelo órgão municipal de vigilância sanitária, atesta que o estabelecimento possui condições operativas, físico-estruturais e sanitárias. Segundo a legislação, esta documentação precisa estar em local visível aos consumidores, mas caso não esteja, Bertuzzi tem algumas dicas: “As informações sobre registro e licença são públicas e podem ser pesquisadas na internet. Caso não encontre, pergunte no próprio estabelecimento. Se ninguém souber responder, ligue para a Prefeitura.”

carne supermercado  aimee low
Aimee Low/MorgueFile

Atente-se para a higiene do estabelecimento e das embalagens: os produtos de origem animal frescos devem sempre estar sob refrigeração e protegidos por embalagem ou dentro de um balcão fechado e refrigerado. Todos esses locais ou recipientes precisam estar limpos.

“A higiene é muito importante. Evitar estabelecimentos sujos e com equipamentos velhos e mal conservados é uma forma de se precaver. O açougueiro deve estar com uniforme limpo e utilizando proteção para os cabelos (gorro ou touca). Tente observar se ele tem onde higienizar as mãos e os utensílios”, instrui Bertuzzi.

Denunciar é uma boa ação!

vigilancia-sanitariaw

Encontrou um estabelecimento com produtos ou estruturas físicas que não atendem às condições sanitárias básicas? Primeiro, não compre nada!

Em segundo lugar, é importante abrir uma denúncia na Vigilância Sanitária. Alimentos de origem animal fora das condições e processos de qualidade oferecem riscos à saúde pública. Um exemplo de risco é a presença de agentes como a Salmonela, “uma bactéria que pode causar desde uma simples diarreia até sequelas mais graves, como problemas de articulação”, explica o médico-veterinário e membro da Comissão Técnica de Alimentos do CRMV-SP, Daniel Bertuzzi.

O médico-veterinário explica que as denúncias realizadas são anônimas, garantindo o poder de participação da população na fiscalização de produtos e estabelecimentos irregulares. “Somente pela denúncia podemos evitar que esse tipo de estabelecimento funcione irregularmente. Desta forma, você ajuda sua comunidade.”

Integridade dos alimentos também depende do consumidor

freegreatpicture-legumes-compras

Não basta apenas a preocupação com a aquisição de produtos de qualidade, o consumidor também deve tomar algumas medidas de precaução que começam ainda no mercado. Durante as compras, alimentos que precisam de refrigeração devem ser colocados por último no carrinho e as compras não devem ficar muito tempo no automóvel, em especial nos dias mais quentes. Considera-se que 2 horas é o prazo máximo de segurança para que a carne fresca ou congelada fique em temperatura ambiente sem comprometer a qualidade.

Chegar em casa com uma ave ou carne que somente será consumida na ceia é responsabilidade e tanto. Assim como nos estabelecimentos comerciais, é fundamental que esses alimentos sejam armazenados com refrigeração adequada (até 7°C para carnes frescas e mínimo de -15°C para congeladas).

“Quanto mais tempo o produto ficar sem a refrigeração adequada, maior a chance de perder qualidade e de se tornar cenário ideal para a multiplicação das bactérias capazes de deteriorar o alimento e causar danos ao nosso organismo”, orienta Dr. Ricardo Calil, presidente da Comissão Técnica de Alimentos do CRMV-SP.

Outro cuidado para evitar intoxicações, é com o armazenamento das sobras. “É importante que ao término das refeições, os alimentos que necessitem de refrigeração sejam guardados na geladeira ou congelados em pequenas porções”, orienta o médico-veterinário.

Fonte: CRMV-SP

Anúncios

O prato mais pedido no Applebee’s Brasil está de volta

A campanha mais esperada pelos clientes do Applebee´s Brasil chegou: All You Can Eat Ribs. Até o dia 30 de novembro, os fãs das famosas e saborosas costelas de porco entram no clima do “coma à vontade”, com o free refil, por apenas R$ 89,90.

E este ano, as novidades não param por aí. Na compra antecipada de dois vouchers Aycer, o segundo sai com 50% de desconto.

Aycer 2018

Este ano, o tradicional free refil de Ribs conta novamente com as versões que foram sucesso no ano passado: Crispy Ribs, empanada de ribs; o Croquet Ribs, croquetes de carne de costela desfiada; e Crinkle Fries, ribs acompanhada de batatas frisé e crocantes, para comer com o molho especial.

O Aycer 2018, que já está em sua 8ª edição, é uma das campanhas mais esperadas pelos clientes, segundo o franqueado Netto Martins. “As pessoas perguntam quando teremos a Aycer e é uma ótima oportunidade de transmitirmos o posicionamento da marca, trazendo a essência da culinária americana”.

Em 2017, foram consumidas 47 toneladas de costelas de porco, atendendo cerca de 330 mil clientes. Este ano, o Applebee’s Brasil espera que 50 toneladas de costela de porco sejam consumidas, atingindo 440 mil pessoas.

Considerado um ícone nos Estados Unidos, a baby back ribs com molho barbecue é tradição nos churrascos norte-americanos e se tornou, em 2011, o carro chefe da Rede Applebee’s Brasil.

ribs.png

Baby Back Ribs americanas: você sabia?

Elas surgiram entre 1861 e 1865, durante a guerra civil e são suculentas costelas de porco assadas e cobertas com molho barbecue. Seu consumo é mais comum no Sul dos Estados Unidos e o jeito mais americano de comê-la é com as mãos.

No Applebee’s, as ribs são servidas em porções Regular, com 6 bones (ossinhos) ou Generous, com 9 bones; e estamos a aproximadamente 587.818.182 ossinhos de distância dos Estados Unidos.

Informações: Applebee’s

Varanda é atração do Restaurant Week Premium

O restaurante Varanda participa, até 21 de outubro, do maior festival gastronômico da América Latina – o Restaurant Week Premium que, nesta edição, tem como tema “Menus de Sucesso”, no qual os chefs revisitam as receitas mais vendidas ao longo da trajetória do festival e apresentam os carros-chefes da casa.

“Por isso, incluímos pratos que marcaram a história do Varanda para compor o menu, como o Arroz Biro-Biro e a Farofa da Varanda, e cortes como o Bife de Chorizo e Coração de Picanha”, explica Fábio Lazzarini, chef executivo da rede, que apresenta dois diferentes menus, servidos no almoço e jantar.

Almoço

Bife de Chorizo com farofa da Varanda
Bife de chorizo com farofa Varanda

Para o almoço, o menu do Varanda inclui como opções de entradas a linguiça aperitiva ou o dadinho de queijo coalho. Entre os pratos principais, são cinco opções que incluem carnes e peixes: top sirloin; bife de chorizo com a farofa da Varanda; peixe do dia com purê de batatas; filé de frango com legumes ou risoto. O menu, que é servido nas unidades Jardins e Faria Lima, de segunda a sábado, não inclui bebidas ou serviço e custa R$ 68,00 por pessoa.

Jantar

Bombom de alcatra com arroz biro biro
Bombom de alcatra com arroz Biro-Biro

Para o jantar, as sugestões de entrada são a Costela de Porco à baixa temperatura ao Molho Barbecue ou Dadinho de Queijo Coalho. As opções de pratos principais são: Bombom da Alcatra; Coração de Picanha com Arroz Biro-Biro; Arroz Carreteiro com Pequi; Filé de fanho com legumes; ou, Risoto. O menu custa R$ 89,00 e é servido nas unidades Jardins (segunda a sábado); Faria Lima (terça a sábado) e JK (segunda a domingo), e não inclui bebidas ou serviço.

No almoço e no jantar, as opções de sobremesas são pudim; frutas da estação; creme de papaya; sorvete ou mousse de chocolate.

Reservas podem ser feitas antecipadamente pelo e-mail contato@varagrill.com.br.

Endereços
– Varanda Jardins: General Mena Barreto, 793
– Varanda JK: Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041
– Varanda Faria Lima: Prudente Correia, 432

Açougue vegano virtual oferece “carne” sem ingredientes de origem animal

De acordo com a Folha de São Paulo, empreendimentos veganos tem crescido 40% ao ano. Diferentes empresas têm apostado na elaboração e lançamento de diversos produtos no mercado como queijos, coxinhas, bolos etc.

Olhando para esse mercado, Marcella Izzo inaugurou o primeiro açougue virtual vegano, que conta com mais de 20 itens de fabricação própria. “Nossa ideia é atender toda a cidade de São Paulo pois acreditamos que o fácil acesso é um passo importante para a popularização do veganismo” afirma a Chef.

MUSHROOM RIBS

No açougue é possível encontrar diversos produtos sem nada de origem animal como Picanha vegetal, costelinha com barbecue, linguiças, salsichas e uma variedade de hambúrgueres, além disso, o kit churrasco é uma ótima opção para quem quiser reunir os amigos.

Além do site, os clientes também poderão comprar em um aplicativo exclusivo disponível para Android ou iOS.

PICANHA VEGETAL

“Percebemos que o veganismo vem crescendo nos últimos anos. Com isso, aumentar o leque de produtos é mais uma forma de chamar atenção para a quantidade de possibilidade e sabores que existem”, comenta Marcella.

Para facilitar ainda mais, o site traz alternativas de preparo e os ingredientes que compõem os pratos, dessa forma, fica ainda mais descomplicado decidir qual será a próxima refeição saborosa.

CARNE VEGANA

Informações: No Bones

Surpreenda o paizão preparando um cardápio especial

Comemorado amanhã (12), segundo domingo de agosto no Brasil, o Dia dos Pais está entre as datas mais importantes das famílias. A gente naturalmente quer caprichar em cada detalhe, presentear com algo único e ainda deixar marcado este momento na memória dele.

Para surpreendê-lo, não é necessário um presente caro ou gastar horas esperando na fila de um bom restaurante. Unir toda a família em casa e preparar um almoço mais íntimo pode ser uma ótima opção para ter um dia leve e cheio de alegrias.

A data pede por um cardápio completo com entrada, prato principal e sobremesa. Ah! Não sabe o que servir? Calma! A Adria ajuda você nessa missão.

De entrada, sirva Torrada de Carne Seca e Provolone, assim a turma pode ficar petiscando enquanto aguarda o almoço. Já como prato principal a Lasanha de Carne ao Molho de Vinho é ideal, pois além de deliciosa, ainda tem um toque de sofisticação. Para fechar com “chave de ouro”, sirva o Manjar de Limão, o sabor cítrico do doce vai fazer todo mundo querer um pouco mais!

Agora é só acrescentar uma dose de amor em cada prato e pronto! O dia do seu pai será incrível:

Torrada de Carne Seca e Provolone

Torrada de Carne-Seca e Provolone

Ingredientes
2 colheres (sopa) de azeite
1 dente de alho amassado
1 cebola média cortada em tiras
400 g de carne-seca dessalgada, cozida e triturada
2 colheres (sopa) de coentro picado
Sal a gosto
½ pimenta dedo-de-moça, sem sementes, picadinha
½ copo de requeijão
1 embalagem de Torrada Adria Tradicional (160 g)
4 colheres (sopa) de queijo provolone ralado

Como fazer
Passo 1: Em uma panela aqueça o azeite, refogue o alho, a cebola e junte a carne. Acrescente o coentro, tempere com o sal e a pimenta. Mexa bem, retire do fogo e misture o requeijão.
Passo 2: Sobre cada torrada coloque uma porção de carne-seca, salpique o provolone e leve ao forno pré-aquecido por 2 minutos. Sirva imediatamente.

Rendimento: 16 torradas
Tempo de Preparo: 30 minutos
Calorias por porção: 163,8 kcal

Lasanha de Carne ao Molho de Vinho

Lasanha de Carne ao Molho de Vinho

Ingredientes

Molho Branco:
5 colheres (sopa) de manteiga
5 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 litros de leite
Sal, pimenta-do-reino e noz moscada a gosto

Molho de Tomate:
4 colheres (sopa) de azeite
1 cebola, picada
2 dentes de alho picados
10 tomates sem pele, sem sementes e picados
1 litro de polpa de tomate
Sal, pimenta-do-reino e orégano a gosto

Recheio de Carne ao Molho de Vinho:
1 kg de coxão mole
6 colheres (sopa) de óleo
1 cebola picada
3 dentes de alho picados
2 cenouras em rodelas
1 talo de salsão em rodelas
250 ml de vinho tinto seco
2 tabletes de caldo de carne
Sal a gosto

Para a montagem:
1 embalagem de Lasanha Adria (500g)
400g de mussarela em fatias
Queijo parmesão ralado

Modo de Preparo

Carne ao Molho de Vinho
– Tempere o coxão mole com sal e pimenta-do-reino.
– Em uma panela de pressão, aqueça o óleo, coloque a carne temperada e doure bem junto com a cebola e os dentes de alho. Acrescente as cenouras, salsão, vinho, tabletes de caldo de carne, 1 litro de água e deixe cozinhar por uma hora. Retire do fogo, desfie a carne, junte ao molho de vinho e reserve.

Molho Branco
– Em uma panela média, aqueça a manteiga ou margarina e doure a farinha de trigo. Junte 2 litros de leite aos poucos, mexendo sempre para não empelotar. Acerte o sal e tempere com a pimenta-do-reino e a noz moscada. Retire do fogo e reserve.

Molho de Tomate
– Em uma panela média aqueça o azeite, refogue a cebola e o alho, junte os tomates, polpa de tomate e 2 xícaras (chá) de água. Deixe apurar, acerte o sal e tempere com a pimenta-do-reino e o orégano. Retire do fogo e reserve.

Lasanha
– Monte a lasanha em refratário grande e fundo. Divida o molho branco e o molho de tomate em 3 partes, as tiras de lasanha em 4 e as fatias de mussarela e o recheio de carne ao molho de vinho em 2.
– Alterne as camadas de molho e massa da seguinte forma: molho branco, fatias de mussarela, tiras de lasanha, molho de tomate, recheio de carne ao molho de vinho, tiras de lasanha, molho branco, fatias de mussarela, tiras de lasanha, molho de tomate, recheio de carne ao molho de vinho, tiras de lasanha, molho branco, molho de tomate e finalmente queijo parmesão ralado.
– Cubra com papel-alumínio e leve ao forno médio (200ºC) por 50 minutos.
– Para dourar a superfície, retire o papel-alumínio 10 minutos antes de finalizar o tempo.

Rendimento: 15 porções
Preparo: forno & fogão
Tempo de preparo: 2 horas
Grau de dificuldade: elaborado

Manjar de Limão

Manjar de Limão

Ingredientes
1 pacote de biscoito Tortinhas de Limão Adria (160g)
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 xícara (chá) de leite
1 gelatina sem sabor (verde)
Raspas de 1 limão

Modo de Preparo
– Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite e o leite com as tortinhas (reserve algumas para decorar). Acrescente a gelatina verde dissolvida em 5 colheres de água morna e bata para misturar bem. Retire a mistura e junte as raspas de limão (sem bater).
– Coloque em forma de manjar e leve para gelar por 2 horas. Desenforme e enfeite com as tortinhas reservadas. Se preferir sirva em tacinhas.

Rendimento: 10 porções

Fonte: Adria

Zé do Hamburger oferece opções vegetarianas e veganas

Sempre pensando em surpreender os clientes com sabor incomparável, porções generosas e muitas possibilidades para cada ocasião, o Zé do Hamburger apresenta o cardápio reformulado com novos lanches. As linhas de sobremesas e bebidas também receberam incrementos como o Morango Lemonade (suco de limão com xarope de morango) e, em homenagem a atriz Marylin Monroe, o Marylin Juice (suco de abacaxi com xarope de limão).

Outras novidades são a Taça Especial do Zé (sorvete de leite ninho coberto com biscoito, chantilly, Ovomaltine e Nutella) e Taça Churros (sorvete de leite ninho, doce de leite quente, chantilly e churros do Zé).

Os lançamentos vão ampliar também as opções para atender os vegetarianos e veganos com o Vegan Burger I (hambúrguer de grão de bico ou soja, rúcula, tomate, cream vegano e picles de cebola roxa artesanal) e o Vegan Burger II (hambúrguer de grão de bico ou soja, alface americana, tomate, cebola caramelizada, picles e cream vegano).

“Existe uma demanda crescente por esse tipo de lanches; buscamos parceiros para nos ajudar com as matérias primas e após muitos testes para alcançarmos o sabor ideal, chegamos a um resultado inovador e suculento”, afirma Bruno Kobayashi, sócio-diretor do restaurante.

Cada combinação de ingredientes foi desenvolvida e experimentada nos últimos meses para agradar aos paladares mais exigentes, sem perder as características já consagradas do Zé do Hamburger. “Estamos sempre atentos às tendências e particularidades dos nossos fãs e não esquecemos do nosso objetivo principal, que é promover momentos de descontração em grupos de família ou amigos, sem deixar de lado a suculência e maciez dos hamburgeres, pontos muito importantes para nós”, defende Bruno.

Confira os detalhes dos itens:
· Brilhantina (hambúrguer blend do Zé 150g, queijo cheddar, bacon artesanal, ovo frito, alface, picles de cebola roxa artesanal e maionese artesanal): R$ 37,90
· Classic (hambúrguer tradicional 100g, queijo cheddar, alface, tomate, picles, cebola roxa e maionese artesanal: R$ 29,90
· Jukebox (pão australiano, hambúrguer 150g, creme de cheddar, relish de pepino artesanal, bacon e maionese, acompanha fritas): R$ 46,00
· Arriba Burger (hambúrguer 150g, cheddar, tomate, crispy onion, jalapeño, bacon e maionese artesanal): R$ 36,50
· 4 Cheeses (dois hambúrgueres de fraldinha 100g grelhados no sal grosso, queijo prato, cheddar, mussarela, catupiry, tomate, bacon e maionese artesanal): R$ 36,50
· Chilli Burger (hambúrguer tradicional 100g, creme de cheddar, chilli, jalapeño e maionese artesanal): R$ 29,90

ze 4ze 1
· Vegan Burger I (hambúrguer de grão de bico ou soja, rúcula, tomate, cream vegano germinou a base de inhame e picles de cebola roxa artesanal): R$ 34,90
· Vegan Burger II (hambúrguer de grão de bico ou soja, alface americana, tomate, cebola caramelizada, picles e cream vegano germinou a base de inhame): R$ 34,90
· Zezinho Burger (pão australiano, hambúrguer blend do Zé 150g, queijo cheddar, cebola caramelizada, bacon e maionese artesanal): R$ 34,50

ze 3ze 2
· Morango Lemonade (suco de limão com xarope de morango): R$ 18,90
· Marylin Juice (suco de abacaxi com xarope de limão): R$ 18,90

ninho
· Taça Especial do Zé (sorvete de leite ninho coberto com biscoito, chantilly, Ovomaltine e nutella): R$ 34,90

churros

· Taça Churros (sorvete de leite ninho, doce de leite quente, chantilly e churros): R$ 30,00
*preço médio sugerido

Zé do Hamburger: Rua Itapicuru, 419 – Perdizes – São Paulo. Horário de funcionamento: Domingos às Quintas: 12h às 24h; sexta, das 12h às 2h; sábados e vésperas de feriado, das 12h às 4h

Conheça harmonizações de vinhos ideais para o seu churrasco

Substituir a clássica cerveja pelo vinho pode ser uma grande aposta no quesito sabor. Por isso, a Evino separou algumas dicas especiais para ajudar nessa combinação

Embora caipirinha e cerveja ainda mantenham a soberania no churrasco brasileiro, a quantidade cada vez maior de pessoas adotando as taças mostra que o vinho vem ganhando espaço. Mas você sabe como combinar a bebida ideal com cada um dos cortes de seu churrasco? Não se pode negar que uma boa harmonização faz toda a diferença e o vinho pode ser considerado um grande aliado no quesito sabor. A Evino separou algumas dicas especiais de harmonização para cada corte.

Para Lana Ruff, sommelière da Evino, o crescimento no número de pessoas que começaram a adotar a harmonização de vinho e churrasco representa uma mudança gradual na nossa cultura. “Um palpite é o fato de que o vinho tem propriedades que ajudam a contrabalancear as características extremas da carne”, diz.

De acordo com ela, é importante saber que sal e gordura são elementos amigos da harmonização (e por isso as combinações queijo-vinho e carne-vinho são tão famosas). Ambos os aspectos combinam com o elemento do amargor, que existe naturalmente nos taninos presentes em vinhos tintos. “Não à toa a Malbec, que é uma uva com bastante tanino, é o par tradicional de cortes suculentos e fibrosos, como bife ancho e contrafilé”.

Grilled barbecue steak, meatball and chicken
Foto: TBNewsMedia

Já a acidez ajuda a cortar as moléculas de gordura no palato, então alguns cortes mais gordurosos, como picanha e alcatra, vão precisar de uvas com teor alto de acidez, como Cabernet Sauvignon, para garantir equilíbrio.

“Quem quiser ousar pode investir sem dó em filé mignon com Chardonnay barricado. As transformações microbiológicas que o vinho branco sofre enquanto está em contato com a barrica dão a ele um aspecto mais pesado, carnudo e até aromas de manteiga”, pontua. Esse tipo de característica faz com que o vinho tenha mais presença em boca, pareça mais encorpado e, portanto, páreo pra encarar uma carne vermelha magra.

Outra dica da especialista é prestar atenção se o tempero é o elemento principal do prato. Por exemplo, se estiver rolando uma costela ao barbecue, o molho vai predominar em virtude do seu sabor forte. Syrah é um clássico para essa receita, pois, além de ser uma uva que rende vinhos encorpados, ela tem aromas de especiarias que entram em harmonia com o molho.

churrasco e vinho branco uvinum

Já a mistura clássica de carne branca e vinho branco também é bem famosa, pois temos uma harmonização por peso e semelhança: a carne e o vinho são leves e por isso não há muito risco de um se sobressair ao outro. “Se o frango estiver temperado com ervas, aí a dica é Sauvignon Blanc, uva branca com aromas tipicamente herbáceos ou Carménère, uva tinta que também vai nessa direção. Essas dicas também valem para o pão de alho, que precisa de vinhos com sabores e aromas fortes” comenta.

As carnes de porco têm muito sal e muita gordura, mas sabores mais suaves, em geral. Assim, a harmonização não tem segredo, já que os elementos que se destacam são fáceis de combinar. A linguiça é a oportunidade certa para dar aquela variada e investir em rosés ou, até mesmo, espumantes, cuja acidez sempre alta promete cortar a gordura.

vinho bbq wine
BBQ Wine

E os vegetais são um desafio para uma harmonização bem sucedida, pois eles unem consistências confusas, ora crocantes, ora macias. Mas de acordo com a especialista nem tudo está perdido. “Pra dar conta dessa explosão de sabores e texturas vale dar uma temperada nos legumes com o próprio vinho. E vale lembrar que cogumelo e Pinot Noir, ou a uva piemontesa Nebbiolo, são pares clássicos”, finaliza.

Fonte: Evino

 

 

Dez alimentos para turbinar o cérebro

Você sabia que o ovo pode fazer bem para a memória? Confira os nutrientes que você deve incluir na dieta para manter mente e corpo saudáveis

Diariamente os jornais, revistas e programas de televisão anunciam as orientações de especialistas da área da saúde para a manutenção de uma vida saudável. Falam sobre exercícios físicos, alimentação saudável… E o cérebro?

Este poderoso órgão possui uma capacidade de armazenamento e aprendizado incrível. O cérebro precisa de energia para funcionar e consome 20% da energia de todo nosso corpo. Podemos, inclusive, gastar 30 calorias por hora somente pensando! Mas para que ele funcione no máximo de sua potencialidade, é preciso receber alguns cuidados.

cerebro e comida

Além de exercitar o cérebro, praticar atividades físicas, ter boas noites de sono e interações sociais de qualidade, a alimentação também contribui para o seu bom funcionamento e pode até ajudar a estimular determinadas habilidades.

“Algumas substâncias que estão presentes nos alimentos, como Ômega3 e licopeno, favorecem a cognição e são muito importantes para o aprendizado. Essas substâncias estão presentes nas frutas, verduras, legumes, peixe, ovos, azeite de oliva”, conta a nutricionista clínica Silvia Calil, especializada em alimentos para o cérebro e consultora do Método Supera.

O licopeno é uma substância carotenoide caracterizada pela cor avermelhada e, portanto, está presente no tomate, na melancia, morango entre outros vegetais sendo que, quanto mais intensa for a cor vermelha, maior a quantidade da substância. O que chama atenção é que é um antioxidante que combate os radicais livres e retarda o envelhecimento.

“O ovo, que por muito tempo foi visto como um vilão da dieta, é essencial para manter o funcionamento da memória, por meio da colina, nutriente presente na gema”, complementa a especialista.

Adotar uma dieta saudável ajuda a prevenir desde pequenos lapsos de memória até graves doenças neurológicas degenerativas.

Confira abaixo uma lista de alimentos com nutrientes que fazem bem para o cérebro:

sardinha em oleo
Foto: Max Straeten / Morguefile

1) Peixes – principalmente os de água fria (salmão, anchova, sardinha, atum, arenque), são fontes de ácidos graxos ômega 3, poderoso antioxidante.

manga

2) Frutas e vegetais amarelos – mamão, manga, pêssego, cenoura, abóbora. São alimentos fontes de betacaroteno, antioxidante que combate o envelhecimento celular.

Morangos

3) Frutas vermelhas – morango, cereja, framboesa, amora, pitanga, melancia e tomate, também possuem pigmentos antioxidantes que combate os radicais livres e ajudam a memória.

oleaginosas castanhas
Pixabay

4) Oleaginosas – castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, amendoim. Ricas em vitamina E e selênio, também fontes de antioxidantes.

CampCarne

5) Carnes, aves, grãos integrais, leguminosas, leite e derivados – esses alimentos são fontes de vitaminas do complexo B. Ajudam a regular a transmissão entre os neurônios. Na carne vermelha você encontra também o ferro que pode colaborar com a boa memória.

blueberry-mirtilo

6) Blueberry – ameniza os efeitos de doenças do cérebro relacionadas à idade, melhora a capacidade de aprendizagem, melhora a memória e a concentração, estimula o fluxo de sangue e oxigênio para o cérebro.

banana

7) Banana – fornece energia e eletrólitos para o cérebro, melhora as funções cognitivas, protege o cérebro de danos oxidativos, ajudam a melhorar o humor e a manter o equilíbrio.

amendoas-jasongillman

8) Amêndoa – ajuda a prevenir declínio cognitivo relacionado à idade, melhora a memória e o aprendizado, aumenta a atenção.

canela jmiltenburg
Foto: J.Milternburg / Morguefile

9) Canela – aumenta a atividade do cérebro, alivia a tensão nervosa e evita perda de memória, reduz riscos de doença do Alzheimer.

linhaça

10) Linhaça – rica em gorduras do cérebro saudável, constrói e protege os neurônios, regula o ambiente do cérebro, e melhora as funções cognitivas.

Fonte: Método Supera

Windsor Barra traz um pedaço da Suíça para o seu Festival de Fondue

Neste ano, a inspiração vem do Cantão de Lucerna, região rodeada pelos Alpes

Proporcionar a experiência de estar nos Alpes Suíços sem precisar ir muito longe. Esse é o conceito da 6ª edição do Festival de Fondue do Windsor Barra, que será realizado de 29 junho a 28 de julho, sempre às sextas-feiras e sábados. Neste ano, a inspiração vem do Cantão de Lucerna, localizado no coração da Suíça.

Além da parte gastronômica, com fondues de carne, queijo e chocolate e uma grande variedade de frios, o festival conta com ambientação trazendo as mais belas paisagens da região e climatização especial, para que os visitantes possam se sentir vivendo uma verdadeira noite suíça. Outra atração é a harmonização com vinhos importados.

festival fondue windsor

“O festival já é tradição do Windsor Barra. Sempre contamos com a presença de muitos casais e famílias, especialmente da vizinhança do hotel, que já vêm nos visitar há anos. Dessa vez, queremos não só superar as expectativas dos clientes habituais como também atrair um novo público, interessado em curtir as delícias desse período mais frio do ano nesse pedacinho da Suíça que estamos trazendo para cá”, destaca Marcos Bezerra, Gerente Geral do Windsor Barra.

Parceria entre Brasil e Suíça na cozinha

festival fondue windsor 2
No fondue de carne, o destaque fica para os cubos de filé mignon e a batata rostie, como acompanhamento. Foto: Divulgação

Neste ano, o Festival de Fondue do Windsor Barra, além do experiente chef Manoel Araújo, conta com a curadoria do suíço Bertrand Bovier, que lidera a cozinha do Windsor Marapendi. Entre os segredos dessa parceria suíço-brasileira para deixar os paladares ainda mais marcantes estão dois queijos tipicamente suíços, o Gruyère, de sabor intenso e textura cremosa, e o Emmental, que tem consistência média e gosto mais suave, levemente adocicado. O toque final fica por conta do vinho Chardonnay, utilizado para integrar esses dois ingredientes principais.

Para a entrada, o Festival de Fondue do Windsor Barra conta, ainda, com uma farta estação de frios, que inclui queijos, presuntos e salames importados, além de pães frescos de fabricação própria e sempre uma sopa diferente.

Fechando essa experiência gastronômica, a sobremesa fica por conta do fondue de chocolate e frutas, além dos deliciosos marzipãs da casa.

festival fondue windsor 3

“Todos os anos, esse evento é um dos pontos altos do calendário gastronômico do Windsor Barra. O fondue não é só uma moda passageira no Brasil. Está no gosto do nosso povo. Ganhou força total nesses últimos anos e veio para ficar”, destaca Manoel Araújo, chef do Windsor Barra.

“Para um suíço, ver os Brasileiros interessados num prato típico da minha terra natal é uma grande alegria. Quero trazer o sabor da minha infância para a mesa de quem for apreciar o festival”, completa o chef Bovier.

Datas: de 29 junho a 28 de julho
Horário: das 19h às 23h
Valor: R$ 130,00 por pessoa + taxas
Endereço: Windsor Barra – Av. Lúcio Costa, 2630, Barra da Tijuca – Rio de Janeiro 

Informações e reservas: (21) 2195-5000 /  reservas.windsorbarra@windsorhoteis.com.br

 

Chef Churras do Hirota Food auxilia com a “churrascabilidade” nos jogos do Brasil

Ferramenta exclusiva da rede é ideal para organizar churrascos, inclusive passando um valor médio do investimento, independente da quantidade de pessoas e tipo de evento

Assim como o técnico Tite, da seleção brasileira de futebol, tem a “titebilidade”, sua maneira singular de observar e analisar as partidas, o Hirota Food tem a sua “churrascabilidade”, que é a ferramenta exclusiva que a rede disponibiliza para auxiliar na organização de churrascos: o Chef Churras.

“A ferramenta é ideal para a época de Copa do Mundo. Não importa o tamanho do evento ou a quantidade de pessoas, o churrascômetro informa o valor médio do investimento e dá dicas de acompanhamentos, utensílios e temperos, normalmente esquecidos pelos organizadores”, comenta Helio Freddi Filho, diretor de marketing do Hirota Food Supermercados.

É muito simples utilizar o Chef Churras. Basta acessar o link, fornecer um endereço de e-mail para retorno e ir seguindo as orientações como tipo de churrasco (premium, tradicional ou prático), número de pessoas (homens, mulheres e crianças), cortes de carnes (bovinos, aves, suínos e ovinos), bebidas preferidas, utensílios, temperos, acompanhamentos e sobremesas.

churras hirota.png

Após esse processo o churrascômetro do chef churras irá calcular a quantidade estimada de cada item escolhido, de acordo com o número de pessoas, e também fornecerá um valor médio total do investimento. Ai é só convidar o pessoal, preparar o churrasco e torcer pela nossa seleção!